Motivos para visitar o Alasca nesta temporada

O Panhandle do Alasca, também chamado de sudeste do Alasca, é mais visitado no verão (de junho a setembro no hemisfério norte), quando as temperaturas são mais amenas e a desova dos salmões atrai animais selvagens para a costa. Dada a solidão dessa parte do estado, é melhor visitá-la de barco, mas não de cruzeiro. Em vez disso, opte por um navio de expedição, no qual você poderá entrar em áreas que não são acessíveis para embarcações gigantescas e mergulhar na magia que a região tem a oferecer. Líder nesse tipo de experiência, a Lindblad Expeditions leva apenas 62 pessoas a bordo do navio, criando uma vivência muito mais íntima e memorável.

A empresa se uniu à National Geographic em 2004, oferecendo aos viajantes a oportunidade de atravessar as águas com fotógrafos, pesquisadores e naturalistas profissionais. É um plano que resulta em aventuras enriquecedoras de exploração e educativas. E como todos a bordo procuram por esses momentos genuinamente significativos e autênticos, há uma camaradagem comum que é contagiante, tornando a viagem ainda mais incrível. Além disso, as práticas ambientalmente conscientes da companhia, como não usar plástico descartável, são admiráveis.

Para começar, o desembarque é em Juneau, a capital do estado. Pode ter neblina, e o clima provavelmente será um pouco chuvoso, mas o ar frio e fresco é revigorante. Respire fundo, observe toda a bela vegetação a sua volta e prepare sua capa de chuva e botas impermeáveis, pois será uma viagem única.

1. Vida selvagem em seu habitat natural

Se você só viu animais em ambientes controlados, terá uma grande surpresa. Não há nada que se compare a presenciar um urso caçando salmões, lontras marinhas à deriva ou águias em pleno vôo. Mas uma coisa que você realmente precisa ficar de olho são as baleias jubarte. Se você tiver a sorte de encontrar essas criaturas magníficas, poderá vê-las se alimentando por meio de uma técnica conhecida como “cortina de bolhas”, na qual mergulham sincronizadamente sob os cardumes e eliminam o ar quando submersas, formando uma espécie de paredão de bolhas que cerca e prende o cardume de krill ou de pequenos peixes. Logo em seguida, elas sobem em direção à superfície entre as bolhas com a boca aberta e as pregas ventrais expandidas, preenchendo a cavidade bucal com alimento e água. Em situações como essa, você ficará feliz por ter optado por um fornecedor que faz uma parada para contemplar a cena em vez de ter que seguir um cronograma rigoroso.

2. Paisagem extraordinária

Ao entrar no fiorde de Tracy Arm, você ficará impressionado com as falésias que pairam a mais de 900 metros de altura e as inúmeras cachoeiras. É inevitável parar em uma das duas geleiras conhecidas como Sawyer e South Sawyer Glacier. No entanto, os icebergs azuis estão se perdendo, por isso é melhor ver essas formações logo. Depois, há o Glacier Bay National Park e o Preserve, onde há o que parece ser quilômetros infinitos de neve e gelo. Quando parar em Haines, reserve uma excursão com a Mountain Flying Service – que pertence e é operada por um casal – e se maravilhe com o deserto do Alasco a bordo de um avião. Há uma boa chance de ver algumas cabras montesas pelo caminho. Por último, cruze os dedos para conseguir ver a aurora boreal.

3. Aprenda sobre a cultura indígena

Ao longo do rio Chilkat, perto de Haines, encontra-se Klukwan, a antiga casa da tribo Tlingit, a única comunidade no sudeste do Alasca a ser governada por seu próprio conselho tribal. Faça uma visita à vila e conheça o Centro do Patrimônio Cultural de Jilkaat Kwaan para aprender sobre esses nativos do Alasca, sua história e o que eles estão fazendo para preservar sua terra de origem.

4. Exercícios físicos

Se você tem procurado motivação para se exercitar novamente, o local certamente servirá como motivação. Embora as atividades não sejam extenuantes, elas o deixarão animado e ativo. São diversas caminhadas por trilha, além de caiaque, stand-up paddle e ciclismo.

5. Desconexão e conexão

O wifi é escasso neste destino remoto. Muitas vezes, o sinal estará indisponível, o que é uma ótima desculpa para desconectar-se completamente e se relacionar com seus novos amigos de viagem. Se você estiver levando as crianças, deixe os dispositivos de jogos portáteis para trás. Não se esqueça de conversar com as pessoas que participam das excursões com você e das refeições. Com certeza você ouvirá histórias inacreditáveis.

