Facetas dentais na conquista do sorriso perfeito

Você vê a foto de uma celebridade e fica admirada com o sorriso perfeito. Mas isso já é possível graças as facetas dentais, procedimento considerado mais avançado da odontologia estética. Essa técnica devolve dentes mais brancos e alinhados de maneira rápida, podendo chegar perto da perfeição.

As facetas laminadas são personalizadas, ou seja, feitas sobre medida para se encaixar perfeitamente nos dentes. O trabalho do dentista é artesanal e com muita precisão para dar ao dente um aspecto mais natural possível. É indicado para corrigir dentes manchados, desalinhados, desgastados, trincados, irregulares ou anormalmente espaçados.

Facetas dentais na conquista do sorriso perfeito

O resultado é satisfatório e com o novo sorriso, os pacientes recuperam a autoestima e a confiança, pois o sorriso fica bem natural e bonito. Os pacientes quando terminam o tratamento ficam bem emocionados porque em muitos casos, é a realização de um sonho. Tem gente que fica com receio de mostrar o sorriso e após o tratamento, voltam a sorrir com uma facilidade incrível e mudam até o comportamento sobre a satisfação dos pacientes após a realização do procedimento. O importante é conversar bastante com o dentista e acreditar no trabalho do profissional e juntos, fazer um planejamento para ver o tamanho e o formato do novo dente.

Características e tipos de facetas dentais

As facetas laminadas são cerâmicas (próteses) finas coladas na frente dos dentes, com alto poder de resistência à descoloração (manchas) e ao desgaste dental. Foi estudada para ter um comportamento físico, químico e estético semelhante aos dentes naturais. Mas para a sua manutenção e durabilidade, exige uma boa higienização bucal e visita ao dentista regularmente.

Vamos explicar a diferença entre a faceta de resina e a de porcelana, os dois tipos de facetas mais conhecidas:

– Faceta de resina no consultório: é feito dente por dente produzida com um bisnaga de resina, como se fosse uma restauração.

– Faceta de resina prensada no laboratório: o corpo inteiro do dente já vem pronto para fazer a cimentação

Ambas quebram e mancham com mais facilidade e uma durabilidade inferior comparada com a faceta de porcelana.

– Faceta de porcelana ou cerâmica: não mancha, tem uma resistência muito semelhante ao esmalte e a durabilidade é muito maior

O procedimento é o mesmo entre os três tipos de facetas, mas a faceta da porcelana é muito melhor pelas qualidades do material que ela possui.

Tire suas dúvidas sobre implante dentário. Perguntas e respostas sobre o tratamento

O medo de sentar na cadeira do dentista assombra muita gente! Quando se trata do procedimento de colocação de implante dentário, esse receio aumenta. Mas será que fazer implante dentário dói?

Para responder a essa e outras dúvidas, leia atentamente este artigo e descubra como é feito o implante dentário e por que é uma tecnologia tão indicada para substituir dentes que foram extraídos ou perdidos.

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

1. O que é um implante dentário?

A evolução das técnicas da Odontologia é sempre pensada em termos de bem-estar e qualidade de vida do paciente. O implante dentário é um exemplo disso: por meio dele, é possível substituir os dentes extraídos ou perdidos, devolvendo, além de um sorriso bonito, as funções naturais de mastigação e fala.

O implante nada mais é que um parafuso, feito de titânio, que funciona como a raiz do dente e, por isso, é colocado no osso da mandíbula ou maxilar. Em cima dele, vai a coroa, que tem a aparência de um dente natural.

benefícios do implante dentário

2. Quais são seus benefícios do implante dentário?

Além dos benefícios estéticos, o implante pode proporcionar uma vida normal para o paciente, que não terá mais problemas com a fala e mastigação. Logo, ficará livre de doenças gastrointestinais, porque consegue processar os alimentos da forma correta.

Outra vantagem é que ele conseguirá sentir o sabor real dos alimentos e, dessa forma, pode se alimentar corretamente.

Ao contrário das dentaduras (próteses móveis), os implantes não causam desconfortos por problema de encaixe, nem insegurança na hora de comer, sorrir ou falar. Isso porque eles ficam fixos e integrados ao osso, trazendo um conforto enorme para o paciente.

