Como cuidar da saúde bucal com uma rotina agitada?

Mesmo com muitos afazeres e obrigações de uma rotina agitada, é possível ter uma boa saúde bucal.  A vida de quem tem uma rotina agitada é, literalmente, muito louca, principalmente se a pessoa é moradora de uma cidade grande como São Paulo, por exemplo.

Como cuidar da saúde bucal com uma rotina agitada

Nessa rotina, as responsabilidades tomam conta de um jeito tão forte que por vezes, não sobra tempo nem para cuidados básicos e essenciais, como é o caso da saúde bucal. Mas mesmo com filhos, trabalho, faculdade, amigos e família, seus dentes merecem atenção. Afinal, seu sorriso é uma espécie de reflexo não só de seu estado de espírito, mas nesse caso, também de como você vem organizando seu tempo, não é mesmo?

Mas como a correria não pode parar, vamos te dar uma mãozinha. Separamos 5 dicas muito legais de como cuidar de sua saúde bucal sem deixar de lado suas responsabilidades. Com certeza você vai encarar a rotina diária com um enorme sorriso no rosto!

saúde bucal para executivos

5 Dicas de como cuidar da saúde bucal com uma rotina agitada

1- A arte da disciplina

Por mais corrido que estejam seus dias, é muito importante você ter, dentro de sua rotina, muita disciplina. Ou seja, horários bem definidos para fazer as coisas. Essa dica serve não só para você cuidar de sua saúde bucal, mas também para você ter organização de suas responsabilidades – afinal, falta de tempo é sinal de que existe algo errado em sua rotina. Então, separe tempo para sua escovação e cuidados com o dente. Logo logo, essa organização se tornará um hábito, algo enraizado dentro de seu dia a dia.

Saúde bucal para executivos

2- Saúde bucal no trabalho

O trabalho é uma das coisas que mais toma tempo de alguém. No entanto, ainda assim é possível cuidar de seu sorriso. Como? Simples: deixe em seu serviço um kit básico para seus dentes ou, caso contrário, ande com ele na bolsa – pelo menos a escova de dentes. Lembre-se que o kit deve ser composto por:

  • Escova de dentes
  • Pasta
  • Fio dental
  • Antisséptico bucal

Saúde bucal para executivos

Durante a jornada de trabalho, uma pessoa pode ficar até 12 horas sem escovar os dentes. Nesse período, é possível que sejam ingeridos alimentos ou mesmo bastante açúcar (que acompanha o tradicional cafezinho, nos momentos de bate-papo). Por conta desses pequenos detalhes, manter um kit com produtos de higiene (que pode ser facilmente guardado em gavetas, bolsas e armários) pode diminuir eventuais problemas (como placas bacterianas e cáries).

Com esse kit, você garante que terá um sorriso limpo e saudável em qualquer lugar, além é claro de mostrar um grande cuidado com sua boca.

3- Cuidado com a alimentação

Por vezes, a loucura de uma rotina agitada interfere até mesmo em nossa alimentação. Na busca por usarmos melhor nosso tempo, apelamos para o fast food, doces etc. E é aí que mora o perigo: alimentos que contêm muito açúcar ou amido contribuem bastante na formação das placas bacterianas. Nesse caso, procure balancear um pouco sua alimentação com frutas, verduras, sucos naturais e legumes. Tendo esse cuidado, você evita cáries e garante que a saúde bucal está em dia!

4- Dentista, o melhor amigo

Esse será seu consultor, aquele que dirá se tudo está bem. Mesmo que você tenha uma disciplina bem bacana com cuidados bucais, o dentista irá te orientar, fazer análises e ainda dar dicas preciosas para que você sobreviva a sua rotina com um belo sorriso no rosto.

Há quanto tempo que você não vai ao dentista? Agende agora uma consulta e deixe sua saúde bucal impecável!

