O que pode acontecer se ficar mais de dois anos sem ir ao dentista?

Todos querem um sorriso bonito, com dentes brancos e hálito fresco, mas o medo de ir ao dentista ou a vida corrida do dia a dia leva as pessoas a adiarem a visita ao dentista, podendo comprometer de forma grave a saúde bucal.

Os cirurgiões dentistas recomendam que as pessoas visitem o dentista, pelo menos, uma vez a cada seis meses. É neste intervalo que o dentista pode detectar problemas em fase inicial.

O que pode acontecer se ficar mais de dois anos sem ir ao dentista?

Quando ficamos, por exemplo, dois anos sem ir ao dentista, muitas doenças bucais podem se instalar e progredir, de forma que os resultados dos tratamentos dentários se tornam mais difíceis e complexos – além de ficarem mais caros.

A prevenção é o principal benefício de ir com frequência ao dentista. Com um exame clínico simples, cáries e outros problemas bucais são detectados facilmente. Por exemplo, pequenas lesões na boca e nos dentes têm tratamento simples quando descobertas logo no início, mas se forem negligenciadas, podem evoluir e tornar-se um câncer bucal.

Também, com uma simples limpeza, é evitada a formação de tártaro, placas bacterianas e de cáries. Assim, se evitam dores de dente e dores de cabeça, em seu sentido literal já que problemas nos dentes tem como consequência enxaquecas e outras dores.

Evite problemas cardíacos

Muitas pessoas não sabem, mas algumas bactérias que vivem na boca podem atacar o coração. Um tipo de patologia cardíaca, a endocardite bacteriana, tem origem da cavidade oral e causa uma proliferação de bactérias prejudiciais a todo o organismo.

Uma boca bem cuidada reflete na saúde do corpo inteiro e detalhes que, muitas vezes, pensamos que não afetam em nada, podem ser a causa de dores de cabeça e problemas gástricos, como o caso da mordida errada e da má mastigação.

O mau hálito, que incomoda tanto as pessoas, também pode ser resolvido com a visita semestral ao dentista, que pode descobrir a origem do problema. Da mesma forma, ter os dentes claros e limpos pode ser conseguido facilmente por meio de um clareamento dental, em uma única sessão.

Os dentes merecem a nossa atenção e não podemos apenas nos preocupar com eles quando eles se manifestam, ou seja, quando doem ou apresentam algum problema estético.

Se deixar de ir ao dentista com a frequência necessária é questão de falta de tempo, lembre-se de que sua saúde e sua autoestima têm que estar em primeiro lugar. Priorize-as. Agora, se o problema que o impede de ir ao dentista é o medo, não há mais motivo para adiar isso. Atualmente, as técnicas estão muito avançadas, assim como os equipamentos, e ninguém mais sofre com dor e desconforto.

Aqui na Clínica Vasconcelos Odontologia temos toda infraestrutura para proporcionar conforto, tranquilidade e segurança, pois conta com profissionais qualificados nos diferentes setores da odontologia e equipamentos de ponta. Agende sua consulta e conheça esse serviço diferenciado!

Tratamento Odontológico VO Experience é perfeito para pessoas ocupadas

A vida de empresários e executivos dentro das empresas parece se resumir a grande quantidade de demandas a serem cumpridas diariamente e à escassez de tempo. Muitas vezes, isso os leva a deixar de lado os cuidados com a saúde.

Por outro lado, por ocuparem cargos que os fazem representantes diretos da empresa em reuniões de negócios e sociais, esses executivos também sofrem uma grande cobrança para apresentarem boa aparência e condições físicas.

Nessa correria do dia a dia, enfrentando trânsito, compromissos de trabalho e ainda cuidando da família, a visita ao dentista é uma das primeiras coisas a serem adiadas – justamente o profissional que cuida do que é nosso principal cartão de visita: o sorriso, que abre portas na vida profissional e pessoal.

Ao negligenciar as idas regulares ao dentista, as pessoas colocam em risco mais do que um sorriso bonito: deixam de lado sua saúde bucal.

Somente o cirurgião dentista pode avaliar, por exemplo, a presença de cáries, o estado das gengivas, a mordida, a saliva e movimentação do maxilar e indicar o tratamento dentário adequado. Também depende dele a decisão de corrigir o sorriso com as mais modernas técnicas estéticas.

Tratamento Odontológico VO Experience : seu tempo vale muito como sua saúde

Desde que surgiu o tratamento odontológico VO EXPERIENCE não há mais desculpas para adiar o tratamento dentário. Ele foi pensado e planejado, exatamente, para as pessoas que não têm tempo para as seguidas idas ao consultório, como é o caso de empresários e executivos.