Vasconcelos Odontologia alia fonoaudiologia ao tratamento da má oclusão e a estética facial

A má oclusão é motivo comum para uma consulta ao ortodontista e ao fonoaudiólogo por consequência de alterações na articulação das palavras. A genética é o fator importante que está envolvido na má oclusão. Existem ainda fatores adquiridos durante o desenvolvimento da linguagem e dos ossos da face. O início da sucção do polegar, do uso incorreto da chupeta ou mamadeira, da posição unilateral de colocar o bebê para dormir também são fatores que contribuem para a má oclusão com prejuízos significativos na fala.

A oclusão dentária é o resultado do movimento sinérgico onde atuam a mastigação, a respiração e a fala. A má-oclusão é o resultado de distúrbios dessas funções, que podem ocasionar prejuízos funcionais e estéticos, provocados pelo desalinhamento dos dentes e o modo incorreto como os dentes superiores e inferiores se encaixam, prejudicando a mordida.

Odontologia alia a fonoaudiologia ao tratamento da má oclusão em Santos

 

Odontologia alia a fonoaudiologia ao tratamento da má oclusão

No acompanhamento dessa dinâmica precisam atuar juntos o odontólogo e o fonoaudiólogo. Esses profissionais vão atuar no favorecimento da condição miofuncional orofacial, visando à correção e a estabilidade do complexo orofacial. Isto significa estabelecer harmonia de movimentos entre os ossos da face, dos dentes com a musculatura orofacial.

O tratamento interdisciplinar inclui a melhoria da saúde como um todo, chegando mesmo à melhoria da estética que pode gerar problemas psicológicos, envolvidos na aceitação ou não da aparência. Ele pode eliminar a força excessiva nos dentes e na mandíbula para diminuir o risco de se quebrar um dente e de reduzir os sintomas de distúrbios da articulação temporomandibular (DTM).

Odontologia alia a fonoaudiologia ao tratamento da má oclusão 

Quanto mais cedo iniciar o tratamento com orientações preventivas, que vai desde as primeiras semanas de vida – evitar uso prolongado da chupeta, de preferência não fazer uso dela, uso correto da mamadeira, incluindo o tamanho mínimo do furo do bico e a posição adequada do corpo do bebê em relação ao corpo da mãe -, mais chance terá a criança de evitar tratamentos ortodônticos e fonoterapia prolongados.

A Fonoaudiologia além de auxiliar no tratamento odontológico, diminui a papada e suaviza marcas de expressão.

A Fonoaudiologia além de auxiliar no tratamento odontológico diminui a papaga suaviza marcas de expressão

A Fonoaudióloga Alessandra Amaral parceira da Clínica Vasconcelos Odontologia explica que as técnicas de fonoaudiologia utilizadas ao tratamento odontológico também acabam oferecendo uma melhora na estética facial.

” A importância de aliar tratamentos na odontologia com técnicas de relaxamento, alongamento, massagem, tonificação e fortalecimento muscular, levam a reeducação na utilização equilibrada dos músculos da face e nas funções diárias como mastigação, deglutição, respiração, fala e mímica facial.  É um trabalho muscular e de readaptação de função onde o resultado é um reflexo na face com diminuição da papaga suaviza marcas de expressão.” reafirma a Alessandra Amaral.

Benefícios da Fonoaudiologia Estética Funcional

• Atenua flacidez e marcas de expressão

• Elimina as mímicas faciais exageradas

• Favorece a aquisição dos hábitos saudáveis orofaciais

• Diminui a papada

• Proporciona simetria facial

• Fortalece e sustenta a face

• Adequa a respiração, mastigação, deglutição, fala e postura

• Otimiza e complementa os acompanhamentos de Odontologia; Estética, Harmonização Orofacial, Dermatológicos, Nutricionais,Cirurgias Estéticas e Bariátricas

 

 

Tire suas dúvidas sobre o momento de colocar um implante dentário

implante dentário é colocado através de “pinos”, semelhantes  a pequenos parafusos. Eles são instalados para substituírem dentes que foram perdidos ou que precisaram ser extraídos. Este é um procedimento que necessita muito cuidado e preparação, para que ocorra tudo bem.

Tire suas dúvidas sobre os cuidados o momento de colocar um implante dentário. Confira  5 dicas essenciais para que o seu tratamento aconteça da melhor forma!

1) Implante dentário oferece uma boa saúde bucal

Um dos fatores que mais comprometem a reabilitação oral por meio dos implantes são as doenças periodontais. A inflamação das gengivas e dos ossos são as principais causas de dificuldades na hora de fazer implantes. O dentista não pode realizar o procedimento se a boca do paciente não estiver em condições adequadas. Assim, a primeira providência antes de fazer implantes dentários é cuidar da saúde bucal.