5- Atenção antes de dormir

Depois de um dia muito cansativo, você chega em casa com um só objetivo: dormir, dormir e dormir. E nada mais justo, não é mesmo? Mas um dos principais cuidados que devem existir com os dentes é justamente antes de dormir. Quando dormimos, a produção de saliva diminui pela falta de estímulos, o que deixa a boca quente e úmida, o que é um ambiente perfeito para bactérias. Por isso, atenção com os seguintes pontos:

  • Evite comer açúcar 3 horas antes de dormir
  • Passe sempre fio dental e use produtos de higiene bucal que possuem flúor
  • Tome bastante água

A vida adulta, por si só, implica a todos nós uma rotina bastante dura. Temos tantas preocupações no dia a dia que somos obrigados a priorizar algumas, excluindo aquelas que achamos menos relevantes. E é aí que precisa haver muito cuidado. Essas tarefas “menos importantes” são fundamentais para nosso bem-estar e só entendemos a sua importância, quando sentimos na pele o impacto de nossa decisão. E no caso da saúde bucal, ela é sentida em nosso sorriso, a janela da alma. Portanto, cuide bem dele.

 

Perda óssea dentária. Afinal como evitar e tratar

Você sabia que a falta de cuidados com a higienização bucal pode ocasionar a perda óssea dentária? Isso mesmo, apesar de escondido pelo tecido gengival, o osso alveolar — que protege a raiz dos dentes — pode ser afetado por bactérias.

É um problema que acomete mais os idosos, por conta do desgaste ósseo característico da idade avançada. Porém, pessoas mais jovens precisam ficar atentas à limpeza bucal regular e adequada para evitar essa situação.

Reunimos nossos especialistas em Implantes dentários para falar sobre a perda óssea dentária, quais os sinais que ela dá, os tratamentos que a Vasconcelos Odontologia oferece e como se prevenir do problema.

Perda óssea dentária. Afinal como evitar e tratar

O que é perda óssea dentária?

Para entender esse quadro, é importante conhecer as estruturas da cavidade oral: o dente é dividido em coroa (a parte branca que você vê) e raiz (menor, de coloração amarelada e que fica protegida pelo tecido ósseo alveolar e pela gengiva).

O tecido ósseo alveolar, portanto, garante a sustentação do dente e sua resistência na hora da mastigação. A perda óssea dentária ocorre quando esse suporte ósseo diminui, situação grave que pode trazer sérios prejuízos, como a perda do dente.

O que é perda óssea dentária?

Quais as principais causas da perda óssea?

Algumas doenças, como osteoporose e diabetes, podem ser fatores de risco para o problema, bem como a idade avançada.

Entretanto, a perda óssea dentária é decorrente da higienização oral incompleta. Quando os restos de alimentos não são eliminados, há a proliferação de bactérias que vão provocar a cárie e inflamação das gengivas (gengivite).

Quando a gengivite avança, atinge a estrutura de sustentação do dente (periodonto) — o que provoca a periodontite, um quadro mais sério que pode resultar na perda óssea dentária.

O problema é que, muitas vezes, o paciente não sente dor e não procura o dentista rapidamente, somente quando a doença está mais avançada, comprometendo o suporte ósseo.

Dentes desalinhados

Outra causa para a perda óssea dentária é o desalinhamento dos dentes: na arcada com dentes tortos fica mais fácil o acúmulo de alimentos, o que dificulta a limpeza, situação que pode provocar cáries e inflamações.

Quais as consequências desse quadro?

Nessa situação, a gengiva se retrai, o que dá a sensação de dentes mais alongados. O paciente também tem sangramento gengival, hipersensibilidade — porque as raízes ficam expostas — e mau hálito. Além disso, o risco de cáries é maior.

Como essa perda compromete o equilíbrio de forças da estrutura dental, os dentes podem se movimentar, trazendo problemas para a estética, mastigação e até fala.

Por fim, quando a perda óssea não é tratada, o paciente pode perder o dente.

Quais são os tratamentos para o problema?

O tratamento odontológico varia de acordo com a severidade da perda óssea. Para casos mais brandos, o dentista realiza a descontaminação da região afetada e verifica se está tudo em ordem com o exame clínico e raio-X.

Em situações mais complexas, é necessário fazer a reconstrução óssea por meio de uma cirurgia — o dentista faz a limpeza da raiz do dente e coloca um material biocompatível que consegue formar um novo osso e os ligamentos da região periodontal.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Não tem segredo: é importante realizar a escovação completa sempre após as refeições e antes de dormir. É preciso ter certeza de que todos os resíduos de alimentos foram retirados. Por isso, o uso do fio dental é um grande aliado. E ir até o dentista para checar se está sendo feito corretamente é fundamental pois, muitas vezes o paciente “acha” que está fazendo o certo mas, está apenas limpando parcialmente os dentes e permitindo a evolução da doença.