Os procedimentos disponíveis vão desde os mais simples, como restaurações e limpeza, até os mais complexos, como tratamento periodontal e endodôntico (canal), colocação de próteses, facetas e lentes de contato dental e cirurgias de implante.

Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos.

Todo o tratamento é realizado por uma equipe multidisciplinar, em que cada profissional atua na sua especialidade dentro da Odontologia, oferecendo um serviço ágil e personalizado.

Além disso, o VO EXPERIENCE equipado com sala de repouso, de entretenimento, espaços gourmet e ambiente privativo para aqueles que necessitem trabalhar durante sua estadia.

Não há, portanto, motivos para se envergonhar de seu próprio sorriso por problemas estéticos. E acabaram os argumentos para adiar a visita ao dentista. É preciso tomar uma atitude: converse com o dentista da Vasconcelos Odontologia, agende seu tratamento e saia de lá com um sorriso bonito e saudável – e espaço livre na agenda!

O lago de Como proporciona uma das vistas mais bonitas da Lombardia

O lago de Como proporciona uma das vistas mais bonitas da Lombardia. O cenário é absolutamente deslumbrante: um lago cristalino com muitos tons de azul, rodeado por montanhas e florestas, que abriga dezenas de cidadezinhas, vilas históricas, igrejas centenárias, castelos medievais e casas coloridas. Sem falar na beleza das flores e na infinidade de cores, é indescritível.

Um pouquinho de informação: O lago de Como é o terceiro maior lago da Itália, depois do lago de Garda e do lago Maggiore. Trata-se de um lago glacial, ou seja, é formado pelas depressões das geleiras derretidas. É um dos lagos mais profundos da Europa, perto de Argegno atinge os 414 metros de profundidade.

Como ir de Milão a Como

Você pode ir de Milão a Como de carro ou de trem. De carro, basta pegar a estrada A9 Milano-Como-Chiasso que, depois de meia hora, 50 quilômetros e 4 euros muito bem gastos com pedágio, você estará em Como, aí é só colocar o carro no estacionamento ou nas áreas onde é permitido estacionar (há uma linha azul pintada no chão, se a linha for amarela não estacione, essas vagas são destinadas aos moradores de Como) e comprar o bilhete da zona azul na máquina (€ 2 a hora).

O trem para Como sai da estação Cadorna e da estação central, a passagem custa aproximadamente € 10 (ida e volta), o trajeto dura em torno de 1 hora e você desembarcará em frente ao lago (estação Como Nord Lago).

A companhia de trem que opera no lago de Como é a Trenord, a passagem pode ser comprada por internet, nas máquinas que estão dentro das estações de trem ou nos guichês. O preço é sempre o mesmo, comprando com antecedência ou diretamente no caixa.
Passeio de barco pelo lago de Como

São duas as opções de transporte pelo lago: os barcos particulares e os barcos públicos.
Os barcos particulares custam € 300 a hora e levam, em média, 12 passageiros. O preço é o mesmo, independente do barco que você escolher e da quantidade de pessoas que estiverem a bordo. Ou seja, se você estiver com um grupo de 4 pessoas, pagará € 300, se estiver com mais 1 pessoa, também pagará € 300.

Os barcos públicos percorrem as 40 cidadezinhas ao redor do lago e o preço das passagens varia entre € 1,30 e € 14,80, dependendo do trajeto escolhido e da época do ano. Os destinos sugeridos são a ilha Comacina, Bellagio, Laglio, Tremezzo e Varenna.

O passeio de barco de Como a Varenna tem a duração de, aproximadamente, 2 horas com o barco lento e de 1 hora com o barco rápido. De Varenna a Bellagio leva menos de 20 minutos. De Bellagio a Como são em torno de 2 horas com o barco lento (€ 10,40) e de 1 hora com o barco rápido (€ 14,80).

Fique atento à rota e aos horários dos barcos, embora saiam do mesmo local, os destinos e a duração dos passeios variam.

O bilhete do barco rápido é mais caro que o do barco lento.

O preço dos bilhetes e o horário dos barcos mudam de acordo com a época do ano.

Dica: se você quiser visitar mais de uma cidade, compre o bilhete de circulação livre (biglietto di libera circolazione), que custa € 25,8, é válido por todo o dia e o número de viagens é ilimitado.

Que cidades visitar no lago de Como

Bellagio – conhecida como a pérola do lago, é uma das cidadezinhas mais bonitas e mais românticas do lago de Como. As principais atrações são a Villa Serbelloni e o lindo jardim da Villa Melzi.
Como – com pouco mais de 90.000 habitantes, é a maior cidade do lago. Os principais pontos turísticos são as igrejas, a vila Olmo e o templo em homenagem ao cientista Alessandro Volta.

