Check up com o dentista pode evitar problemas durante as férias

check up com dentista

Antes de viajar aproveite  para cuidar da saúde bucal, através do check up odontológico.

O verão e as férias de fim de ano estão chegando. Muita gente escolhe essa época para espairecer e conhecer outras paisagens, outras regiões, outros países mas esquece de fazer um check up com o dentista antes de viajar. Tudo o que menos se deseja durante uma viagem é sentir um dente incomodando. Além de ser estraga-prazeres, essa dor pode sair muito cara para ser resolvida em atendimento emergencial, fora de casa, ainda mais se for à noite e com profissional que você não conhece.

Essa visita ao dentista, que deve ser feita pelo menos uma vez por semestre, ajuda na descoberta das cáries e doenças da gengiva, prevenindo as doenças mais graves. O ideal é que você dedique pelo menos um dia das suas férias, para ir ao dentista. E isto vale tanto para crianças, quanto para adultos.

importância de fazer check up com o dentista antes de viajar

Mas o que é feito durante o Check up odontológico? Confira a seguir.

Primeiro, o dentista realizará a avaliação visual das partes moles da boca: língua, bochechas, garganta e gengiva, além de uma pesquisa com o paciente sobre possíveis problemas, como dor de dente ou qualquer outro sintoma recente.

O dentista poderá aproveitar para orientação do paciente sobre os cuidados com a saúde bucal e prevenção, que é uma das principais armas contra o aparecimento das cáries.

Em seus dias de folga, o pacientes podem aproveitar para fazer aquele tratamento mais complexo. Tratamentos que demandam mais tempo para a realização ou para o pós operatório, como cirurgias de extração, colocação de próteses ou implantes, ou qualquer outro tratamento mais demorado.

VAI SAIR DE FÉRIAS? FAÇA UM CHECK UP COM UM DE NOSSOS DENTISTAS. AGENDE AGORA SUA CONSULTA

LEIA TAMBÉM: VIAGEM – Lugares para conhecer em 2018

Mas e quem vai viajar? Como fazer um check up com o dentista?

Para quem pretende viajar, o ideal é que o check up odontológico seja feito antes da viagem, como forma de prevenir qualquer problema indesejável durante suas férias.

Ah! E não se esqueça de incluir na mala seus itens básicos de higiene bucal! A escova e a pasta de dente e o fio dental devem continuar na sua rotina, mesmo nos dias de folga!

VIAGEM – Lugares para conhecer em 2018

Um dos itens que estão, na maioria das vezes, presentes nessas listas são as futuras viagens. Por isso, nunca é cedo para pesquisar novas regiões que possuam atrativos para os mais diversos gostos.

LEIA TAMBÉM:Férias sem dor de dente: antes de viajar, faça um check up odontológico

A Macedônia, por exemplo, pode ser perfeita para quem busca conhecer monastérios medievais. Experimente também explorar rotas comerciais históricas, alpes japoneses e lindos recifes pelo Caribe.

DESTINOS PARA VIAJAR EM 2018

Japão

Explore o Kumano Kodo, um conjunto de caminhos de peregrinação, considerado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, que guiará você até a península Kii, uma das maiores da ilha de Honshu. No caminho de volta para Tóquio, faça caminhadas pela trilha de Nakasendō para conhecer rotas comerciais históricas e os alpes japoneses.

DESTINOS PARA VIAJAR EM 2018

A odontologia estética permite transformar o sorriso, realizando sua harmonização com as características faciais, rejuvenescendo e ampliando sua beleza e expressão. LEIA MAIS AQUI

Clinica especializada em odontologia estética

Macedônia

Explore monastérios medievais pelo Matka Canyon e passeie de bicicleta no caminho até Tikveš, região famosa por seus vinhos. Você ficará feliz de chegar aos Balcãs antes de um dos maiores segredos da Europa se tornar popular.

Cuba

Afaste-se da agitação de Havana por um ou dois dias e visite o Arquipélago dos Canarreos. Conheça também os recifes mais vibrantes do Caribe antes de ancorar no litoral da ilha Cayo Cantiles, região que abriga os únicos macacos de Cuba.