Implante dentário oferece uma boa saúde bucal

2) Procurar um profissional especializado para realizar implante dentário

Um grande fator de sucesso dos implantes dentários é o planejamento. Para que isso seja feito com toda precisão necessária, é essencial consultar um profissional especializado. O implantodontista fará uma análise clínica para verificar as suas condições de saúde bucal. Depois, ele solicitará uma série de exames de imagens como radiografia panorâmica e tomografia computadorizada. Caso não sinta segurança no profissional, vale buscar outra avaliação.

3) Mantenha hábitos saudáveis

Uma boa saúde bucal e um profissional experiente não são as únicas garantias de que o seu implante será um sucesso. Hábitos e comportamentos que comprometem sua saúde também podem provocar problemas no tratamento. Uma das principais consequências está na cicatrização. Por isso, fumantes, cardiopatas e diabéticos precisam de atenção redobrada.

Os dentistas evitam realizar implantes dentários em fumantes, diabéticos e pessoas que tenham doenças do coração não controladas, pois elas afetam a cicatrização, comprometendo o sucesso do implante. Não esqueça que todos os tipos de implantes dentários estão fundamentados na técnica de integração óssea. Por isso uma boa cicatrização é fundamental para o sucesso do tratamento.

Quanto mais cedo, melhor realizar o implante dentário

4) Quanto mais cedo, melhor realizar o implante dentário

Para deixar o implante dentário com aspecto mais natural é importante realizar o procedimento assim que o dente é extraído. Quando a raiz do dente é extraída, o osso ao qual ficava presa, perde função e acaba sendo reabsorvido pelo organismo. Funciona da mesma forma, por exemplo, quando um paciente passa muito tempo deitado e atrofia a musculatura. O resultado é um rosto deformado e maior complexidade no procedimento para colocar o implante.

Quanto mais cedo, melhor realizar o implante dentário

5) Higiene Bucal sempre

Antes de realizar um implante dentário é importante realizar uma boa higiene bucal com escovação cuidadosa, uso do fio dental e bochecho com enxaguante bucal. Esta dica parece banal, mas depois da cirurgia, bochecho, por exemplo, está proibido até cicatrização total.

Depois do procedimento, a higiene bucal continua sendo igualmente importante. Compre uma nova escova de dente macia e sempre escove os dentes com cuidado. Se por alguma razão, você sentir algum tipo de amolecimento, procure imediatamente o dentista.

Como se comunicar como os grandes líderes. Confira essas dicas

É praticamente impossível se tornar um grande líder sem ser bom em comunicação. Se uma mensagem não for recebida profundamente por cada um de nós, provavelmente, não será compreendida e muito menos apoiada.

Uma comunicação eficaz é, então, um componente essencial para o sucesso profissional, seja a nível pessoal ou organizacional. Desenvolver uma capacidade comunicativa é mais fácil do que se pensa, mas ser capaz de utilizá-la nos momentos mais apropriados nem sempre é fácil.

Os melhores comunicadores são também ótimos ouvintes e observadores astutos: sabem ler uma pessoa ou um grupo e percebem os estados de ânimo, as dinâmicas, as atitudes, os valores e as preocupações.

Quer se comunicar como os grandes líderes

Não fale de maneira afiada

Na maior parte dos casos, as pessoas não se abrem a quem não confiam. Quando um líder é digno de confiança, as pessoas assumem riscos que jamais assumiriam frente a personalidades fracas e pouco íntegras. Pedir a confiança raramente funciona. Em vez disso, é preciso conquistá-la com as ações certas.

Como se comunicar como os grandes líderes

Personalize

É melhor ter uma conversa do que uma comunicação: pense em um diálogo, não em um monólogo. Quanto mais a comunicação for pessoal e envolvente, mais será eficaz. Há uma grande verdade: “Às pessoas não interessa o quanto você sabe se elas não souberem o quanto você se importa”. Se você não desenvolver relações significativas com as pessoas, não saberá que coisas têm em mente até que seja tarde demais para fazer qualquer coisa a respeito.

Como se comunicar como os grandes líderes

Seja específico

A especificidade é melhor do que a ambiguidade: aprenda a se comunicar com clareza. Ser simples e conciso é sempre melhor do que complicado e confuso. É importante que os líderes aprendam a ser diretos. Sem compreender o valor de ser breve e claro, as pessoas irão se distrair muito antes de escutarem seu ponto central. O seu objetivo deve ser eliminar o supérfluo e fazer valer as suas palavras.