Qual é a melhor época para visitar o lago de Como: final de março ao final outubro, ou seja, primavera, verão e começo do outono. Alguns pontos turísticos como a ilha de Comacina, a vila Carlotta, a vila Melzi, a vila Monastero e o castelo de Vezio fecham nos primeiros dias de novembro e só reabrem no final de março.

Chefs renomados descem a serra para arraial do bem no Litoral Norte

O VII Arraial Gastronômico do Projeto Buscapé já tem data para acontecer. Nos próximos dias 20, 21 e 22 de julho, a Praia de Boiçucanga, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, receberá um time de chefs estrelados para servir pratos variados durante os três dias de festa. As barraquinhas serão comandadas por Janaina Rueda, do bar da Dona Onça, Rodrigo Oliveira, do Mocotó, Marcelo Corrêa Bastos, do Jiquitaia e Vista Ibirapuera, Bel Coelho, do Clandestino, Carlos Bertolazzi, do Zena Caffé, além do confeiteiro Igor Arantes do SoulDoce

36225867_1720462098067232_5488718241486340096_n

A curadoria do evento é assinada por Eudes Assis, vice-presidente e coordenador de gastronomia do Buscapé, projeto que há dez anos promove atividades culturais, esportivas e culinárias para mais de 170 crianças carentes que moram na região.

download (3)

Todos os pratos custarão entre R$5 e R$ 20 e a arrecadação irá para a manutenção da sede que conta com instalações como cozinha para até 60 crianças, salas para artes marciais e uma área ao ar livre para atividades como yoga e artes plásticas.

 

Arraial Gastronômico do Projeto Buscapé
Entre os dias 20, 21 e 22 de julho – 19h às 0h
Praça do Pôr do Sol – Praia de Boiçucanga – São Sebastião – SP
Entrada Grátis

Tire suas dúvidas sobre implante dentário. Perguntas e respostas sobre o tratamento

O medo de sentar na cadeira do dentista assombra muita gente! Quando se trata do procedimento de colocação de implante dentário, esse receio aumenta. Mas será que fazer implante dentário dói?

Para responder a essa e outras dúvidas, leia atentamente este artigo e descubra como é feito o implante dentário e por que é uma tecnologia tão indicada para substituir dentes que foram extraídos ou perdidos.

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

1. O que é um implante dentário?

A evolução das técnicas da Odontologia é sempre pensada em termos de bem-estar e qualidade de vida do paciente. O implante dentário é um exemplo disso: por meio dele, é possível substituir os dentes extraídos ou perdidos, devolvendo, além de um sorriso bonito, as funções naturais de mastigação e fala.

O implante nada mais é que um parafuso, feito de titânio, que funciona como a raiz do dente e, por isso, é colocado no osso da mandíbula ou maxilar. Em cima dele, vai a coroa, que tem a aparência de um dente natural.

benefícios do implante dentário

2. Quais são seus benefícios do implante dentário?

Além dos benefícios estéticos, o implante pode proporcionar uma vida normal para o paciente, que não terá mais problemas com a fala e mastigação. Logo, ficará livre de doenças gastrointestinais, porque consegue processar os alimentos da forma correta.

Outra vantagem é que ele conseguirá sentir o sabor real dos alimentos e, dessa forma, pode se alimentar corretamente.

Ao contrário das dentaduras (próteses móveis), os implantes não causam desconfortos por problema de encaixe, nem insegurança na hora de comer, sorrir ou falar. Isso porque eles ficam fixos e integrados ao osso, trazendo um conforto enorme para o paciente.

Por último, sua colocação pode ter um preço acessível, conseguindo atender todos que precisam desse tratamento. Procure uma clínica especializada 

benefícios do implante dentário

O medo do dentista ainda persiste na cabeça de muitas pessoas. Seja por uma experiência desagradável no passado, seja pelas histórias de alguém próximo, tratar os dentes pode ser motivo de pânico.

Por isso, a preocupação com a colocação de implantes dentários é grande. Será que vai doer?

Para realizar o procedimento, é necessário fazer uma cirurgia. Assim, a preparação inclui uma série de exames, como radiografias e tomografia para que tudo seja feito sem contratempo.

Se houver outros problemas na boca, como cáries, inflamações ou necessidade de canal, tudo será realizado antes do implante.

benefícios do implante dentário

Anestesia

Mas calma! Não é porque o paciente vai se submeter a uma cirurgia que será dolorido. A colocação do implante é feita no próprio consultório. O paciente recebe uma anestesia local, a mesma aplicada para qualquer outro procedimento odontológico e, por isso, não sentirá dor.