VIAGEM -Lugares nos EUA para comer bem, com e sem ostentação

Nem sempre os melhores pratos são de restaurantes estrelados. Muitas vezes, podem estar em locais mais simples do que imaginamos. A Virtuoso, rede de agências especializadas em experiências de luxo, reuniu sugestões de restaurantes sofisticados e foodtrucks em Nova York e Califórnia que irão agradar diferentes paladares e bolsos.

1. Tacos el Bronco, Nova York
O food truck serve comida mexicana e fica estacionado em dois endereços, ambos no Brooklyn. Entre as opções, estão tacos e café da manhã típico mexicano, como ovos rancheros.

2. Mexicue, Nova York
A culinária servida pelo Mexicue têm inspiração em pratos mexicanos e no churrasco norte-americano, por meio de pratos saudáveis. Uma das pedidas mais famosas é a “avocado toast” (torrada de abacate), que pode ser acompanhada por um ovo frito.

A VO Experience é uma modalidade da Clínica Vasconcelos onde você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos..Agende sua consulta com um de nossos dentistas especialistas

3. Kogi Korean BBQ, Los Angeles
A especialidade do food truck são tacos mexicanos com influência coreana. Um exemplo é o short rib taco, que leva duas tortilhas fritas, churrasco coreano caramelizado, salsa, cilantro e molho shoyo apimentado.

 

4. The French Laundry, Yountville
O sofisticado restaurante, localizado em Napa Valley, serve autêntica culinária francesa, em formato de menu degustação. O menu é alterado conforme a sazonalidade dos produtos.

5. Eleven Madison Park, Nova York
O restaurante está localizado próximo ao Madison Square Park. É possível pedir menu degustação de oito ou dez tempos, assim como apreciar drinques acompanhados de aperitivos no ambiente do bar.

 

 

 

 

O 5 melhores museus de automóveis da Alemanha

Além de ver os carros em exposição, você vai conhecer prédios futuristas e até mesmo dirigir um Porsche! Apertem os cintos e confira!

Os carros alemães são conhecidos mundialmente pela sua qualidade e tecnologia. O país é um dos maiores produtores de carros do mundo. E uma das maneiras que as grandes montadoras fazem para fortalecer sua marca é proporcionar uma experiência única ao consumidor através de seus museus. A começar pela arquitetura arrojada e moderna.

Vamos mostrar os 5 principais museus de carro espalhados pela Alemanha. Para os amantes da velocidade, dá para encaixar no roteiro uma esticadinha de 2 horas de Berlim ou Munique.

1) A fábrica transparente da VW

Localizada em Dresden, no leste da Alemanha e a 2 horas de Berlim, essa fábrica chama a atenção por dois motivos. Primeiro pela sua arquitetura, onde as paredes são de vidro. Segundo porque fabrica apenas três modelos (Phaeton, Touareg e CC) onde junta alta tecnologia com um toque artesanal. Diz-se que cada veículo produzido ali é único. Além disso, os compradores desses carros podem optar por retirar o carro direto da fábrica!

O Tour (em inglês) custa 7 euros por pessoa. Criança menor que 7 anos não paga. Recomenda-se agendar pelo site com antecedência.

Mais informações no site (em inglês) – estão reformulando o tour, pois a produção do modelo Phaeton será encerrada no final de Março de 2016.

http://www.glaesernemanufaktur.de/en/home

LEIA TAMBÉM: O Brasil está entre os 10 locais do mundo com maior procura para a realização de tratamento odontológico.

2) Autostadt – A cidade do Automóvel

Já que começamos a falar da VW, vamos conhecer agora a Autostadt, que em livre tradução significa “A cidade do automóvel”. Ela fica a 2 horas de carro de Berlim, em Wolfsburg, no norte da Alemanha, onde está localizada a sede da empresa. Além de um museu, ela é o maior centro de entrega de veículos do mundo. Quando se compra um carro da Volkswagen na Alemanha, pode-se escolher se quer retirar na concessionária ou na própria Autostadt.