Como se comunicar como os grandes líderes

Concentre-se no que você deixa em vez de no que você leva

Os melhores comunicadores não apenas são hábeis na aprendizagem e compilação de informações durante a comunicação, mas também ao propor ideias, alinhar expectativas, inspirar à ação e difundir sua visão. Quando você se concentra realmente em contribuir mais do que em receber, atinge o objetivo. Mesmo que pareça contra intuitivo, ao se concentrar intensamente nos desejos e nas necessidades da outra parte, você aprende muito mais do que enquanto você permanece focado apenas em seus interesses.

Como se comunicar como os grandes líderes

Tenha uma mente aberta

Uma mente fechada é, frequentemente, o maior limite para as novas oportunidades. O líder joga em um plano completamente novo no momento em que se propõe a discutir com quem tem opiniões discordantes e posições opostas, com o objetivo não de convencê-los a mudar de ideia, mas de compreender a sua argumentação. Esteja aberto ao diálogo com aqueles que o confrontam, desafiam e estimulam. Lembre-se de que não é a opinião que conta, mas, principalmente, a vontade de discutir com a mente aberta e aprender.

Fique quieto e escute

Os grandes líderes sabem quando falar e quando ficar calados. Transmitir a sua mensagem até a exaustão não terá o mesmo resultado do que uma conversa. A maior forma de discurso se desenvolve dentro de um diálogo, e não com um monólogo. Quando você começar a entender que o conhecimento se obtém quando se está em escuta, terá dado o primeiro passo para se tornar um comunicador esperto.

Como se comunicar como os grandes líderes

Substitua o ego pela empatia

Quando a franqueza vem comunicada com empatia e zelo, e não com a arrogância orgulhosa de um ego cheio demais de si, você começa a ver resultados. Os comunicadores empáticos mostram um nível de autenticidade e transparência que aqueles que escolhem se comunicar dentro de uma imagem atentamente elaborada não têm. Compreender esse princípio de comunicação é o que ajuda a transformar a raiva em respeito, e a dúvida, em confiança.

Perda óssea dentária: saiba o que é e como evitar

Você sabia que a falta de cuidados com a higienização bucal pode ocasionar a perda óssea dentária? Isso mesmo, apesar de escondido pelo tecido gengival, o osso alveolar — que protege a raiz dos dentes — pode ser afetado por bactérias.

É um problema que acomete mais os idosos, por conta do desgaste ósseo característico da idade avançada. Porém, pessoas mais jovens precisam ficar atentas à limpeza bucal regular e adequada para evitar essa situação.

Vamos explicar o que é a perda óssea dentária, quais os sinais que ela dá, os tratamentos que a Odontologia oferece e como se prevenir do problema.

 

O que é perda óssea dentária?

Para entender esse quadro, é importante conhecer as estruturas da cavidade oral: o dente é dividido em coroa (a parte branca que você vê) e raiz (menor, de coloração amarelada e que fica protegida pelo tecido ósseo alveolar e pela gengiva).

O tecido ósseo alveolar, portanto, garante a sustentação do dente e sua resistência na hora da mastigação. A perda óssea dentária ocorre quando esse suporte ósseo diminui, situação grave que pode trazer sérios prejuízos, como a perda do dente.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Quais as principais causas?

Algumas doenças, como osteoporose e diabetes, podem ser fatores de risco para o problema, bem como a idade avançada.

Entretanto, a perda óssea dentária é decorrente da higienização oral incompleta. Quando os restos de alimentos não são eliminados, há a proliferação de bactérias que vão provocar a cárie e inflamação das gengivas (gengivite).

Como prevenir a perda óssea dentária?

Quando a gengivite avança, atinge a estrutura de sustentação do dente (periodonto) — o que provoca a periodontite, um quadro mais sério que pode resultar na perda óssea dentária.

O problema é que, muitas vezes, o paciente não sente dor e não procura o dentista rapidamente, somente quando a doença está mais avançada, comprometendo o suporte ósseo.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Dentes desalinhados

Outra causa para a perda óssea dentária é o desalinhamento dos dentes: na arcada com dentes tortos fica mais fácil o acúmulo de alimentos, o que dificulta a limpeza, situação que pode provocar cáries e inflamações.

Quais as consequências da perda óssea dentária?

Nessa situação, a gengiva se retrai, o que dá a sensação de dentes mais alongados. O paciente também tem sangramento gengival, hipersensibilidade — porque as raízes ficam expostas — e mau hálito. Além disso, o risco de cáries é maior.

Como essa perda compromete o equilíbrio de forças da estrutura dental, os dentes podem se movimentar, trazendo problemas para a estética, mastigação e até fala.