A parte mais complexa é quando o cirurgião-dentista abre a gengiva. Porém, quando ele chega no osso, não tem como ser dolorido, visto que ele não possui nervos.

Todas as etapas são realizadas com anestesia e seu dentista acompanha seu estado para que tudo seja feito de forma tranquila.

Sedação consciente e cirurgia ambulatorial

Para evitar desconforto, medo ou ansiedade, a Vasconcelos Odontologia dispõe de sedação, monitorada e acompanhada por um médico anestesista. A cirurgia ambulatorial em implantodontia tornou-se uma prática comum em função do desenvolvimento de equipamentos sofisticados e adequadas técnicas cirúrgicas, além do surgimento de medicamentos de rápida eliminação e com efeitos colaterais mínimos.

A Vasconcelos Odontologia foi classificada como “unidade ambulatorial tipo II”, caracterizada como estabelecimento de saúde, independente do hospital, destinado à realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte, em nível ambulatorial, em salas cirúrgicas adequadas a essa finalidade, sob anestesia locorregional, com ou sem sedação.

A vantagem do implante é que não é necessário o desgaste de outros dentes para a sua colocação.

Para se ter uma ideia, a extração de um dente é mais complexa do que a colocação do implante tanto para o paciente quanto para o dentista.

Enxerto ósseo

Quando o paciente não possui uma estrutura óssea que consiga sustentar o implante, é necessário colocar o enxerto ósseo. Novamente, você deve estar pensando: “Mas dói para colocar o enxerto ósseo?”

Essa é uma etapa anterior à colocação do implante e também é realizada no consultório com cirurgia e anestesia.

Para formar a estrutura óssea que consiga ser forte e tenha espessura para receber o implante, o cirurgião-dentista pode utilizar um material sintético ou um osso do próprio paciente da área do queixo ou maxilar.

Depois de realizado o enxerto, é necessário esperar de 4 a 6 meses, dependendo do caso, para que haja a cicatrização e o implante consiga ser colocado sem nenhum problema.

Pós-operatório

Outra dúvida de muita gente é a dor no pós-operatório. Novamente, não há o que temer! Basta tomar os medicamentos prescritos pelo dentista (analgésicos e anti-inflamatórios) e utilizar bolsas de gelo para amenizar o inchaço e tudo transcorrerá sem dor.

A recomendação é que o paciente fique em repouso no dia do procedimento. Depois, pode voltar às atividades corriqueiras sem exagerar.

Outro cuidado importante é com a alimentação, que deve ser líquida ou pastosa e fria para que o paciente não force a região do implante com a mastigação.

 

4. Todo mundo pode por um?

Praticamente todas as pessoas podem colocar um implante dentário desde que já tenham a estrutura de dentição completamente desenvolvida.

Há contraindicações para alguns casos clínicos, como cardiopatias, diabetes e câncer, mas tudo isso pode ser conversado entre médico e dentista para saber se há possibilidade de fazer o procedimento.

Em fumantes, as taxas de sucesso do implante podem ser menores.

Quando devo colocar o implante dentário?

5. Quando devo colocar o implante dentário?

Em caso de perda de um ou de vários dentes, o ideal é que o cirurgiã-dentista especializado em Implantodontia seja procurado rapidamente. Quando mais rápido o implante for feito, mais fácil e tranquilo será todo o procedimento.

Isso porque, na ausência do dente, a estrutura óssea do maxilar ou mandíbula tende a atrofiar. Nesse caso, antes da colocação do implante, torna-se necessário o enxerto ósseo como explicamos acima.

6. Meu corpo pode rejeitá-lo?

O implante é revolucionário porque, além da estética e qualidade de vida que proporciona ao paciente, tem altas taxas de sucesso.

O organismo não vai considerá-lo um corpo estranho, visto que ele é feito de titânio, um material biocompatível. Dessa forma, ele acaba se incorporando ao osso como se fizesse parte do corpo, num processo que é chamado de osseointegração.