Para evitar o desgaste dos dentes e danos à gengiva, utilize uma escova com cerdas macias e faça movimentos suaves.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Além disso, é essencial visitar o dentista regularmente para fazer a prevenção e manter o sorriso sempre saudável. E, se você tiver dentes desalinhados, não perca tempo e faça o tratamento ortodôntico.

É preciso ficar atento à cavidade bucal em geral porque um problema sério como a perda óssea dentária pode ficar escondido e provocar consequências sérias para sua saúde. A dica é ser extremamente disciplinado com a higienização bucal e visitar o dentista regularmente!

Por que ir a região vinícola de Barolo, na Itália

É difícil imaginar uma maneira mais aprazível de passar um fim de semana prolongado no final do outono do que viajar pela bela zona rural de Langhe, no Piemonte, conhecida por sua produção de vinhos, classificados entre os melhores italianos, como Barolo e Barbera d’Alba.

A Strada del Barolo e grandi vini di Langa, ou trilha do vinho Barolo, sugere uma série de itinerário de carro e a pé que ajudarão os interessados a se familiarizarem com a região.

Pontilhada de castelos, aldeias fortificadas e muitas vinícolas, bem como de trattorias e restaurantes que servem a sublime cucina piemontese, essa paisagem forrada de vinhedos é imperdível para qualquer apreciador de vinhos.

 

Aprecie a vida do castelo – com uma visita ou uma estadia
Castelos são comuns em muitas partes do Piemonte, região estrategicamente importante desde os tempos romanos. Você pode visitar o bem preservado Castello di Monticello D’Alba, em Monticello D’Alba, propriedade dos condes de Roero, cuja família mora lá desde o século 14. O castelo, com interiores de safras mais “recentes”, ou seja, que datam do século 18 em diante, está aberto aos domingos (e durante a semana para grupos de 15 pessoas ou mais).

Castello di Pralormo
Caso queira viajar um pouco ao norte (25 quilômetros de Alba), o imponente Castello di Pralormo, em Pralormo, também habitado por uma família aristocrática, pode ser visitado aos domingos, de março a novembro. Na propriedade estão as “suítes rurais” das casas do jardineiro, onde os visitantes podem se hospedar.

Castello di Guarene
Para experimentar uma versão moderna e suntuosa da vida em um castelo ou palácio, dirija-se ao esplêndido Castello di Guarene, do século 18, um hotel Relais & Chateaux em Guarene com raízes na Idade Média.

Quem pode colocar o aparelho ortodôntico invisível?

A procura pelo aparelho ortodôntico invisível por quem deseja alinhar os dentes e deixar de lado aquela imperfeição no sorriso que tanto incomoda é cada vez mais comum.

Ele é perfeito  para aqueles que se incomodam com a aparência que o clássico aparelho ortodôntico proporciona É uma excelente opção para quem deseja aliar um tratamento de qualidade com conforto, discrição e praticidade. Na maioria dos casos, seu uso passa despercebido e suas vantagens vão muito além da estética.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

MAS QUEM PODE COLOCAR O APARELHO ORTODÔNTICO INVISÍVEL?

O tratamento  pode ser feito em pacientes de todas as idades, desde crianças até pessoas mais idosas. O aparelho ortodôntico invisível é indicado tanto para quem deseja fazer correções mais simples no sorriso, como corrigir dentes separados (diastema), dentes encavalados ou que saíram do lugar quanto nos casos extremamente complexos. Isto é, ele também pode ser indicado para problemas mais complexos. No entanto, isso só é possível se o dentista possuir a experiência e domínio sobre a técnica pois, a biomecânica é muito diferente e exige estudo, muito estudo do profissional.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

Conheça 6 principais benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

O que é o aparelho ortodôntico invisível?

Em linhas gerais, o aparelho ortodôntico invisível é uma estrutura removível, confeccionada de acordo com a arcada dentária do paciente. Ele é constituído por um conjunto de alinhadores transparentes e feitos sob medida em modernas impressoras 3D.

Assim sendo, é uma excelente alternativa para quem deseja ter um sorriso bonito com o máximo de conforto, na medida em que, além de ser removível, ele não possui fios, bráquetes e bandas como nos modelos de aparelho fixo.