Por fim, quando a perda óssea não é tratada, o paciente pode perder o dente.

Quais são os tratamentos para perda óssea dentária?

O tratamento odontológico varia de acordo com a severidade da perda óssea dentária. Para casos mais brandos, o dentista realiza a descontaminação da região afetada e verifica se está tudo em ordem com o exame clínico e raio-X.

Em situações mais complexas, é necessário fazer a reconstrução óssea por meio de uma cirurgia — o dentista faz a limpeza da raiz do dente e coloca um material biocompatível que consegue formar um novo osso e os ligamentos da região periodontal.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Como prevenir a perda óssea dentária?

Não tem segredo: é importante realizar a escovação completa sempre após as refeições e antes de dormir. É preciso ter certeza de que todos os resíduos de alimentos foram retirados. Por isso, o uso do fio dental é um grande aliado. E ir até o dentista para checar se está sendo feito corretamente é fundamental pois, muitas vezes o paciente “acha” que está fazendo o certo mas, está apenas limpando parcialmente os dentes e permitindo a evolução da doença.

Para evitar o desgaste dos dentes e danos à gengiva, utilize uma escova com cerdas macias e faça movimentos suaves.

Além disso, é essencial visitar o dentista regularmente para fazer a prevenção e manter o sorriso sempre saudável. E, se você tiver dentes desalinhados, não perca tempo e faça o tratamento ortodôntico.

É preciso ficar atento à cavidade bucal em geral porque um problema sério como a perda óssea dentária pode ficar escondido e provocar consequências sérias para sua saúde. A dica é ser extremamente disciplinado com a higienização bucal e visitar o dentista regularmente!

O diabetes influencia a saúde bucal?

A sensação de ter a boca seca  é uma das chateações que acompanham o diabetes e que costuma ser responsável pelo aparecimento de aftas e cáries. Mas são as infecções na gengiva as maiores fontes de dor de cabeça. A enfermidade em si predispõe à gengivite, um estágio em que a área em torno dos dentes fica avermelhada e inchada e costuma sangrar durante a higienização.

Como o diabetes influencia a saúde bucal?

A tendência quando isso acontece é diminuir a escovação, com medo do sangramento — um equívoco, naturalmente. Aí o processo se agrava e, na etapa seguinte, vem a periodontite, uma infecção que pode levar à perda do dente.O diabetes influencia a saúde bucal - Cuidados com a saúde bucal

 

Entenda o elo entre o diabetes  e gengivite, cárie, periodontite

Para os diabéticos, evitar essa sequência de aborrecimentos exige atenção mais constante. E tudo tem a ver com a glicemia. Em condições normais, as defesas do organismo trabalham para combater as bactérias que ameaçam a saúde da boca. Mas o açúcar passeando na circulação dificulta o trabalho das células defensoras contra os micróbios. Daí, fica bem difícil a recuperação da gengiva.

Na contramão, a doença periodontal causa uma bagunça nas taxas de glicose. É que a inflamação aumenta a velha conhecida resistência à insulina. Então o açúcar se acumula na corrente sanguínea. O resultado é esse círculo vicioso: o sangue doce não permite a completa recuperação da inflamação nas gengivas… E tudo piora.

O importante é cuidar do diabetes com uma alimentação saudável e visitar regularmente o seu  Dentista.

Estalo no maxilar: o que isto pode significar?

Se você nunca teve um estalo no maxilar, certamente conhece alguém que sofre com o problema. Além de ser uma situação incômoda, o que frequentemente leva as pessoas a verbalizarem queixas sobre o assunto, o barulho dos ‘’cliques’’ pode ser audível para quem está próximo.

Os estalos podem se manifestar em diferentes situações e de formas distintas — podem dar as caras durante as refeições, com a mastigação, ou até mesmo ao bocejar. Alguns tipos de estalos podem aparecer com outros movimentos, como o ato de fechar a boca.

Embora às vezes possam ser passageiros, os estalos incomodam bastante e causam diversas dúvidas nos pacientes. Continue a leitura e tire todas elas!

O que causa o estalo no maxilar?

Antes de mais nada, é importante salientar que nenhum caso é igual ao outro. Apenas um dentista especialista em DTM pode determinar a causa dos estalidos, que são um problema bastante recorrente na população e que nem sempre necessitam de tratamentos específicos.

A principal causa para os desagradáveis estalos é uma disfunção conhecida como DTM, a abreviação de Disfunção Temporomandibular. Por ser uma das articulações mais complexas do corpo humano, está suscetível a problemas. Os barulhos escutados são um alerta de que algo pode não estar certo.