Se você não procura um dentista porque acha que o implante dentário dói, já viu que pode ficar sossegado, fazer o tratamento e voltar a sorrir sem ter vergonha! A Odontologia, em especial a Implantodontia, evolui a cada dia, pensando sempre no bem-estar do paciente

Motivos para visitar o Alasca nesta temporada

O Panhandle do Alasca, também chamado de sudeste do Alasca, é mais visitado no verão (de junho a setembro no hemisfério norte), quando as temperaturas são mais amenas e a desova dos salmões atrai animais selvagens para a costa. Dada a solidão dessa parte do estado, é melhor visitá-la de barco, mas não de cruzeiro. Em vez disso, opte por um navio de expedição, no qual você poderá entrar em áreas que não são acessíveis para embarcações gigantescas e mergulhar na magia que a região tem a oferecer. Líder nesse tipo de experiência, a Lindblad Expeditions leva apenas 62 pessoas a bordo do navio, criando uma vivência muito mais íntima e memorável.

A empresa se uniu à National Geographic em 2004, oferecendo aos viajantes a oportunidade de atravessar as águas com fotógrafos, pesquisadores e naturalistas profissionais. É um plano que resulta em aventuras enriquecedoras de exploração e educativas. E como todos a bordo procuram por esses momentos genuinamente significativos e autênticos, há uma camaradagem comum que é contagiante, tornando a viagem ainda mais incrível. Além disso, as práticas ambientalmente conscientes da companhia, como não usar plástico descartável, são admiráveis.

Para começar, o desembarque é em Juneau, a capital do estado. Pode ter neblina, e o clima provavelmente será um pouco chuvoso, mas o ar frio e fresco é revigorante. Respire fundo, observe toda a bela vegetação a sua volta e prepare sua capa de chuva e botas impermeáveis, pois será uma viagem única.

1. Vida selvagem em seu habitat natural

Se você só viu animais em ambientes controlados, terá uma grande surpresa. Não há nada que se compare a presenciar um urso caçando salmões, lontras marinhas à deriva ou águias em pleno vôo. Mas uma coisa que você realmente precisa ficar de olho são as baleias jubarte. Se você tiver a sorte de encontrar essas criaturas magníficas, poderá vê-las se alimentando por meio de uma técnica conhecida como “cortina de bolhas”, na qual mergulham sincronizadamente sob os cardumes e eliminam o ar quando submersas, formando uma espécie de paredão de bolhas que cerca e prende o cardume de krill ou de pequenos peixes. Logo em seguida, elas sobem em direção à superfície entre as bolhas com a boca aberta e as pregas ventrais expandidas, preenchendo a cavidade bucal com alimento e água. Em situações como essa, você ficará feliz por ter optado por um fornecedor que faz uma parada para contemplar a cena em vez de ter que seguir um cronograma rigoroso.

2. Paisagem extraordinária

Ao entrar no fiorde de Tracy Arm, você ficará impressionado com as falésias que pairam a mais de 900 metros de altura e as inúmeras cachoeiras. É inevitável parar em uma das duas geleiras conhecidas como Sawyer e South Sawyer Glacier. No entanto, os icebergs azuis estão se perdendo, por isso é melhor ver essas formações logo. Depois, há o Glacier Bay National Park e o Preserve, onde há o que parece ser quilômetros infinitos de neve e gelo. Quando parar em Haines, reserve uma excursão com a Mountain Flying Service – que pertence e é operada por um casal – e se maravilhe com o deserto do Alasco a bordo de um avião. Há uma boa chance de ver algumas cabras montesas pelo caminho. Por último, cruze os dedos para conseguir ver a aurora boreal.

3. Aprenda sobre a cultura indígena

Ao longo do rio Chilkat, perto de Haines, encontra-se Klukwan, a antiga casa da tribo Tlingit, a única comunidade no sudeste do Alasca a ser governada por seu próprio conselho tribal. Faça uma visita à vila e conheça o Centro do Patrimônio Cultural de Jilkaat Kwaan para aprender sobre esses nativos do Alasca, sua história e o que eles estão fazendo para preservar sua terra de origem.

4. Exercícios físicos

Se você tem procurado motivação para se exercitar novamente, o local certamente servirá como motivação. Embora as atividades não sejam extenuantes, elas o deixarão animado e ativo. São diversas caminhadas por trilha, além de caiaque, stand-up paddle e ciclismo.

5. Desconexão e conexão

O wifi é escasso neste destino remoto. Muitas vezes, o sinal estará indisponível, o que é uma ótima desculpa para desconectar-se completamente e se relacionar com seus novos amigos de viagem. Se você estiver levando as crianças, deixe os dispositivos de jogos portáteis para trás. Não se esqueça de conversar com as pessoas que participam das excursões com você e das refeições. Com certeza você ouvirá histórias inacreditáveis.

AMANTES DE VINHOS: CIDADES DO HEMISFÉRIO NORTE PARA CONHECER E DEGUSTAR

 

Existem vários destinos maravilhosos acima da linha do Equador que contam com belas vinícolas e passeios deliciosos para apreciar os vinhos locais.