Quais são os principais benefícios do ortodôntico invisível?

1. É discreto e imperceptível

Muitas pacientes rejeitam o aparelho metálico por causa da estética que ele apresenta durante o tratamento. Já com o aparelho invisível é possível evitar essa condição, pois, ele é confeccionado praticamente invisível e vem já no formado da sua arcada dentária do paciente. Por isso, se encaixa perfeitamente nos dentes, o que torna seu uso praticamente imperceptível.

2. É confortável

Esqueça as bandas, fios e demais peças de metal ou porcelana dos aparelhos tradicionais. Isso torna o aparelho ortodôntico invisível bastante confortável, uma vez que não existe a necessidade do uso das peças dos modelos convencionais que contribuem para que apareçam irritações e aftas na boca.

3. Traz mais praticidade

O alinhador ortodôntico é móvel e, assim, pode ser retirado, sem desconfortos, quando você precisar comer ou beber. Durante o tratamento, você pode removê-lo quando for conveniente, como em jantares, festas e eventos corporativos. Por não necessitar de nenhum acessório para essa ação, o aparelho é facilmente retirado pelo próprio paciente.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

4. Mantém a saúde da gengiva

O fato de o aparelho ser removível também interfere na praticidade para realizar a limpeza diária. Passar fio dental entre os fios e bráquetes do aparelho convencional pode ser trabalhoso. Muitas vezes a escovação não é feita 100%, e isso contribui para o surgimento de tártaro e de problemas gengivais.

Na técnica das placas ortodônticas removíveis, para passar o fio dental e realizar a escovação, basta remover o alinhador e pronto. Dessa forma, a higiene bucal pode ser feita de forma bem mais completa.

5. Melhora a autoestima

Os dentes desalinhados podem causar problemas de má oclusão, mas também podem atingir a autoestima. Em contrapartida, o aparelho convencional também pode atrapalhar a estética do rosto e causar desconforto. O uso do aparelho ortodôntico invisível contribui para trazer mais confiança, sem interferir em sua vida pessoal ou profissional, afinal, na maioria dos casos, as pessoas nem percebem que você o está usando.

 

6. Tratamento em menor tempo

A duração do tratamento feito com o aparelho invisível é bem menor do que com o tratamento convencional ortodôntico e traz os mesmos resultados. No entanto, esse modelo de aparelho ortodôntico prioriza a estética, o conforto, a higiene e a praticidade durante o processo de alinhamento dos dentes.

Mas vale lembrar que, para que o tratamento tenha sucesso, o paciente precisa cooperar com o processo. Além disso, o cirurgião-dentista precisa ter o conhecimento necessário para proceder com esse tipo de intervenção em seu consultório.

 

Os cuidados com a saúde bucal começam na gestação

Muitas pessoas questionam-se sobre uma dúvida comum: quando iniciar os cuidados com a saúde bucal? Hoje, com as novas tecnologias e procedimentos os cuidados dentários começam ainda na gestação!

Uma gestante com uma saúde bucal adequada certamente terá um bebê com peso bom, numa época adequada.

Por conta de alguns hormônios como o estrógeno e a progesterona, que são produzidas com uma intensidade grande pela placenta no período gestacional, isso leva também à produção de prostaglandinas, que podem estimular um parto prematuro quando as mães têm algum problema bucal.

Cuidados com a saúde bucal começam na gestação

manter a saúde bucal é de extrema importância.

 

Por isso, manter a saúde bucal é de extrema importância.

Depois, quando o bebê nasce, já com 8 meses iniciamos um trabalho preventivo e isso se perpetua por meio dos controles periódicos e motivacionais, que podem ser realizados de 2 em 2 meses.

O paciente quando se habitua a ter uma boca limpinha fica extremamente fácil de manter, porque ele sente a necessidade da higienização. É uma questão de cultura. Há 10, 12 anos, sofria-se muito no dentista. Hoje é possível encontrarmos adolescentes e adultos sem cárie. E tudo isso é possível com a prevenção.

O sorriso vai além da saúde.

Ele mexe diretamente com a autoestima da paciente. Um sorriso bonito te dá segurança para viver melhor nos meios sociais, por isso, mais uma vez, cuidar da saúde como um todo traz um bem estar sistêmico.