Por último, sua colocação pode ter um preço acessível, conseguindo atender todos que precisam desse tratamento. Procure uma clínica especializada 

benefícios do implante dentário

O medo do dentista ainda persiste na cabeça de muitas pessoas. Seja por uma experiência desagradável no passado, seja pelas histórias de alguém próximo, tratar os dentes pode ser motivo de pânico.

Por isso, a preocupação com a colocação de implantes dentários é grande. Será que vai doer?

Para realizar o procedimento, é necessário fazer uma cirurgia. Assim, a preparação inclui uma série de exames, como radiografias e tomografia para que tudo seja feito sem contratempo.

Se houver outros problemas na boca, como cáries, inflamações ou necessidade de canal, tudo será realizado antes do implante.

benefícios do implante dentário

Anestesia

Mas calma! Não é porque o paciente vai se submeter a uma cirurgia que será dolorido. A colocação do implante é feita no próprio consultório. O paciente recebe uma anestesia local, a mesma aplicada para qualquer outro procedimento odontológico e, por isso, não sentirá dor.

A parte mais complexa é quando o cirurgião-dentista abre a gengiva. Porém, quando ele chega no osso, não tem como ser dolorido, visto que ele não possui nervos.

Todas as etapas são realizadas com anestesia e seu dentista acompanha seu estado para que tudo seja feito de forma tranquila.

Sedação consciente e cirurgia ambulatorial

Para evitar desconforto, medo ou ansiedade, a Vasconcelos Odontologia dispõe de sedação, monitorada e acompanhada por um médico anestesista. A cirurgia ambulatorial em implantodontia tornou-se uma prática comum em função do desenvolvimento de equipamentos sofisticados e adequadas técnicas cirúrgicas, além do surgimento de medicamentos de rápida eliminação e com efeitos colaterais mínimos.

A Vasconcelos Odontologia foi classificada como “unidade ambulatorial tipo II”, caracterizada como estabelecimento de saúde, independente do hospital, destinado à realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte, em nível ambulatorial, em salas cirúrgicas adequadas a essa finalidade, sob anestesia locorregional, com ou sem sedação.

A vantagem do implante é que não é necessário o desgaste de outros dentes para a sua colocação.

Para se ter uma ideia, a extração de um dente é mais complexa do que a colocação do implante tanto para o paciente quanto para o dentista.

Enxerto ósseo

Quando o paciente não possui uma estrutura óssea que consiga sustentar o implante, é necessário colocar o enxerto ósseo. Novamente, você deve estar pensando: “Mas dói para colocar o enxerto ósseo?”

Essa é uma etapa anterior à colocação do implante e também é realizada no consultório com cirurgia e anestesia.

Para formar a estrutura óssea que consiga ser forte e tenha espessura para receber o implante, o cirurgião-dentista pode utilizar um material sintético ou um osso do próprio paciente da área do queixo ou maxilar.

Depois de realizado o enxerto, é necessário esperar de 4 a 6 meses, dependendo do caso, para que haja a cicatrização e o implante consiga ser colocado sem nenhum problema.

Pós-operatório

Outra dúvida de muita gente é a dor no pós-operatório. Novamente, não há o que temer! Basta tomar os medicamentos prescritos pelo dentista (analgésicos e anti-inflamatórios) e utilizar bolsas de gelo para amenizar o inchaço e tudo transcorrerá sem dor.

A recomendação é que o paciente fique em repouso no dia do procedimento. Depois, pode voltar às atividades corriqueiras sem exagerar.

Outro cuidado importante é com a alimentação, que deve ser líquida ou pastosa e fria para que o paciente não force a região do implante com a mastigação.

 

4. Todo mundo pode por um?

Praticamente todas as pessoas podem colocar um implante dentário desde que já tenham a estrutura de dentição completamente desenvolvida.

Há contraindicações para alguns casos clínicos, como cardiopatias, diabetes e câncer, mas tudo isso pode ser conversado entre médico e dentista para saber se há possibilidade de fazer o procedimento.