Como eles mesmo dizem, “uma visita à cidade dos automóveis é uma viagem ao mundo da mobilidade”. Tem atividade para tudo quanto é gosto! Com o ingresso para um dia, você tem acesso ao museu do automóvel. São mais de 60 marcas diferentes que marcaram época espalhadas por 5 andares. O complexo inclui pavilhões com arquiteturas diferentes que representam a marca que dão o nome (por exemplo, pavilhão Porsche). Além disso, pode-se visitar a fábrica, mas depende da disponibilidade (tente reservar um lugar assim que chegar lá). Custa 15 euros por pessoa. Crianças de 6-17 anos pagam 6 euros. Abaixo de 6 anos a entrada é gratuita. Se comprar online ganha 5% de desconto. Pode-se pegar gratuitamente um carrinho de bebe (mediante a um calção).

VO Experience. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos. AGENDE SUA CONSULTA

Um dos ícones desse complexo são as duas torres de vidro onde os carros são entregues aos clientes através de um sistema automatizado. Você pode andar no elevador e ver de perto esse sistema que impressiona. Custa 8 euros por pessoa. Crianças de 6-17 pagam 4 euros. Abaixo disso não pagam, mas tem que ter pelo menos 1 metro de altura. Para ter acesso às torres, tem que ter o ingresso para um dia.

Por último, você pode dirigir uma SUV na pista que simula todos os tipos de terrenos e obstáculos. Custa 25 euros para dirigir um Tiguan ou Yeti (Skoda) e 35 euros para pilotar uma Touareg ou Amarok. Não esqueça sua carteira de motorista!

Para maiores informações, acesse o site do museu (em inglês)

http://www.autostadt.de/en/explore-theautostadt/

3) Museu da Mercedes-Benz

Inaugurado em 2006 em Stuttgart, no sul da Alemanha, é o único museu do mundo que documenta os mais de 125 anos da história do automóvel em uma linha do tempo. Com seu formato circular, você é levado ao último andar onde desce por uma rampa em espiral até o térreo. Em aproximadamente 2 horas você consegue ver tudo. Custa 8 euros por pessoa. Crianças até 15 anos não pagam. Pode-se emprestar carrinho de bebe (deixa-se 20 euros como calção).

Atenção: o museu fecha às segundas feiras.

Para mais detalhes, acesse o site do museu (em inglês)

https://www.mercedes-benz.com/en/mercedes-benz/classic/museum/visitor-information/

 

4) Museu do Porsche

Tem algum carro alemão mais icônico que o Porsche? Nesse museu você vai fazer uma viagem ao tempo e conhecer a história dessa marca – dos carros mais antigos aos novos lançamentos! Você também pode combinar com uma visita à fábrica. Está incluída na entrada do museu, mas precisa ser agendada com antecedência por telefone ou email.

Pode-se até agendar para dirigir um Porsche por 1 hora! A partir de 69 euros, você pilota um dos modelos premiados. A entrada do museu custa 8 euros por pessoa. Crianças abaixo de 14 anos não pagam. Localização: Stuttgart

Atenção: o museu fecha às segundas-feiras.

Para agendamentos e mais detalhes, acesse o site (em inglês)

http://www.porsche.com/museum/en/

Não tem planos para ir pra Stuttgart tão cedo? Que tal fazer um tour virtual? Acesse o link abaixo!

http://www.porsche.com/all/transitional/museum/kugelpanoramen/Tour_Porsche_high_res/Museumstour_hr_en.html

5) BMW Welt – O Mundo BMW

 

Localizado em Munique, cidade sede da empresa, o “Mundo BMW” (em tradução livre) oferece uma gama de experiências. Se você gosta de arquitetura, pode começar com um tour para conhecer um pouco mais sobre a construção do prédio, o que seu design significa e até mesmo um pouco da complexa logística de entregar carros para o mundo inteiro. A entrada é gratuita, mas o tour custa 7,5 euros e dura aproximadamente 1 hora.

Já no museu da BMW, você pode ver de perto os carros, motos e motores que fizeram essa marca tão conhecida. Se preferir saber os detalhes, faça um tour guiado de aproximadamente 1 hora. Um expert contará as histórias dos modelos.