O dentista também será o responsável por determinar a causa de sua DTM. Embora existam várias razões possíveis, uma das mais comuns é o bruxismo.

A maioria de nós aperta fortemente os dentes, especialmente quando estamos sob estresse. Aqueles que lidam com o bruxismo, no entanto, o fazem inconscientemente, até mesmo durante o sono.

Isso pode forçar os músculos ao redor da articulação e, a longo prazo, danificar o equilíbrio necessário para manter as articulações do maxilar funcionando em sincronia.

Quando devo me preocupar com o estalo no maxilar?

Quando devo me preocupar com o estalo no maxilar?

Você deve ficar alerta caso apresente, com os estalidos, alguns dos sintomas abaixo:

  • dores de cabeça, especialmente nas têmporas;
  • adormecimento em algumas áreas da face;
  • dores ou zumbidos no ouvido;
  • dificuldades e dores na mastigação;
  • falta de mobilidade no maxilar;
  • inchaços faciais;
  • desconforto no pescoço e nos ombros;

DIFICULDADES PARA MASTIGAR? AGENDE UMA CONSULTA COM UM DOS NOSSOS DENTISTAS ESPECIALISTAS

Como a DTM é tratada?

Após o diagnóstico, feito com base no histórico do problema, no exame clínico e em alguns exames complementares (raios x e, por vezes, ressonâncias magnéticas), será estabelecido o melhor protocolo de tratamento, que varia de acordo com a especificidade do caso.

Alguns dos tratamentos comumente recomendados são:

  • medicações (anti-inflamatórios, corticoides e analgésicos);
  • termoterapia (utilização de compressas);
  • exercícios;
  • placas estabilizadoras ou miorrelaxantes;
  • mudança de hábitos comportamentais prejudiciais.

Vale lembrar que outras terapias podem ser indicadas, então, se ainda tiver dúvidas, fale com um especialista em DTM.

Cuidar da saúde bucal vai muito além de manter um belo sorriso. Visitas periódicas ao dentista podem melhorar a sua qualidade de vida em diversos aspectos e mantê-lo livre das dores. Em caso de estalo no maxilar associado aos sintomas da DTM, procure imediatamente um profissional!

AMANTES DE VINHOS: CIDADES DO HEMISFÉRIO NORTE PARA CONHECER E DEGUSTAR

 

Existem vários destinos maravilhosos acima da linha do Equador que contam com belas vinícolas e passeios deliciosos para apreciar os vinhos locais.

Pensando nessa deliciosa época do ano, separei alguns destinos especialmente para quem ama essa bebida maravilhosa que é o vinho.

Paris, França

 

Paris. Terra de muitos encantos, da bagette, dos pratos mundialmente conhecidos, dos queijos e, claro, dos vinhos! Há quem nem saiba que na Cidade Luz tenha espaço para uma vinícola, mas pasmem, não só tem como fica no coração de um dos bairros mais charmosos e tradicionais de Paris, no 18º arrondisement: Montmartre.

 

É lá que fica a vinícola Clos Montmartre, bem ao lado do bar Lapin Argile, e que todo comecinho de outubro celebra a colheita das uvas Gamay e Pinot Noir, que serão usadas para a produção de vinhos deliciosos e de sabor marcante.

Toscana, Itália

 

No outono acontece nas grandes vinhas da Toscana muitas festividades para celebrar a estação tão frutífera para a produção de vinhos e castanhas. E por lá acontecem muitos festivais gastronômicos, repletos de atrações para deixar qualquer um com água na boca e só pensar em viver de petiscos e vinhos!

 

O melhor dessa visita é que você esticar um pouquinho a viagem e ir até o famoso mercado de trufas de Alba, que ainda reserva uma atração à parte: a temporada de caça às trufas no Piemonte que é, sem dúvidas, uma experiência única.

Alsácia, França

 

Mais uma opção em terras francesas que promete envolver você na degustação de vinhos totalmente especiais. O mais bacana aqui é que durante os festivais de vinhos acontecem distribuições gratuitas da bebida pela cidade, para que todos possam aproveitar a abundância da temporada. Atenção especial para locais como Guémar, perto de Colmar e Mittelbergheim, próxima de Estrasburgo, que recebem festivais deliciosos durante a temporada.

 

Agora se você quiser conferir de perto a extração das uvas e a produção dos vinhos, conheça a rota de vinhos que passa por cinco regiões entre Marlenheim e Than: Hugel na vila medieval de Riquewihr, e o Domaine Weinbach, em Kayserberg.