Em fumantes, as taxas de sucesso do implante podem ser menores.

Quando devo colocar o implante dentário?

5. Quando devo colocar o implante dentário?

Em caso de perda de um ou de vários dentes, o ideal é que o cirurgiã-dentista especializado em Implantodontia seja procurado rapidamente. Quando mais rápido o implante for feito, mais fácil e tranquilo será todo o procedimento.

Isso porque, na ausência do dente, a estrutura óssea do maxilar ou mandíbula tende a atrofiar. Nesse caso, antes da colocação do implante, torna-se necessário o enxerto ósseo como explicamos acima.

6. Meu corpo pode rejeitá-lo?

O implante é revolucionário porque, além da estética e qualidade de vida que proporciona ao paciente, tem altas taxas de sucesso.

O organismo não vai considerá-lo um corpo estranho, visto que ele é feito de titânio, um material biocompatível. Dessa forma, ele acaba se incorporando ao osso como se fizesse parte do corpo, num processo que é chamado de osseointegração.

Se você não procura um dentista porque acha que o implante dentário dói, já viu que pode ficar sossegado, fazer o tratamento e voltar a sorrir sem ter vergonha! A Odontologia, em especial a Implantodontia, evolui a cada dia, pensando sempre no bem-estar do paciente

O diabetes influencia a saúde bucal?

A sensação de ter a boca seca  é uma das chateações que acompanham o diabetes e que costuma ser responsável pelo aparecimento de aftas e cáries. Mas são as infecções na gengiva as maiores fontes de dor de cabeça. A enfermidade em si predispõe à gengivite, um estágio em que a área em torno dos dentes fica avermelhada e inchada e costuma sangrar durante a higienização.

Como o diabetes influencia a saúde bucal?

A tendência quando isso acontece é diminuir a escovação, com medo do sangramento — um equívoco, naturalmente. Aí o processo se agrava e, na etapa seguinte, vem a periodontite, uma infecção que pode levar à perda do dente.O diabetes influencia a saúde bucal - Cuidados com a saúde bucal

 

Entenda o elo entre o diabetes  e gengivite, cárie, periodontite

Para os diabéticos, evitar essa sequência de aborrecimentos exige atenção mais constante. E tudo tem a ver com a glicemia. Em condições normais, as defesas do organismo trabalham para combater as bactérias que ameaçam a saúde da boca. Mas o açúcar passeando na circulação dificulta o trabalho das células defensoras contra os micróbios. Daí, fica bem difícil a recuperação da gengiva.

Na contramão, a doença periodontal causa uma bagunça nas taxas de glicose. É que a inflamação aumenta a velha conhecida resistência à insulina. Então o açúcar se acumula na corrente sanguínea. O resultado é esse círculo vicioso: o sangue doce não permite a completa recuperação da inflamação nas gengivas… E tudo piora.

O importante é cuidar do diabetes com uma alimentação saudável e visitar regularmente o seu  Dentista.

Implantes dentários: tire suas dúvidas sobre esse tratamento

A realização de implantes dentários é uma excelente forma de solucionar a falta de dentes e problemas de mastigação. Mas muitas pessoas sempre nos enviam perguntas sobre esse tratamento. Nossa equipe de dentistas especialistas em implante dentários prepararam esse artigo para você tirar suas dúvidas sobre o assunto.

O QUE SÃO IMPLANTES DENTÁRIOS?

Os implantes são raízes artificiais de titânio instaladas por processo cirúrgico de forma muito simples, rápida e indolor, para substituir um ou mais dentes perdidos. Posteriormente é fixada uma prótese dentária de um ou de vários dentes, buscando recuperar as funções físicas e obter uma estética natural. É um processo que envolve duas etapas:
1ª, uma etapa cirúrgica, onde são instalados os implantes dentários que substituirão as raízes naturais dos dentes;
2ª, a etapa da prótese, onde serão instaladas as próteses dentárias, ou seja, os dentes artificiais que ocuparão o lugar dos dentes naturais ausentes ou deteriorados.

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS

Quero fazer um implante dentário, mas tenho medo. O que fazer?