Pensando nessa deliciosa época do ano, separei alguns destinos especialmente para quem ama essa bebida maravilhosa que é o vinho.

Paris, França

 

Paris. Terra de muitos encantos, da bagette, dos pratos mundialmente conhecidos, dos queijos e, claro, dos vinhos! Há quem nem saiba que na Cidade Luz tenha espaço para uma vinícola, mas pasmem, não só tem como fica no coração de um dos bairros mais charmosos e tradicionais de Paris, no 18º arrondisement: Montmartre.

 

É lá que fica a vinícola Clos Montmartre, bem ao lado do bar Lapin Argile, e que todo comecinho de outubro celebra a colheita das uvas Gamay e Pinot Noir, que serão usadas para a produção de vinhos deliciosos e de sabor marcante.

Toscana, Itália

 

No outono acontece nas grandes vinhas da Toscana muitas festividades para celebrar a estação tão frutífera para a produção de vinhos e castanhas. E por lá acontecem muitos festivais gastronômicos, repletos de atrações para deixar qualquer um com água na boca e só pensar em viver de petiscos e vinhos!

 

O melhor dessa visita é que você esticar um pouquinho a viagem e ir até o famoso mercado de trufas de Alba, que ainda reserva uma atração à parte: a temporada de caça às trufas no Piemonte que é, sem dúvidas, uma experiência única.

Alsácia, França

 

Mais uma opção em terras francesas que promete envolver você na degustação de vinhos totalmente especiais. O mais bacana aqui é que durante os festivais de vinhos acontecem distribuições gratuitas da bebida pela cidade, para que todos possam aproveitar a abundância da temporada. Atenção especial para locais como Guémar, perto de Colmar e Mittelbergheim, próxima de Estrasburgo, que recebem festivais deliciosos durante a temporada.

 

Agora se você quiser conferir de perto a extração das uvas e a produção dos vinhos, conheça a rota de vinhos que passa por cinco regiões entre Marlenheim e Than: Hugel na vila medieval de Riquewihr, e o Domaine Weinbach, em Kayserberg.

Tokaj, Hungria

 

Este lugar é incrivelmente lindo. A cidade de Tokaj, na Hungria, também tem o seu festival da colheita e a região a ser explorada é a Tokaj-Hegyalia, situada no nordeste do país. O local é ainda eleito como Patrimônio Mundial da UNESCO, e você estará em meio a inúmeras possibilidades de provas os mais deliciosos vinhos brancos, famosos da região.

 

Marque na sua agenda: o festival ocorre sempre no comecinho do mês de outubro, geralmente já no primeiro final de semana. As atividades são comandadas pelo mercado de produtores de vinhos ao longo da principal rua da cidade, tendo ainda música ambiente toda especial na praça principal. E isso vem acontecendo desde 1932, incrível, né?

Região de Champagne, França

 

E olha a França aqui de novo! Aliás, antes de falar um pouquinho dessa opção, vale dizer que você pode fazer uma viagem com destino principal para lá e ir com calma por todas as outras rotas. O que acha? Além disso, como são muitas as regiões francesas que comemoram as colheitas de uva, você pode ter uma verdadeira experiência durante outubro e novembro.

Agora falando sobre Champagne, o local fica no nordeste da França e tem como principais centros Troyes, Reims e Epernay, que permeiam o mais importante produtor de vinho da região, o Grand Champagne, em que ficam situados ainda diversos outros produtores independentes da bebida.

 

Se você for conhecer esse polo tradicional para os vinhos franceses, dê atenção especial para o Dia Nacional do Champagne, todo dia 20 de outubro, e que movimenta bastante a cidade. São muitas celebrações, que são extremamente animadas e são só um motivo a mais para você bebericar um pouquinho dos melhores champagnes e vinhos do país.

Napa, Califórnia, USA

 

E quem disse que nos Estados Unidos não existe produção de vinhos deliciosos? Pois é, em Napa, que fica ao norte da Califórnia, encontram-se mais de 400 vinícolas com os mais variados tipos de uva, como Merlot, Zinfandel, Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

 

No alto das colheitas, e você consegue sentir toda a animação da região, que fica lotada de pessoas até o final da estação, que são atraídas para a coleta das uvas maduras e estão bastante felizes com a temporada. Não à-toa, começam as festas, banhadas a muito vinho, petiscos e degustações gratuitas! Imperdível.