O Tour custa 13 euros por pessoa (já incluída a entrada do museu). Apenas o ticket do museu custa 10 euros por pessoa. Crianças de 6-18 anos pagam 7 euros. A entrada é gratuita para menores de 6 anos.

Atenção: o museu fecha às segundas-feiras.

Se você quiser ver os bastidores da construção de um BMW, pode-se fazer um tour pela fábrica. Visite todos os processos de produção, das prensas à linha de montagem. Diariamente são produzidos +950 carros e +3000 motores nessa fábrica. Devido à alta procura, é extremamente recomendável agendar seu tour na fábrica com 3 meses de antecedência. Custa 8 euros e dura aproximadamente 2,5 horas.

Atenção: A fábrica não está aberta à visitação durante os finais de semana.

Para mais informações, acesse o site (em inglês)

http://www.bmw-welt.com/en/visitor_information/index.html

Que tal uma volta ao mundo em grande estilo

A primeira volta ao mundo ninguém esquece. Ela começou em 10 de agosto de 1519, sob o comando do navegador português Fernão de Magalhães, patrocinado pela coroa espanhola.

Pelo caminho, tempestades, motins, mortes (incluindo a decapitação de um capitão traidor), naufrágios, doenças e fome. O próprio Fernão morreu no meio da aventura, atingido pela lança envenenada de um habitante da ilha de Mactan, atual Filipinas. Das cinco caravelas que partiram de Sevilha com 237 homens, só uma retornou, em 8 de setembro de 1522 (mais de três anos depois!). No “check-out”, 18 esquálidos e cambaleantes sobreviventes. A epopeia provou que a Terra é redonda. E que nosso espírito de aventura não conhece fronteiras.

Os roteiros duram de 20 ou 25 dias (por avião) a vários meses (de navio). A experiência vai além do luxo e da exclusividade

Corta para o século 21. Como você prefere repetir o feito de Fernão de Magalhães? Em 25 dias, a bordo de um jato exclusivo? Ou de navio, durante meses de lazer e conforto? Enriquecendo seu conhecimento sobre os maiores impérios que floresceram no planeta ou deliciando-se com a gastronomia dos mais variados recantos do globo?

PELOS ARES

A Latitudes lançou, em 2016, um roteiro customizado, em português, para 50 pessoas. “O brasileiro gosta de ter um pouco mais de tempo, de não fazer tantas atividades durante o dia. À noite, gosta de um espaço para socializar”, diz Alexandre Cymbalista, sócio-diretor da empresa. A segunda expedição parte em março de 2018 e vai cumprir um roteiro que segue o tema “Grandes impérios da humanidade”. A bordo de um jato 757-200 remodelado, oito destinos serão explorados em 26 dias: Mérida (México), Big Island (Havaí), Kyoto (Japão), Lijiang (China), Jodhpur (Índia), Shiraz (Irã), Taormina (Itália) e Marrakesh (Marrocos). Serão três noites em cada destino, respeitando o ritmo menos frenético e mais contemplativo do brasileiro.

Os 50 viajantes serão acompanhados por especialistas em história e ficarão hospedados em hotéis de luxo. O preço por passageiro é de US$ 138.800. No início de abril, faltando quase um ano para a decolagem, metade dos lugares já estava reservada.

LEIA TAMBÉM  O que fazer se o dente doer durante um voo de avião

“Um dos pontos altos da primeira viagem foi a integração entre as pessoas. A idade média dos passageiros fica entre 55 e 75 anos, mas também tivemos gente mais jovem. O público foi supervariado, com diferentes estilos de profissionais. Tivemos casais e viajantes solos também”, diz Cymbalista.