O primeiro passo é realizar uma consulta de avaliação. O dentista irá fazer uma avaliação e explicar como funcionará o tratamento. Mas vamos lá!

A colocação de um implante dentário é um procedimento muito simples. Em geral há apenas um desconforto leve após a colocação de um implante e você já poderá trabalhar no dia seguinte. A colocação do implante dentário no osso impressiona os pacientes, mas é importante dizer que o osso é pouco sensível. A sensibilidade está apenas na gengiva e é facilmente controlada por meio de medicamentos.

Quais os riscos cirúrgicos do implante dentário?

Mínimos. A cirurgia é normalmente realizada com anestesia local e é muito menos traumática do que outros procedimentos cirúrgicos odontológicos. O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incômodo maior.

Quanto tempo dura a cirurgia de implante dentário?

Normalmente não passa de duas horas. Em casos excepcionais, este tempo pode ser estendido. Sempre que possível, o cirurgião dentista colocará uma prótese provisória para manter o equilíbrio estético e funcional. Após uma semana, você retorna à clínica para o controle pós-operatório e a remoção da sutura.

Devo extrair um dente natural para colocar implante dentário?

O dente natural sempre é melhor do que qualquer prótese. Porém, em certas situações em que dentes naturais estão muito comprometidos por doença periodontal, por exemplo, o implante dentário é uma opção.

CONSULTE UM DOS NOSSOS DENTISTAS ESPECIALIZADOS EM IMPLANTE DENTÁRIO EM SANTOS E SÃO PAULO.

Como um implante dentário é esterilizado? Pelo fato de ser um material estranho, existe risco de rejeição ou de contaminação?

Os dois métodos normalmente utilizados para esterilização dos implantes dentários (estufa ou autoclave) oferecem total segurança. A rejeição a um implante dentário é nula, pois o titânio é um material imunologicamente inerte.

Quanto à contaminação, quando ocorre normalmente por via cirúrgica e não por falhas do processo de fabricação do implante dentário.

Em quanto tempo ocorre a cicatrização do implante dentário? E por quanto tempo ele dura?

Em geral, leva-se de 3 a 6 meses para que o implante se cicatrize, antes da colocação do dente definitivo, por meio de um processo denominado osseointegração. Neste período de cicatrização, o paciente utiliza uma prótese provisória fixa ou removível. Em 95% dos casos, se não for perdido nos dois primeiros anos de uso, o implante pode durar durante toda a vida do paciente.

PERGUNTAS PÓS IMPLANTE

Devo voltar ao dentista depois de colocar os implantes dentários?

É necessário no mínimo um controle clínico radiográfico a cada ano.

Quais os cuidados que devemos ter depois que colocamos o implante e a prótese?

Toda prótese está sujeita a acidentes durante o ato mastigatório. O paciente deve evitar alimentos excessivamente duros e de pigmentação forte. O controle da placa bacteriana deve ser o mesmo para implantes dentários e os dentes naturais. O controle periódico deve ser feito pelo dentista, pelo menos uma vez de cada 6 meses.

E se o implante dentário falhar, qual o melhor procedimento?

A falha pode acontecer, especialmente em áreas de osso pouco denso e que permitam apenas implantes dentários curtos. A melhor alternativa é tentar novamente, principalmente se houver osso suficiente, pois após a remoção do implante o osso tende a se tornar um pouco mais denso. Normalmente, em áreas de maior risco de perda, o paciente é avisado antes da cirurgia.

INDICADORES DE QUE VOCÊ TEM PROBLEMAS DE GENGIVA

Desprezar um pouco de sangue visível na pia após a escovação ou depois de passar o fio dental pode não caracterizar um problema, mas há bons motivos para conhecer melhor esses sinais – iniciais de uma forma tratável e reversível de doenças gengivais.

Se não for tratado, esse estágio leve de um problema gengival pode progredir até um nível avançado, que prejudica permanentemente os ossos e tecidos localizados aor redor dos seus dentes. Preste atenção a estes cinco sinais mais visíveis que o seu corpo está enviando, para manter uma boca saudável.