Tokaj, Hungria

 

Este lugar é incrivelmente lindo. A cidade de Tokaj, na Hungria, também tem o seu festival da colheita e a região a ser explorada é a Tokaj-Hegyalia, situada no nordeste do país. O local é ainda eleito como Patrimônio Mundial da UNESCO, e você estará em meio a inúmeras possibilidades de provas os mais deliciosos vinhos brancos, famosos da região.

 

Marque na sua agenda: o festival ocorre sempre no comecinho do mês de outubro, geralmente já no primeiro final de semana. As atividades são comandadas pelo mercado de produtores de vinhos ao longo da principal rua da cidade, tendo ainda música ambiente toda especial na praça principal. E isso vem acontecendo desde 1932, incrível, né?

Região de Champagne, França

 

E olha a França aqui de novo! Aliás, antes de falar um pouquinho dessa opção, vale dizer que você pode fazer uma viagem com destino principal para lá e ir com calma por todas as outras rotas. O que acha? Além disso, como são muitas as regiões francesas que comemoram as colheitas de uva, você pode ter uma verdadeira experiência durante outubro e novembro.

Agora falando sobre Champagne, o local fica no nordeste da França e tem como principais centros Troyes, Reims e Epernay, que permeiam o mais importante produtor de vinho da região, o Grand Champagne, em que ficam situados ainda diversos outros produtores independentes da bebida.

 

Se você for conhecer esse polo tradicional para os vinhos franceses, dê atenção especial para o Dia Nacional do Champagne, todo dia 20 de outubro, e que movimenta bastante a cidade. São muitas celebrações, que são extremamente animadas e são só um motivo a mais para você bebericar um pouquinho dos melhores champagnes e vinhos do país.

Napa, Califórnia, USA

 

E quem disse que nos Estados Unidos não existe produção de vinhos deliciosos? Pois é, em Napa, que fica ao norte da Califórnia, encontram-se mais de 400 vinícolas com os mais variados tipos de uva, como Merlot, Zinfandel, Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

 

No alto das colheitas, e você consegue sentir toda a animação da região, que fica lotada de pessoas até o final da estação, que são atraídas para a coleta das uvas maduras e estão bastante felizes com a temporada. Não à-toa, começam as festas, banhadas a muito vinho, petiscos e degustações gratuitas! Imperdível.

A saúde bucal no cuidado da sua autoestima

Além da importância de cuidar da saúde bucal, ter um sorriso bonito costuma deixar as pessoas mais seguras e felizes. Não é à toa que ele é capaz de transformar a imagem que passamos, sendo uma das principais características que notamos nos outros.

Portanto, vale a pena cuidar bem do sorriso, mantendo uma boa rotina de higiene e o acompanhamento com um profissional que possa auxiliar na prevenção de problemas bucais.

E, para conhecer três razões importantes para você redobrar a atenção e os cuidados com o seu sorriso, não deixe de ler o post a seguir.

A saúde bucal no cuidado da sua autoestima

Não dá para negar que a grande maioria das pessoas se preocupa com a sua aparência e deseja se sentir bem com ela. Ser vaidoso não é um problema, ao contrário, muitas vezes é a solução para começar a cuidar melhor de si.

Assim, um sorriso bonito aumenta a satisfação que temos com nós mesmas, refletindo na saúde física e mental e fazendo com que a autoestima seja preservada. Nos sentimos mais confortáveis, seguras e felizes ao poder sorrir em qualquer circunstância.

Quando isso não acontece e, por algum motivo, temos vergonha de demonstrar o sorriso, criamos um bloqueio que pode nos fazer muito mal. Afinal de contas, utilizamos muito a boca em nossas atividades diárias e, se não estivermos satisfeitas, a tendência é que fiquemos cada vez mais retraídas e isoladas.

A saúde bucal no cuidado da sua autoestima em São Paulo

 

Cuidar da sua saúde bucal para conviver com outras pessoas de maneira saudável

O isolamento social costuma ser bastante nocivo para as pessoas, sendo uma das principais portas de entrada para a depressão e outras complicações. Diante disso, é extremamente saudável estimular a convivência, construir laços e cultivar afetos.

Não é muito melhor conviver e se relacionar com pessoas alegres e sorridentes? Elas acabam transmitindo esse bem-estar para todos a sua volta, fazendo com que os nossos dias fiquem mais leves e felizes.

Por isso, o sorriso é um ingrediente essencial para conhecer pessoas, fazer novas amizades e também manter as já existentes. Além do mais, a situação afeta até mesmo o desenvolvimento de relacionamentos amorosos e familiares.