A VO Experience é uma novidade da Clínica Vasconcelos. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos. AGENDE SUA CONSULTA 

Se sua fome por comida for maior que a fome por cultura, uma boa forma de explorar o mundo é seguindo roteiros gastronômicos. O Four Seasons Jet e o estrelado restaurante Noma elaboraram, em conjunto, um roteiro com nove destinos e 20 dias de duração. Os participantes decolam de Seul, depois de um jantar na casa do chef Jong Kuk. Seguem viagem para Tóquio, Hong Kong, Chiang Mai, Mumbai, Florença, Lisboa, Copenhague e Paris, onde se despedem da jornada com um jantar exclusivo no restaurante Le Cinq. Essa “meia volta ao mundo” custa a partir de US$ 135 mil por pessoa. Para Vince Parrotta, presidente de operações da rede hoteleira, a experiência vai além do luxo e da exclusividade: “Tem a ver com as pessoas que o passageiro vai conhecer, com os novos sabores, com as experiências visuais e sonoras nas quais vai mergulhar e as incríveis lembranças que ele vai trazer para casa”.

PELOS MARES

Fazer a circum-navegação pelo mar demanda mais tempo. As empresas Regent Seven Seas e Crystal Cruises apostam em rotas marítimas diferenciadas – e longas.

A Crystal Cruises, segundo Thiago Vasconcelos, diretor da Pier 1 (responsável pela representação da Crystal no Brasil), nunca repete a mesma rota. A estratégia justifica-se pelo fato de muitos passageiros, ano após ano, procurarem viagens com o mesmo estilo.

O bancário aposentado Marco Pollo (bom nome para um viajante contumaz) é um exemplo disso. Ele já fez 58 viagens com a companhia: “Meu último destino foi a Antártida, e cada vez eu me apaixono mais: China, Japão, Polinésia Francesa e Austrália foram alguns dos que eu mais gostei”. A novidade da companhia para o próximo ano é o encontro entre os navios Crystal Serenity e Crystal Symphony. Cada embarcação parte de um local: o Serenity sai de Los Angeles e o Symphony parte da Cidade do Cabo. O encontro ocorrerá em Sydney, onde os passageiros podem fazer a troca de embarcação e, consequentemente, de rota.

O navio da Regent que faz a volta ao mundo é o Navigator, que tem 245 suítes e capacidade para 490 pessoas. O roteiro passa por 31 países, explorando grandes e pequenos portos. A rota de 2018 realizará uma round-trip de 137 dias, Los Angeles-Los Angeles. Boa parte desse tempo será gasto na Ásia.

Para que os passageiros não sintam nem sombra do desconforto que afligiu os pioneiros de 500 anos atrás, o navio oferece cassino, teatro, cinco restaurantes, serviço de lavanderia, apoio médico e wi-fi. O valor dessas regalias começa em R$ 189.679 (para a suíte mais simples) e chega a R$ 598.729 (acomodação máster, com 130 m², dois quartos e serviço de mordomo exclusivo).

Quem achar que 137 dias é muito tempo, pode optar por comprar trechos do percurso ou por desembarcar pelo meio do caminho e esperar o navio retornar, no trajeto de volta. “Não precisa se preocupar com nada, tudo está incluso. O passageiro tem só que aproveitar”, diz Estela Farina, proprietária da marca Regent Seven Seas. “Quando você começa a conversar sobre esse tipo de viagem com as pessoas, os olhos delas até brilham.” Morra de inveja, Fernão de Magalhães.

Importância de visitar um dentista antes de viajar para a Lua de Mel

 

Na hora de organizar a tão sonhada e esperada viagem de casamento, poucos casais pensam na possibilidade de passar por imprevistos de saúde, muito menos por problemas bucais. No entanto, ninguém está livre deles.

Para evitar situações desagradáveis e casos de emergência envolvendo a saúde bucal, é importante que o casal faça uma visita a uma clínica odontológica 

Caso ambos tenham a intenção de realizar tratamentos específicos, como os estéticos, é melhor se programar e consultar um dentista com pelo menos três meses de antecedência.

Nessa visita à clínica odontológica em São Paulo, o dentista analisa dentes e boca do casal, identificando eventuais anormalidades que exijam tratamento pontual, para evitar contratempos durante a viagem.

A odontologia estética permite transformar o sorriso, realizando sua harmonização com as características faciais, rejuvenescendo e ampliando sua beleza e expressão. SAIBA MAIS AQUI

 

Os problemas mais comuns que acontecem durante a viagem são quadros de sensibilidade, geralmente associada ao enfraquecimento do esmalte dos dentes ou retração da gengiva, além de quebras e rachaduras.