 Você vê sua gengiva vermelha

O vermelho é a cor de alerta para perigo. Então, se ao olhar no espelho você vê gengivas que estão em um tom avermelhado ou arroxeado, isso pode ser sinal de problema. Gengivas saudáveis são firmes e têm uma cor rosa-pálido. As bactérias podem levar à inflamação das gengivas, conhecida como gengivite, o estágio inicial e leve de um problema na região, ou à periodontite, um estágio mais avançado e sério da doença.

As gengivas são um elemento-chave para a saúde bucal e
para a beleza do sorriso. Elas fazem parte do tecido de suporte
dental, chamado periodonto, que merece atenção especial. Elaboramos um material que vai esclarecer algumas de suas dúvidas

Suas gengivas estão inchadas

Na fase inicial dos problemas de gengiva, pode também haver inchaço, à medida que aumenta a inflamação. Este é um sinal de que você deve dar maior atenção a rotina de cuidados bucais.

 Você vê vermelho na pia

Ver sangue na pia quando cospe depois da escovação e/ou de usar o fio dental é outro sintoma. Gengivas que sangram com facilidade podem sinalizar problemas  gengivais.

Suas gengivas estão se afastando dos dentes

Se seus dentes estão parecendo maiores do que o normal e você nota retração de gengivas, ou mesmo maior distanciamento da gengiva, é um sinal clássico de uma doença gengival , ou de periodontite – não é apenas parte natural do envelhecimento.

Você está com mau hálito

Mau hálito ou um gosto excessivamente ruim na boca pode também ser indício de começo de doença gengival. A formação de placa na língua normalmente é a causa do mau hálito.

Outras mudanças que acontecem em sua boca, impulsionadas por problemas, podem incluir gengivas sensíveis ao toque, novos espaços entre os dentes, dentes moles e/ou mudança na mordida ou em como os dentes se encaixam quando você fecha a boca. Todos esses são sinais que não devem ser ignorados. Se você assumir o controle da situação das suas gengivas, ainda há uma chance de evitar problemas avançados. Na dúvida, procure o seu dentista.

Procurar um especialista para tratar o dente é muito importante

Um grande erro na rotina de muitas pessoas é pensar que o tratamento dentário não é um hábito. Ele deve ser sim um hábito e melhor ainda: deve ser tratado com um especialista. A boca também é uma parte do corpo que necessita de cuidados e necessita de estar com uma saúde em dia. Pense bem: se você está com um problema na perna e não consegue andar direito, certamente irá procurar por um especialista para um tratamento, não é mesmo? A mesma atitude deve ser tomada quando se refere aos dentes, gengivas e qualquer problema que venha a acontecer na boca. Um especialista deve ser acionado para cuidar da sua saúde bucal.

CONSULTA UMA CLINICA ODONTOLÓGICA QUE MANTENHA VÁRIAS ESPECIALIDADES

Agora, como saber qual é o tipo de especialista ideal para o seu problema? Procure se informar sobre cada especialidade que cada um trata. O protesista, por exemplo, é quem cuida de próteses fixas e móveis, dentaduras e confecção de coroas. Já o odontopediatra cuida dos dentinhos das crianças. O patologista bucal é responsável por diagnosticar problemas usando procedimentos de laboratório, e o endodontista faz todo o tratamento da polpa dentária e de canais.

O especialista em endodontia cuida muito bem de quaisquer lesões que eventualmente aparecem na boca do paciente, assim como os incômodos no nervo e na raiz do dente. Esse tratamento consiste na retirada da polpa mole encontrada na parte interna do dente – canal -, sendo que esta pode estar viva, sadia, inflamada, infectada ou necrosada. Após essa remoção, o dentista esteriliza o canal e o preenche com obturação em material específico.

Seja qual for a especialidade que você esteja precisando, certifique-se de passar primeiro em um dentista geral para que ele possa te examinar e te encaminhar para o especialista devidamente recomendado. Nós, as Arquitetas do Sorriso, podemos te proporcionar o melhor tratamento dentário, com atendimentos especializados e personalizados. Conte conosco para manter sua saúde bucal em dia e ser feliz sorrindo com dentes lindos.