Saúde bucal associada a prática esportiva

Odontologia do Esporte em sp

Atletas estão muito atentos com a sua saúde e o estado físico de seu corpo, mas quantos esquecem de incluir a saúde da boca nesse pacote? A saúde bucal está associada à prática esportiva, por exemplo, quando se trata de doenças sistêmicas de origem bucal.

Como a Odontologia pode auxiliar no Esporte?

Este segmento da Odontologia que já está em processo junto ao conselho para se tornar, num futuro, uma especialidade, tem como objetivo: investigar, avaliar, tratar, prevenir e entender as influências das doenças que afetam a cavidade oral no desempenho dos atletas.

Saúde bucal está associada a prática esportiva

Cada esporte apresenta particularidades que exigem diferentes tipos de capacidades físicas e fisiológicas dos atletas que a praticam, e esses detalhes devem ser levados em consideração no momento de se estabelecer um plano odontológico que possa melhorar o rendimento esportivo desses participantes e prevenir lesões.

O que relaciona a odontologia à saúde geral do atleta?

Vários fatores da saúde bucal podem estar diretamente relacionados com a saúde geral do atleta e merecem atenção, por exemplo:

Odontologia do Esporte

  • Uso de aparelhos invisíveis ou o Lingual para não atrapalhar a performance do atleta;
  • A presença de possíveis focos infecciosos;
  • Alterações no encaixe dos dentes e disfunções na articulação temporomandibular podem resultar em mudanças na respiração e na postura;
  • A presença do terceiro molar (dente siso) exige atenção pois pode facilitar a fratura de mandíbula em caso de quedas e infecções dentárias tais como a pericoronarite;
  • Traumas dentários e faciais são muito frequentes em atletas;
  • A utilização de protetores bucais pode amortecer impactos e evitar que o trauma se alastre pelo crânio;
  • O consumo de isotônicos pode causar alterações dentárias e comprometer a saúde bucal do atleta;

Devido a esses fatores, dentre outros, podemos observar em quais parâmetros a saúde bucal está relacionada com a saúde do corpo de uma forma geral e demonstra a necessidade de uma atenção especial.

Qual é a importância da Odontologia do Esporte no clube?

Muitas pessoas se enganam ao pensar que o atleta, justamente por ser um esportista, tem a sua saúde está perfeita o tempo todo. A Odontologia do Esporte se torna uma peça-chave no momento em que se percebe que quando a saúde bucal do atleta não está bem, o seu rendimento diminui.

Saúde bucal está associada a prática esportiva

A maioria das consultas de um consultório comum pode ser aplicada ao departamento odontológico de um clube esportista. O que difere é a velocidade do tratamento e o fato do tratamento respeitar as especificidades exigidas em cada esporte, além de corrigir os problemas existentes que possam reduzir o rendimento do atleta. Um outro ponto importante é: caso seja necessário um tratamento medicamentoso, este é feito de forma a se evitar o doping e a suspensão do atleta.

Pensando nisso, muitos clubes têm investido em incluir um profissional da dessa nova especialidade na equipe a fim de se manter a saúde bucal de seus atletas, pois como os esportistas mudam de clubes com frequência, muitos deles não têm tempo de comparecer às visitas regulares ao dentista.

Viagem – Saindo do comum, mas com luxo

Uma das maiores tendências no turismo de luxo é fazer diferente e apostar tanto em novos destinos quanto em experiências inusitadas. Bons exemplos disso são: Conhecer restaurantes subqaquáticos, se hospedar em hotéis de gelo ou até em iglus, hotéis com serviços personalizados para cada hóspede, viajar pra o Alasca ou passar alguns dias em um castelo de verdade pela Europa.

A preferência da vez é pelo frio!

Destinos com o clima frio tem sido a escolha principal dos viajantes de luxo. Unindo a tendência de sair do comum, os Cruzeiros para o Alasca têm feito muito sucesso, Islândia também é um dos lugares mais cobiçados da vez, Canadá no inverno e até a Antártica está ganhando vez. Sem contar nas inúmeras estações de ski pelo mundo como Vail, Valle Nevado, Aspen e Chamonix por exemplo.

Não focar só nos pontos turísticos

Visitar os pontos turísticos de um lugar, principalmente quando ele é desconhecido, é mais do que comum e deve ser feito com toda certeza. Porém, a tendência maior para 2018 é fazer novas descobertas em seu destino e fazer um caminho diferente do que guias e sites de viagens indicam, ou seja, tentar sair um pouco da visão de viajante e entrar um pouco no dia a dia dos nativos. Conhecer restaurantes frequentados por locais, degustar vinhos da região, provar a gastronomia rotineira, aprender o idioma e se aprofundar na vida tradicional de moradores são ótimos exemplos para isso. Adoro fazer isso, viver como uma local!