Há ainda quem tenha dor aguda por conta de infecções e cáries, problemas que surgem principalmente pela higienização inadequada dos dentes e gengiva, comprometendo seriamente a saúde bucal.

Dentre os tratamentos mais realizados para eliminar esses problemas estão os de periodontia, que cuida de doenças na gengiva, e os de endodontia, parte da odontologia que é voltada a realização de canais.

Caso seja necessário, o dentista também pode recomendar a colocação de próteses e restaurações. Esses tratamentos tendem a ser um pouco demorados, por isso quanto antes for à clínica odontológica, melhor.

Ainda há outro tratamento padrão feito por todos os dentistas, o de profilaxia, que consiste na limpeza e aplicação de flúor. É uma ótima pedida para manter os dentes livres de bactérias e saudáveis, impedindo complicações durante a viagem.

E não pense que cuidar da saúde bucal antes da viagem de casamento é um investimento muito caro. Há profissionais altamente qualificados que prestam serviços de qualidade por preços acessíveis.

Basta realizar pesquisas e orçamentos junto às clínicas e seguir o tratamento bucal com o profissional que lhe agrade mais e que cobre pela prestação de serviços um valor que não pese no bolso do casal.

Férias sem dor de dente: antes de viajar, faça um check up odontológico

As férias de julho estão chegando. Porém, antes de viajar é importante checar se a saúde bucal está em ordem. Afinal, seria extremamente desagradável passar os dias de diversão sofrendo com dor de dente ou problemas na gengiva.

Nessa avaliação o profissional precisa checar principalmente cáries profundas por meio de radiografias e exame clínico. O motivo é evitar inflamações no canal do dente cariado, o que causaria uma inflamação e consequentemente dor, atrapalhando a viagem do paciente.

Além da cárie, é importante que o dentista olhe cada item que compõe a boca para que um problema não passe despercebido. As gengivas também devem estar saudáveis, ou seja, sem inflamações agudas ou crônicas e sem tártaro, a mucosa bucal e a língua não podem estar com lesões e a saliva deve estar com seu fluxo normal.

Resolva o problema antes das férias
Se durante o check up algum problema for percebido, a colaboração do dentista e do paciente têm que funcionar para que o tratamento seja finalizado antes da viagem. Por isso, enquanto o profissional trata de uma cárie ou de uma gengivite, por exemplo, combatendo inflamações, fazendo restaurações ou removendo o tártaro, o paciente deve fazer sua parte em casa.

LEIA TAMBÉM Como anda a saúde da sua gengiva?

Ele deve ter uma higiene mais rigorosa para que as inflamações regridam com mais rapidez, usando também bochechos bucais. E, para que os problemas não voltem, os cuidados não podem parar durante a viagem, por isso, escova, pasta e fio dental são itens fundamentais na mala de qualquer viajante.

LEIA MAIS SOBRE CUIDADOS COM A GENGIVA

Prevenindo problemas
Porém, mais importante que remediar a tempo um problema, é preveni-lo. Segundo o especialista, para evitar transtornos de última hora e correria na hora de fazer um tratamento, o melhor é frequentar o dentista regularmente. Dessa forma, o paciente fica livre de dores no dente ou inflamações na gengiva em qualquer época do ano.

As pessoas devem ter uma boa higiene em todas as épocas do ano e devem visitar sempre o dentista para exames clínicos e radiográficos. Essas visitas são importantes para que se faça a prevenção dos problemas bucais. Além disso, com intervenções precoces, as cáries não conseguem evoluir para inflamações de canal, por exemplo.

Falando nisso, é bom redobrar os cuidados com a higiene bucal nas festas de fim de ano, uma vez que essa época é conhecida pela fartura de comida. Carnes, doces, chocolates, farofa, vinho. Vale se esbaldar, mas sem esquecer de reforçar o uso do fio dental e intensificar a escovação depois das refeições. Assim dá para garantir as comemorações e as férias sem problemas na boca.