Lentes de contato dental: Para que servem e quais as vantagens?

Para que servem as lentes de contato dental e quais as vantagens?

Mais comumente utilizadas para recobrir os dentes da frente, as lentes podem ser úteis para corrigir esteticamente várias situações como:

  • Dentes descoloridos por causa de um tratamento de canal, manchas de tetraciclina ou outros medicamentos, excesso de flúor ou a presença de grandes preenchimentos de resina que causam a descoloração dos dentes;
  • Dentes desgastados;
  • Dentes lascados ou quebrados;
  • Dentes desalinhados, irregulares ou com forma irregular (por exemplo, têm buracos ou protuberâncias);
  • Dentes com espaços entre eles (para fechar o espaço entre estes dentes).

Facetas laminadas e lentes de contato
Dentes escurecidos, desalinhados ou com restaurações antigas podem ser corrigidos com facetas laminadas e lentes de contato dentais. O tratamento é eficaz e ágil, pois na maioria dos casos duas sessões são suficientes para transformar completamente o sorriso.

Facetas laminadas oferecem qualidade de vida ao paciente

As lentes de contato dental fornecem uma aparência natural para os dentes, pois, a cor das lentes imitam o branco do dente e são simples e rápidas de colocar. O tecido gengival tolera bem a porcelana, o que garante sucesso em sua colocação.

Lentes de contato dental. Quanto tempo duram e quais os cuidados?

As lentes de contatos dentais geralmente duram entre 8 e 10 anos. Assim como em qualquer outro procedimento dentário, você deve seguir as boas práticas de higiene bucal, incluindo escovação e uso do fio dental. Apesar das lentes resistirem a manchas, o seu dentista pode recomendar que você evite alimentos causadores de manchas e bebidas (por exemplo: café, chá, vinho tinto).

Check up com o dentista pode evitar problemas durante as férias

check up com dentista

Antes de viajar aproveite  para cuidar da saúde bucal, através do check up odontológico.

O verão e as férias de fim de ano estão chegando. Muita gente escolhe essa época para espairecer e conhecer outras paisagens, outras regiões, outros países mas esquece de fazer um check up com o dentista antes de viajar. Tudo o que menos se deseja durante uma viagem é sentir um dente incomodando. Além de ser estraga-prazeres, essa dor pode sair muito cara para ser resolvida em atendimento emergencial, fora de casa, ainda mais se for à noite e com profissional que você não conhece.

Essa visita ao dentista, que deve ser feita pelo menos uma vez por semestre, ajuda na descoberta das cáries e doenças da gengiva, prevenindo as doenças mais graves. O ideal é que você dedique pelo menos um dia das suas férias, para ir ao dentista. E isto vale tanto para crianças, quanto para adultos.

importância de fazer check up com o dentista antes de viajar

Mas o que é feito durante o Check up odontológico? Confira a seguir.

Primeiro, o dentista realizará a avaliação visual das partes moles da boca: língua, bochechas, garganta e gengiva, além de uma pesquisa com o paciente sobre possíveis problemas, como dor de dente ou qualquer outro sintoma recente.

O dentista poderá aproveitar para orientação do paciente sobre os cuidados com a saúde bucal e prevenção, que é uma das principais armas contra o aparecimento das cáries.

Em seus dias de folga, o pacientes podem aproveitar para fazer aquele tratamento mais complexo. Tratamentos que demandam mais tempo para a realização ou para o pós operatório, como cirurgias de extração, colocação de próteses ou implantes, ou qualquer outro tratamento mais demorado.

VAI SAIR DE FÉRIAS? FAÇA UM CHECK UP COM UM DE NOSSOS DENTISTAS. AGENDE AGORA SUA CONSULTA

LEIA TAMBÉM: VIAGEM – Lugares para conhecer em 2018

Mas e quem vai viajar? Como fazer um check up com o dentista?

Para quem pretende viajar, o ideal é que o check up odontológico seja feito antes da viagem, como forma de prevenir qualquer problema indesejável durante suas férias.

Ah! E não se esqueça de incluir na mala seus itens básicos de higiene bucal! A escova e a pasta de dente e o fio dental devem continuar na sua rotina, mesmo nos dias de folga!