Pra quem usa aparelho, os cuidados devem ser mais intensos, já que seu uso faz com que a retenção de placa bacteriana aumente muito. Por isso, é muito importante motivar a higienização. Existem escovas específicas, fios dentais específicos para ser utilizados em pacientes com aparelhos ortodônticos.

O uso do aparelho invisível não é só estético e funcional. Para os adultos que não tiveram a oportunidade de usar o aparelho quando crianças, hoje existem opções e técnicas específicas, aparelhos específicos que permitem uma maior movimentação e menos consultas ao cirurgião-dentista.

Hoje, a tecnologia está trabalhando muito a nosso favor. Dentes tortos podem gerar vários problemas, como problemas articulares, dores de cabeça, até mesmo um câncer bucal. Uma vez que os dentes são muito tortos, podem gerar um trauma na boca, então é de extrema importância manter uma saúde bucal adequada e consultar um cirurgião-dentista a cada 6 meses.

Cuidados com a saúde bucal no verão

O verão termina oficialmente em 20 de março, mas para nós brasileiros as altas temperaturas típicas da estação seguem adiante – especialmente para quem vive nas regiões Norte  e Nordeste do país. Dias mais quentes e longos feriados alteram a nossa rotina alimentar e os nossos cuidados com a saúde bucal para pior – porém, com pequenas mudanças, o seu sorriso chegará intacto à próxima estação.

A saúde bucal é prejudicada no verão pelos longos períodos em que não higienizamos a boca- com as nossas dicas, você curte as festas e ainda sorri mais bonito

Higiene bucal x churrascos e dias na praia

Os adultos e, principalmente, as crianças ficam mais expostos a alimentos cariogênicos durante os mais quentes: as pessoas acabam ingerindo mais sorvetes e refrigerantes, as crianças comem mais doces e salgadinhos – em alguns casos, eles se tornam até refeições! Esse excesso de carboidratos é prejudicial à saúde bucal.

As crianças ainda não têm esse senso de responsabilidade. No verão, elas estão mais suscetíveis a alimentos cariogênicos como refrigerantes, que são ácidos, e sorvetes.

Uma situação em que isso fica bem claro são os dias em que a família passa todo na praia ou em churrascos.  São horas e horas comendo, bebendo refrigerantes e cervejas, sem que haja a devida higienização.

O acúmulo de restos de alimentos e a ingestão constante de bebidas ácidas e alcoólicas (refrigerantes, cerveja, caipirinha…) tornam o ambiente bucal mais sucessível ao desenvolvimento de cáries e da doença periodontal (gengivite).  Além disso, longos períodos sem higienização elevam as chances do aparecimento do mau hálito – e com ele, não tem amor de verão que suba a serra.

 

Dicas de livros para ler nas férias

Ahhhh, férias! Chegou o tempo de descansar e tentar fugir esquecer tudo que precisamos fazer quando a folga acabar, e nada melhor do que se perder em um bom livro para isso.

Por isso separamos algumas dicas de livros para você curtir essas férias de verão acompanhado de boas histórias na praia, na rede, na beira da piscina, no sofá, no ônibus…

A Glória e Seu Cortejo de Horrores – Fernanda Torres

Depois do ótimo “Fim”, Fernanda Torres voltou com outro livro encantador em 2017: “A Glória e Seu Cortejo de Horrores”. O título é uma frase de sua mãe, Fernanda Montenegro, que resume bem os altos e baixos na vida de um artista. No livro, Mario Cardoso é um ator carioca que narra os bastidores do teatro, televisão e cinema da década de 60 até os dias de hoje. Acompanhamos o início de sua carreira nos palcos, sua ascensão até o posto de galã e o momento em que é reconhecido como um ícone da teledramaturgia. Quando atinge a meia idade, Mario resolve se arriscar nos palcos com uma nova releitura de Shakespeare. A empreitada acaba em um fiasco total.

O Homem que Buscava Sua Sombra – David Lagercrantz

O quinto volume da saga Millenium, aquela que começou com “Os Homens que Não Amavam as Mulheres”. Assim como o quarto livro, “O Homem que Buscava Sua Sombra” é escrito por David Lagercrantz, que assumiu a franquia após a morte de Stieg Larsson. Lisbeth Salander começa este livro trancafiada em uma prisão de segurança máxima. Mas ainda assim consegue se unir ao jornalista Mikael Blomkvist para resolver o mistério envolvendo um grupo criminosos que coloca todos em perigo, inclusive o ex tutor da hacker, Holger Palmgren.