Pacientes de outros países e até mesmo de outros estados tem em São Paulo como referência em tratamentos odontológicos

O Turismo Odontológico é um serviço que oferece tratamento dentário para quem está fora do país ou até mesmo para quem mora em regiões distantes de São Paulo. O Brasil é reconhecido por sua qualidade em serviços odontológicos: em primeiro plano está a saúde bucal e, logo em seguida, a atenção à estética.

Já os tratamentos odontológicos em São Paulo são caracterizados por um refinamento estético considerado como referência no mundo inteiro. E além disso, o valor de tratamentos dentários no exterior pode ser de três a quatro vezes mais caro que no Brasil, por  isso o serviço de Turismo Odontológico está se tornando cada vez mais procurado. As pessoas começam a notar que em nosso país existe um serviço odontológico de qualidade atrelado a preços mais acessíveis. O Brasil e principalmente a cidade de São Paulo estão cada vez mais reconhecidos mundialmente nas áreas médicas e odontológicas, contando com profissionais qualificados e alta tecnologia no atendimento. Assim, muitos pacientes de Brasilia, Salvador, Recife, Belém do Pará, Manaus e deoutros estados sabem que vale a pena combinar um investimento em saúde e estética com uma viagem turística atraente.

LEIA TAMBÉM Como as facetas de porcelana podem transformar a aparência estética de seu sorriso

O MUNDO REVERENCIA A QUALIDADE DOS TRATAMENTOS ODONTOLÓGICOS

Por razões profissionais ou a lazer, estrangeiros das mais diversas nacionalidades escolhem nosso país para realizar tratamentos dentários. Para termos uma ideia, na Europa, os valores dos procedimentos odontológicos são bem mais altos e muitas vezes não contemplam o acabamento estético, motivo que faz com que muitos europeus procurem o serviço de Turismo Odontológico aqui no Brasil. Isto também acontece com pacientes vindos de países como Angola, Moçambique e até mesmo China e Hong Kong. Sabemos também que os brasileiros de outros estados não abrem mão de realizar seus tratamentos odontológicos na cidade de São Paulo.

Os implantes dentários, protocolos de carga imediata, reabilitações estéticas em resina ou porcelanas (as famosas Facetas ou “Lentes de Contato” Odontológicas) são os itens mais procurados pelas pessoas que decidem realizar o Turismo Odontológico no Brasil, porém outras intervenções mais simples também são buscadas, desde clareamento dental, substituição de restaurações antigas, aplicação de toxina botulínica e preenchimentos faciais.

A VO Experience é uma novidade da Clínica Vasconcelos. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos.SAIBA MAIS AQUI

Fazer uma viagem pode ser uma das escolhas mais agradáveis para relaxar e curtir, porém, antes da diversão, é preciso escolher com atenção a clínica que efetuará o procedimento dentário, tendo certeza de sua seriedade e profissionalismo. Dessa forma, um centro odontológico que preze por valores como transparência, ética, eficiência e comprometimento é fundamental. É importante procurar por uma equipe que tenha atendimento multidisciplinar, com especialistas em implantes, endodontia, dentística/estética, próteses, periodontia e dor orofacial (DTM), dentre outras áreas da odontologia. Em seguida, é importante analisar se a unidade odontológica possui reputação e tecnologia no serviço buscado.

Qualidade e experiência são muito importantes no Turismo Odontológico porque, como dissemos, todo aquele que escolhe pelo serviço deve ter a segurança de retornar ao seu país sem se preocupar com complicações decorrentes de um tratamento. Por isso, a intervenção deve ser devidamente planejada com a equipe clínica, de acordo com a disponibilidade de tempo do paciente e respeitando seus desejos e expectativas.

Conheça o primeiro trem de luxo da América do Sul- Belmond Aldean Explorer

Não é de hoje que a Belmond, empresa especializada em experiências de luxo, investe no Peru. No total, já são seis hotéis no país: Belmond Miraflores Park (Lima), Palacio Nazarenas (Cusco), Hotel Monasterio (Cusco) , Sanctuary Lodge (Machu Pichu) e Rio Sagrado (Sacred Valey) e o recém-inaugurado Las Casitas (Arequita). Além disso, no portfólio estão também os trens Belmond Hiram Bingham e o novo Aldean Explorer.