Para ser mais autoconfiante no trabalho cuidar da saúde bucal é fundamental

 Para ser mais autoconfiante no trabalho cuidar da saúde bucal é fundamental

Outra esfera relevante nas nossas vidas é a carreira profissional. E, apesar de a nossa formação ser um fator crucial para ascender profissionalmente, a boa aparência também costuma contar pontos a favor nesse contexto.

Ao ser contratado por uma empresa ou mesmo ao abrir o seu próprio negócio, sua imagem estará associada a ele e você passará a representá-lo. E não há dúvidas de que ter um sorriso bonito e saudável deixará você mais confiante e segura para os compromissos profissionais.

Em vista disso, não se deve banalizar essa preocupação estética, mas sim entender que ela demonstra cuidado. E já que o sorriso é considerado um cartão de visitas, é melhor a gente prezar por ele para não passar más impressões, não é mesmo? Infelizmente, nem sempre temos uma segunda chance de demonstrar o contrário.

TRATAMENTOS ODONTOLÓGICOS COM ESPECIALISTAS EM SÃO PAULO E SANTOS

 

E, para deixar que o sorriso abra portas, é necessário preservar a saúde bucal: mantenha um acompanhamento regular com um bom profissional, frequentando a clínica odontológica uma ou duas vezes por ano — no mínimo.

Ainda que não haja nenhum problema aparente, essa medida de precaução ajuda a evitar situações como as cáries e doenças periodontais. E, claro, os cuidados com a higiene diária também fazem toda a diferença para manter o sorriso saudável.

Tratamentos como a ortodontia, clareamento, reabilitação oral, limpezas mais profundas, entre outros, têm ajudado significativamente a promover o bem-estar para as pessoas. E essa satisfação ao sorrir certamente influenciará outros aspectos vida pessoal e profissional, contribuindo para a sua qualidade de vida.

Conheça alguns dos melhores super iates do ano

Não são muitas as pessoas que têm a sorte de passar grande parte do tempo em super iates ao redor do mundo, seja casualmente para cruzar o Mediterrâneo durante os meses de verão, seja para beber champanhe ancorado ao longo da Riviera Francesa. Mas é especialmente divertida a enorme exibição de riqueza durante o Festival de Cannes, quando os bilionários desfilam os mais impressionantes modelos do mundo.

É interessante observar muitos dos super iates indicados ao prêmio World Superyacht, da “Boat International Media”, este ano. Entre os vencedores, estão de algumas das embarcações mais complexas e desafiadoras já construídas até magníficos iates de exploração.

Os premiados foram selecionados nesta semana em uma cerimônia no Palazzo Vecchio, em Florença, na Itália. Dois dos 22 jurados são atuais ou antigos proprietários de iates, que trazem com eles anos de experiência em gerenciamento de modelos muito sofisticados. Os prêmios homenagearam o talento por trás dos projetos das embarcações mais inspiradores dos principais estúdios de design de iates do mundo.

melhores super iates do ano

Categoria “Iate a Motor do Ano”: FAITH (97 metros / Feadship)

Propriedade do magnata da moda e bilionário Lawrence Stroll, o design impressionante e a construção, bem como vários recursos em vidro – como a cúpula de 3 metros de altura da clarabóia na cabine principal e o fundo curvo do vidro da piscina de 9 metros – são os itens que mais impressionaram os jurados. Eles concederam a este iate dois troféus, incluindo o da categoria “Best Displacement Motor Yacht 2,000GT e Above”.

melhores super iates do ano

Categoria “Iate à Vela do Ano”: PINK GIN (54 metros/ Baltics Yachts)

A embarcação conseguiu dois prêmios depois de impressionar os juízes. Maior iate de fibra de carbono do mundo, de alta performance, a versão de cruzeiro global venceu por seus avanços tecnológicos, que incluem um sistema de direção com realimentação de força. Ele também ganhou como melhor iate à vela com mais de 50 metros.

melhores super iates do ano

Categoria “Melhor Iate de Motor Assistido por Vela”: SAILING YACHT A (143 metros/ Nobiskrug)

Seu interior e exterior foram criados pelo designer francês Philippe Starck. O empreendedor e bilionário industrial self-made, Andrey Melnichenko, queria que este fosse um dos super iates mais avançados na água. Suas inovações pensadas para as questões ambientais ​​são o que mais impressionou os jurados na nova categoria deste ano.

melhores super iates do ano

Categoria “Iate a Motor de Deslocamento Abaixo de 500GT, até 40 metros”: DELTA ONE (35 metros/ Mulder Shipyard)

Com um design espaçoso, este iate inclui amplas áreas de deque que comportam uma grande piscina de hidromassagem, duas áreas para refeições à sombra e uma garagem enorme.