No Seu Pescoço – Chimamanda Ngozi Adichie

Contos são sempre uma boa para a época de férias, já que você acaba uma historinha rapidinho, deixa o livro de lado para fazer outras coisas, e volta para outras histórias. Em “No Seu Pescoço”, a premiada escritora Chimamanda Ngozi Adichie traz doze contos que exploram a imigração, o preconceito racial, e conflitos religiosos, sempre com personagens nigerianos que ainda vivem no país ou emigraram para os Estados Unidos.

50 Contos de Machado de Assis

Já que estamos falando de contos, por que não investir na nossa própria literatura, e no principal nome dela: Machado de Assis? Esta coletânea (que já foi publicada há alguns anos) traz alguns dos melhores escritos de Machado, organizados em ordem cronológica de publicação e algumas informações sobre como cada uma das histórias foi publicada. Esta é uma boa escolha para quem quer conhecer mais da literatura brasileira sem ser cansativo.

Origem – Dan Brown

Mais uma saga que ganhou continuação em 2017. Desta vez Dan Brown leva o simbologista Robert Langdon para a Espanha, passando por Bilbao, Madri, Sevilha e Barcelona em uma caçada por mais pistas escondidas em obras de arte e arquitetura de Gaudi.

Hebe: A Biografia – Artur Xexéo

Gosta de televisão? Então este livro te ajudará a entender a história de um dos maiores nomes da televisão brasileira, Hebe Camargo, que morreu em 2012. Além de acompanhar toda a trajetória de vida da apresentadora que distribuía “gracinhas” e selinhos em seu programa, o livro também dá um panorama da história da própria televisão brasileira.

Tartarugas Até Lá Embaixo – John Green

Depois de seis longos anos de espera, John Green presenteou seus fãs com “Tartarugas Até Lá Embaixo”, o seu título mais pessoal. Na história temos Aza Holmes, uma adolescente que lida com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), e com a ajuda da amiga Daisy busca pistas para desvendar o misterioso desaparecimento de um bilionário da região, em troca de uma grande recompensa em dinheiro. Aza sofre diariamente com pensamentos intrusivos e com o pavor de contrair uma bactéria capaz de matar em questão de horas.

Nobel de Literatura

Você lembra quem ganhou o Nobel de Literatura em 2017? Foi o escritor nipo-britânico Kazuo Ishiguro, e há vários títulos dele publicados no Brasil, abordando diversos gêneros, como drama de viagem em “Os Vestígios do Dia”, fantasia em “O Gigante Enterrado”, contos em “Noturnos”, ficção científica em “Não Me Abandone Jamais”, e romance com ritmo policial em “Quando Éramos Órfãos”.

Na Minha Pele – Lázaro Ramos

Apesar de não ser uma biografia, Lázaro Ramos divide vários fatos sobre sua vida pessoal nas curtas crônicas de “Na Minha Pele”, discutindo temas como gênero, discriminação, empoderamento e família.

Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Gostou de “Garota Exemplar”? Sabia que outro livro da mesma autora vai ganhar uma adaptação, mas agora para a TV? “Objetos Cortantes” vai virar uma série da HBO protagonizada por Amy Adams em 2018. Por isso, aproveite para ler esta trama de mistério antes de sua adaptação estrear. O livro acompanha Camille, uma jornalista que precisa retornar a sua cidade-natal para investigar o assassinato de duas meninas. Ela então volta a morar com sua mãe, a socialite Adora, com quem tem uma relação tóxica.

Alimentos e bebidas com corantes que afetam a coloração dos dentes

Quando vemos uma pessoa de sorriso largo, com dentes branquinhos e alinhados, isso nos chama muito a atenção e logo associamos essa imagem a uma pessoa cheia de saúde, beleza e vitalidade!

Os dentes bem cuidados dizem muita coisa sobre a personalidade de alguém: detalhe, capricho, cuidado.

 

Mesmo dispensando horas escovando os dentes, passando fios dentais, enxaguantes, fazendo limpezas no dentista, um dia nos olhamos no espelho e reparamos que aquela cor vibrante do nosso sorriso, aquele branquinho, ficou amarelado! Ficamos tentando entender o que pode ter acontecido.

