Inflamações gengivais graves podem ser gatilho para parto prematuro

gravidez-parto-gengivite-500x286

Durante a gravidez, a mulher sofre alterações hormonais significativas que são responsáveis por modificações no funcionamento do organismo, inclusive da boca. O aumento de alguns hormônios pode intensificar os sinais de inflamação e os enjoos não deixam a escovação ser das melhores. A boa notícia é que tudo pode ser evitado com a dupla higiene bucal e dentista.

Mas para entender o problema, no caso da gengivite, o alto nível de progesterona, além de potencializar a inflamação, aumenta a permeabilidade vascular e diminui a resistência dos tecidos gengivais aos processos inflamatórios, causados pelas bactérias que, durante a gestação, estão aumentadas e utilizam esses hormônios para sua nutrição.

CONHEÇA A CLÍNICA ODONTOLÓGICA BRANEMARK CENTER
www.branemark.com.br

Pesquisas apontam que inflamações gengivais podem induzir a musculatura do útero a ponto de deixá-la hiperirritada provocando contração e dilatação cervical, um possível gatilho para partos prematuros. essas infecções podem cair na corrente sanguínea e prejudicar a saúde do bebê e da mãe.

A melhor maneira de se prevenir, continua sendo a boa higienização bucal com o uso de fio dental e raspadores linguais e visitas regulares ao dentista. A gestante pode receber tratamento odontológico em qualquer época da gestação. O ideal é que seja realizado no segundo trimestre da gestação.

Fonte: Terra