Implante dentário pode causar dor?

implante dentário dói?

O que muitos pacientes perguntam é: fazer implante dentário pode causar dor? O que dizer então quando um tratamento envolve uma cirurgia? Porém, ao contrário do que muitos pensam, alguns procedimentos cirúrgicos são extremamente simples e a dor é praticamente inexistente. É o caso do implante dentário, um tipo de procedimento que costuma assustar muitos pacientes, que pensam: implante dói, não vale a pena passar por isso, mas que na prática, acaba sendo bem menos dolorido do que se imagina e costuma apresentar excelentes resultados. Mas afinal implante dentário pode causar dor? Se você precisa realizar um implante dental, continue lendo nosso post para saber mais!

AFINAL, IMPLANTE DENTÁRIO PODE CAUSAR DOR?

Antes de mais nada a dor é uma sensação subjetiva, não é possível mensurar o nível de dor. O que para um dói muito para você, pode não doer tanto para outro.

Dito isso, devemos ter em mente que a instalação de um implante é um procedimento cirúrgico. Por consequência criamos um “trauma” na região para podermos posteriormente melhorar algo que antes não estava bom. Que no nosso caso é devolver a correta mastigação para o paciente.

LEIA TAMBÉM Você está pensando em fazer um implante dentário? Conheça os benefícios.

Portanto durante o pós operatório, pode ocorrer alguma sensação de desconforto. E a dor pode, obviamente, variar dependendo do tipo e tamanho da cirurgia. Entretanto, isso vai ser controlado com medicação e um correto roteiro pós operatório explicado previamente a cirurgia.

Clinica odontológica especializada em implante dentário. São Paulo

Outro ponto que devemos abordar é a dor durante o procedimento de instalação do implante dentário. Independente do tipo de cirurgia, iremos usar anestesia local para evitar o desconforto. Porém, ainda assim, poderemos sentir alguma “pressão” durante o ato cirúrgico. Isso tudo deve ser bem explicado pelo dentista para o paciente, evitando confusão entre a dor de fato ou alguma sensibilidade cirúrgica.

Sedação consciente e cirurgia ambulatorial
Para evitar desconforto, medo ou ansiedade,  a Vasconcelos Odontologia dispõe de sedação, monitorada e acompanhada por um médico anestesista. A cirurgia ambulatorial em implantodontia tornou-se uma prática comum em função do desenvolvimento de equipamentos sofisticados e adequadas técnicas cirúrgicas, além do surgimento de medicamentos de rápida eliminação e com efeitos colaterais mínimos. Agende sua consulta com um dos nossos dentistas especialistas em implantes dentários

Implantes dentário dói?

Porque realizar um implante dentário?

Assim como a maioria dos procedimentos odontológicos, quanto mais o paciente adia o tratamento, mais problemático ele tende a ficar. Com o implante dentário, isso não é diferente. Toda vez que um paciente tem uma perda dentária, o tratamento mais recomendado é o implante. Quando o paciente deixa de substituir o dente perdido, os demais dentes costumam se movimentar, prejudicando a mastigação, a fala e até a abertura e o fechamento da boca.

Outro problema decorrente da não substituição do dente perdido é a reabsorção óssea, que pode dificultar a realização do implante. Por isso, se você perdeu um dente, não deixe de buscar auxílio de um dentista o quanto antes.

implante dentário pode causar dor

Quanto dói a realização de um implante dentário

Para a realização do implante, o paciente passa por uma pequena cirurgia onde é instalado um cilindro de titânio no tecido ósseo, para sustentar, posteriormente, a prótese. A colocação dessa estrutura metálica é feita por uma pequena cirurgia, dentro do consultório mesmo e com o uso da anestesia local.

Para os pacientes mais sensíveis, é possível administrar uma pomada analgésica antes mesmo da aplicação da anestesia, tornando a dor da picada significativamente menor. Mesmo o pós-operatório do implante costuma ser simples e com menos inchaço do que em outros procedimentos.

Quando comparado com a extração de um dente, por exemplo, a realização do implante dentário é muito mais simples e bem menos dolorida.