Eu não fumo, eu não tomo café, não bebo vinho, o que será?

Ficamos preocupados e muitos acham que isso faz parte do envelhecimento…

Existem pessoas, inclusive, que chegam ao ponto de detestar a coloração de seus dentes. Isso não é apenas estética e deve ser visto com respeito e consideração. Há quem adquira o hábito de sorrir apenas com as mãos na frente da boca ou de nunca  mais tirar fotos com o sorriso largo. Esse problema que pode parecer especificamente estético, pode vir a transformar-se em um problema social.

Alimentos e bebidas com corantes que afetam a coloração dos dentes

Mas o que acontece com os dentes para ficarem amarelados?

A coloração dentária vem de uma camada chamada dentina. Quando o esmalte do dente, que é protetor da dentina, é afetado, aparece o problema de amarelamento, pois ele fica mais exposto, aumentando os riscos de absorver os pigmentos do que comemos – os chamados corantes.

Abaixo listamos os alimentos que causam maiores danos ao esmalte dentário:

  • Açaí;
  • Beterraba;
  • Acidez de algumas frutas;
  • Refrigerantes;
  • Vinhos;
  • Cafés;
  • Chás;
  • Amora;

Alimentos e bebidas com corantes que afetam a coloração dos dentes

  • Mirtilo;
  • Molhos de tomate e catchup;
  • Molhos de soja;
  • Ameixa;
  • Suco de uva;
  • Morango;
  • Amora,
  • Milho;
  • Folhas escuras;
  • Chocolate;
  • Balas e chicletes e
  • Sucos coloridos artificialmente.

Alimentos e bebidas com corantes que afetam a coloração dos dentes
O que podemos fazer para evitar isso?

Primeiramente, os especialistas indicam evitar ou diminuir o consumo dos alimentos acima citados. Outra dica super importante, é a higiene bucal, que auxilia a manter os dentes sem excesso de pigmentos – uma boa escovação, após as refeições, evita as manchas.

Uma ótima solução para isso é o clareamento dental – excelente opção para quem tem manchas permanentes que a escovação já não resolve por conta própria.

Para ter certeza se o seu caso  é indicado para clareamento, apenas um profissional pode fazê-lo. As manchas podem surgir por diferentes motivos, seja por consumo de cigarros ou causas internas nas estruturas do dente, como na dentina ou esmalte.

E você, se preocupa em sair na foto com os dentes branquinhos? Já pensou sobre o poder que o corante dos alimentos têm sobre nossos dentes?

Próteses e implantes dentários: você sabe quais são as diferenças?

Soluções muito conhecidas e utilizadas por quem passa por algum problema dentário, as próteses e implantes dentários são bastantes diferentes.

Neste artigo apontaremos as principais diferenças entre Próteses e implantes dentários

 

Próteses dentárias

É definida como prótese dentária a forma de reconstrução ou substituição de dentes danificados ou perdidos, devolvendo ao paciente as funções mastigatórias, estéticas e fonéticas, além da proteção das funções articulares.

Existem dois principais tipos de prótese dentária:

1) Próteses fixas:
A prótese fixa é utilizada apenas em casos em que o paciente perdeu poucos dentes. É feita uma ponte fixa, onde o dente é colocado apoiando-se em outros dois dentes, um de cada lado.

2) Próteses móveis:

A prótese móvel é indicada nos casos em que há perda de muitos dentes. Nesse caso, não há como utilizar o apoio de outros dentes.

principais tipos de prótese dentária
Implantes dentários.

Os implantes dentários são estruturas de metal (normalmente titânio) que são cirurgicamente inseridas no osso maxilar abaixo das gengivas, atuando como substitutos das raízes dos dentes.

Qualquer paciente pode realizar implantodontia sem contra indicação. No entanto, para fumantes os riscos de rejeição são maiores.

O implante apresenta a vantagem de não incomodar nas atividades do dia-a-dia, proporciona um sorriso muito mais natural e harmonioso, garantindo a elegância no sorriso do paciente.

Principais diferenças ente próteses dentárias e implantes dentários.

Apesar de as próteses dentárias necessitarem de um investimento relativamente menor que os implantes, a implantodontia é mais escolhida pela discrição do aparelho, por não causar incômodos ou dores e, sobretudo, pela durabilidade: alguns implantes podem durar até 20 anos.