Vá para a África!

Além da África do Sul, um destino muito procurado em 2017 também, o continente africano em geral será explorado mais esse ano. Isso por quê esse é um roteiro que também abrange muito a tendência “saindo do comum”. Por lá as experiências são inusitadas em diversos países, como por exemplo: Se hospedar em hotéis à céu aberto em desertos – O Resort Tsawalu Kalahari na África do Sul é uma ótima sugestão para isso -, interagir com animais selvagens nos inúmeros safarias que a região oferece, conhecer um dos diversos resorts no deserto como o Wolwedans Dunes Lodgee na Namíbia e até ir de encontro com gorilas em um trekking feito no Parque Nacional de Virunga em Ruanda.

Viagem em família

Reunir a família toda será uma das grandes tendências de viagens de luxo em 2018, tanto que até ganhou um nome para esse nicho: Turismo Multigeracional – Quando diversas gerações da mesma família se reúnem para embarcar em uma experiência juntos. Exemplos disso são: os cruzeiros de luxo, alugar casas em vilas da Europa ou até reunir todos para passar uma temporada em uma ilha exclusiva como em Zanzibar, na Tanzânia por exemplo.

Como não ser sedentário trabalhando remotamente

não ser sedentário trabalhando remotamente

O trabalho remoto continua ganhando popularidade: cerca de 56% dos profissionais norte-americanos já operam em sistema de home office. E esse número provavelmente crescerá nos próximos anos, à medida que mais e mais pessoas optarem pela condição de freelancers.

Embora trabalhar em casa ofereça inúmeros benefícios, também contribui para a adoção de um estilo de vida sedentário. Quando o trajeto passa a ser do quarto para a sala ou escritório, é preciso incluir alguns movimentos extras e exercícios físicos à rotina.

não ser sedentário trabalhando remotamente

1. Mexa-se a cada 90 minutos

As estatísticas mostram que as pessoas devem se mover a cada 90 minutos para mudar seus níveis de energia. Gerenciar a energia é a coisa mais importante para manter sua mente fresca e produtiva. Levante-se e caminhe, suba as escadas, vá até um café para fazer uma pausa, almoce, tenha amigos que o encontrem na academia logo cedo, à tarde ou depois do trabalho.

não ser sedentário trabalhando remotamente

2. Compre uma mesa ajustável

Uma das principais causas de doenças e lesões é a ergonomia inadequada combinada ao fato de passar o dia inteiro sentado. Certifique-se de que sua cadeira e mesa permitam a postura correta e respeitem a mecânica do corpo. A melhor estratégia é ter uma mesa ajustável para criar o hábito de adequá-la à altura do seu pé pelo menos algumas vezes por dia. Se você esquecer de fazer isso, basta colocar um despertador, que também irá lembrá-lo de se movimentar.

não ser sedentário trabalhando remotamente

3. Organize seu calendário

Uma das vantagens de trabalhar de casa como freelancer é poder de controlar o próprio calendário. Reservar tempo para certas atividades, como a academia, o café com os colegas e o desenvolvimento profissional fora do escritório, pode proporcionar alívio do isolamento de se trabalhar sozinho. Além disso, mantém o corpo em movimento. É importante que essas atividades não sejam agendadas.

não ser sedentário trabalhando remotamente

Faça exercícios pela manhã

Trabalhar em casa pode acabar postergando o início do seu dia. Para que isso não aconteça, é importante criar uma rotina matinal. Eu recomendo começar o dia com exercícios, de preferência em uma academia ou um local fora de casa. Inicie sua rotina com o compromisso de uma sessão de exercícios e, em seguida, note o aumento de sua produtividade com energia renovada.

não ser sedentário trabalhando remotamente

5. Trabalhe em um ambiente compartilhado

Pode ser solitário trabalhar como empreendedor solo ou freelancer. Faça parte de um coworking e divida espaço com outros profissionais criativos e ousados. Há tantas opções para escolher atualmente, que é possível encontrar um espaço em qualquer faixa de preço. Esses lugares também oferecem incríveis oportunidades de networking

não ser sedentário trabalhando remotamente

6. Saia de casa por cinco minutos

Como freelancer, quando cada momento conta, fazer uma pausa pode ser um desperdício. Mas o seu bem-estar físico é um elemento fundamental para o sucesso. Fazer uma pausa de cinco minutos para dar uma saidinha ao ar livre diminui o estresse, aumenta o foco e melhora o humor. Três pausas por dia consomem menos de 1% do seu tempo e oferecem benefícios significativos, por isso, vá em frente e saia de casa um pouco