Boa parte dessa cirurgia de instalação do implante envolve a manipulação do tecido ósseo, que se caracteriza por um número muito pequeno de enervações. Daí a razão do procedimento ser quase indolor.

Lente de Contato Dental: sorriso perfeito e autoestima para o paciente

As lentes de contato dental melhoram o sorriso de uma pessoa

Você já reparou que de uma hora para outra, todos os artistas e celebridades têm aparecido com o sorriso perfeito, dentes brancos, alinhados e juntinhos. Por serem extremamente bonitas e rápidas de confeccionar, as lentes de contato dental ganharam destaque nos sorrisos das celebridades. Hoje é muito raro algum ator ou atriz de Hollywood ou “Global” que não utilize de facetas de porcelana ou lentes de contato dental para rejuvenescer e ter seu sorriso lindo. A grande diferença entre elas  é que com as Lentes de Contato Dental não ocorre desgaste da estrutura dentária, ou se mexe o mínimo possível, pois o material é super fino e resistente.

A lente de contato dental é um grande sucesso e veio para mudar a vida e melhorar a autoestima de muita gente que quer ter um sorriso lindo e uniforme. As lentes de contato dental podem alterar de forma impressionante o sorriso de uma pessoa e, consequentemente, a sua autoconfiança.

Clinica especialidade em odontologia estética são paulo

As chamadas lentes de contato dentais são um tipo de faceta de porcelana, que tem o grande diferencial de serem muito finas (0,2mm – 0,5mm) e não necessitarem de desgaste dentário ou, então, exigirem um mínimo desgaste, preservando assim, o máximo de estrutura dental, fazendo também com que o paciente raramente sinta alguma sensibilidade durante ou após o tratamento finalizado.

Além de melhorar a estética, devolvendo um sorriso lindo, as lentes de contato dentais também restabelecem a função e resistência dos dentes. Nos dentes anteriores, é possível o restabelecimento das guias anteriores, essenciais para o bom funcionamento da capacidade mastigatória com a proteção mútua dos dentes, evitando desgastes excessivos e sobrecarga em alguns dentes. Vale lembrar que muitas dores de cabeça são desencadeadas de uma má oclusão.

A técnica da lente de contato dental foi desenvolvida para cobrir a superfície frontal dos dentes da maneira mais conservadora possível e com o intuito de melhorar a cor, formato, tamanho, ou comprimento dos dentes naturais.

Essa lente é para pequenas correções, como por exemplo, fechamento de espaços, aumento do comprimento e largura dos dentes, arredondamento de ângulos e leve alterações de cor.

 

Facetas laminadas proporciona um sorriso lindo e contribuir para sua autoestima! Agende sua consulta com um dos nossos dentistas especialistasFacetas laminadas oferecem qualidade de vida ao paciente

As lentes de contato dental cobrem a frente dos dentes modificando completamente sua forma, posição e cor. A qualidade estética de facetas em porcelana é excelente, mesmo quando comparadas com dentes naturais, sendo na maioria das vezes, impossível de diferenciar as lentes de contato dentais dos dentes naturais.

As lentes de contato dentais em alguns casos substituem o aparelho ortodôntico. Um pequeno desalinhamento dentário é possível ser corrigido com a técnica das lentes de contato. Desta forma teremos um excelente resultado estético em um curto período de tempo.

Clinica Odontológica em São Paulo especializada em facetas laminadas

Também, podemos escolher a lente de contato dental como opção de tratamento para pacientes que tenham retrações gengivais, com históricos de restaurações em resina que mancham ou caem. Nestes casos, as lentes de contato funcionam como barreiras protetoras para que a perda de estrutura de esmalte ou dentina sejam preservadas.

Geralmente usamos as lentes de contato nos dentes da frente, porém em casos que o paciente necessite de alta estética e tenha um sorriso amplo, podemos realizá-las até os dentes molares. Isto se justifica pela técnica conservadora e não invasiva que é, onde não temos perda da estrutura dentária sadia e apenas o ganho em estética e harmonia, sempre preocupados em deixar seu sorriso mais lindo.