Principais diferenças ente próteses dentárias e implantes dentários.


Manutenção e higiene

No caso de prótese dentária, dependendo do modelo utilizado, a higienização precisa ser feita em etapas e com ferramentas específicas.

As próteses dentárias normalmente exigem escovas interdentais. As fixas, além de escovação também exige o uso de fio dental diariamente.

Na prótese móvel a higienização deve ser realizada fora da boca, utilizando uma escova macia e, se possível, algum limpador próprio para dentaduras e próteses.

No caso do implante dentário, a higienização tradicional pode ser  feita pelo paciente – escovação, fio dental e enxaguante bucal.

É importante ressaltar que no caso do implante é imprescindível avaliação do dentista para a manutenção da limpeza. A manutenção dos dois métodos de tratamento exige do paciente visitas periódicas ao dentista.

O uso do fio dental é imprescindível para remover todos os restinhos de comida acumulados entre os dentes, prevenindo doenças gengivais e, também, proporcionando uma limpeza mais profunda e eficaz para o implante ou prótese.

O cirurgião-dentista é o único que pode determinar qual é o método mais indicado e ideal para cada paciente.

Ao escolher o melhor método, é fundamental que o paciente esteja consciente dos fatores que o levaram a procurar ajuda e tenha pleno conhecimento de seu histórico médico.

Retração gengival, um problema que tira o sono de muita gente.

A retração gengival é um das principais causas para consultas ao dentista. E com razão, já que a além dos danos estéticos ao sorriso, a recessão das gengivas traz consigo dores e até mesmo riscos para fraturas e perdas dentárias. E o pior de tudo isso é que o problema pode aparecer até mesmo em indivíduos com excelente padrão de escovação dos dentes. Nestes casos, tratar rapidamente a condição recessiva é a melhor ideia.

O tratamento da retração gengival varia de acordo com as causas. A mais comum é a periodontite, uma doença infecciosa associada à higienização oral deficiente cujos resultados é a reabsorção das gengivas e do osso que circunda as raízes dentárias. Nestes casos, a terapia básica envolve a remoção (raspagem) da placa bacteriana e tártaro localizados junto e abaixo das gengivas.

Retração gengival, um problema que tira o sono de muita gente.

Retração gengival, um problema que vem tirando o sono de muita gente.

A segunda causa mais frequente para o aparecimento precoce de raízes dentárias expostas é a pressão excessiva das cerdas das escovas dentárias contra os tecidos gengivas – o trauma gengival por escovação. O tratamento da retração gengival, nestas condições, faz-se através de novas instruções de higiene oral e seleção cuidadosa de instrumentos para limpar dentes e gengivas.

Gengivas finas, o biotipo que aumenta as chances para a retração gengival.

A retração gengival normalmente ocorre de maneira mais rápida em indivíduos com gengivas finas e delicadas. E quando as causas para a recessão das gengivas é a escovação e uso de fio dental de forma a traumatizar os tecidos, os riscos para a exposição das raízes dentárias fica ainda mais evidentes. O que fazer?

Os riscos para a retração das gengivas de biotipo fino aumentam ainda mais quando estas estão associadas a freios labiais, dentes mal posicionados e tratamento ortodôntico inapropriados. Além disso, várias pesquisas científicas indicam que a recessão das gengivas ocorre de maneira mais intensa quando causadas por doenças gengivais infecciosas como a gengivite ou periodontite. Nestes casos, um rol de procedimentos preventivos e cirúrgicos precisam se tomados com urgência.

Uso indevido do fio dental pode retrair gengivas finas.

Retração gengival, um problema que tira o sono de muita gente.

O biotipo gengival fino requer atenção redobrada na hora da higienização. Para se ter uma ideia da fragilidade dos tecidos gengivais delicados, até mesmo o fio dental pode ser o motivo para o aparecimento precoce de gengivas retraídas. E nem adianta parar de passá-lo, já que esta atitude pode resultar em doenças periodontais que destroem o osso que envolve as raízes.

 

Palitos de dentes, escovas interdentais ou instrumentos de higienização indicados para pacientes em tratamento com aparelho ortodôntico também trazem riscos para gengivas retraídas. De qualquer forma, a consulta ao dentista é o momento ideal para descobrir como limpar corretamente seus dentes sem riscos para traumas teciduais.