Com design inspirado em elementos da cultura peruana, o Belmond Aldean Explorer percorre uma das rotas ferroviárias de maior altitude do mundo. Os cenários contemplados pelos viajantes vão de montanhas cobertas de neve e lagos a rebanhos de alpacas, lhamas e vicunhas.

Intimista, veículo tem capacidade para apenas 48 passageiros

A VO Experience é uma novidade da Clínica Vasconcelos. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada.SAIBA MAIS AQUI

São quatro tipos de cabines, todas decoradas com tecidos peruanos feitos à mão e lã de alpaca. A capacidade total do veículo é de 48 pessoas. Para acomodar os hóspedes, os vagões possuem diferentes tipos de ambientes: lounge com piano e drinques, spa, um vagão de observação e um deque aberto onde são realizados shows de música latina e servidos piscos. Este último é ideal para contemplar as paisagens.

No que diz respeito à experiência gastronômica, a viagem é comandada pelo chef-executivo Diego Muñoz, que serve pratos típicos da região, como o milho com queijo e tortellini de alpaca. Há, ainda, a possibilidade de participar de uma aula de ceviche.


Os passageiros podem optar por quatro rotas diferentes de, no máximo, duas noites: Montanhas Peruanas (Cusco, Lago Titicaca e Arequipa), Planícies Andinas e Ilhas de Descoberta (Arequipa, Lago Titicaca e Cusco), Espírito da Água (de Cusco a Puno) e Espírito dos Andes (de Puno a Cusco).

Já a nova propriedade, o Belmond Las Casitas, está localizado na região de Arequipa, sul do país, e conta com apenas 20 quartos, todos com terraço individual, piscina e vista para o cânion Colca. No complexo, também está o Spa Samay, que oferece tratamentos com ingredientes naturais do jardim do hotel.

The Ned um híbrido de hotel e clube privado recém-inaugurado em Londres

Pouco antes da inauguração, os hotéis costumam ter a mesma trilha sonora: sons de furadeiras acompanhados por um constante zumbido de uma urgência no trabalho. No The Ned foi diferente. A menos de um mês de sua inauguração, a banda já se apresentava no salão principal, enquanto, ao seu redor, garçons eram treinados e bares abastecidos. Apenas ouvidos mais atentos perceberiam, além do jazz funk, alguns ruídos típicos de construção.

 

Com 252 quartos, o The Ned, híbrido de hotel e clube privado no coração financeiro de Londres, era o lançamento mais esperado do ano. Localizada na frente do Bank of England, a construção já foi sede do Midland Bank. Depois, o térreo foi cenário do que parecia uma invasão de caixas e bancários, cercados por 92 pilares, todos cobertos por brilhantes intrincados, sobre ladrilhos de mármore verde. Levou quatro anos e cerca de £ 200 milhões para a renovação.

 

O nome “The Ned” é uma homenagem ao arquiteto do edifício, Edward Lutyens, que o projetou em 1929. Ele é também o responsável por planejar e construir Nova Deli, a capital da Índia, particularmente o Viceroy’s House (casa oficial do presidente do país). A nostalgia reina nos quartos, onde existem lustres desenhados para dar a ideia de um conjunto de folhas de palmeiras, camas de ferro e tapetes orientais. As £ 3.500 que se paga por uma noite na suíte Chairman parecem uma pechincha. O quarto pode ser traduzido como um conjunto de salas com acesso direto pelo elevador. Quando o Ned foi construído, esse era o único elevador no prédio (apesar de seus 11 andares) e era reservado só para o presidente do conselho de administração (daí o nome da suíte).

Hotel e club privado The Ned

O lugar mais agradável para se estar trancado: o cofre do The Ned Hotel

As colunas permaneceram, mas entre elas está, agora, muito glamour e, acima de tudo, inteligência. No início do mês, mais especificamente no dia 2, o andar térreo passou a abrigar – em um espaço contínuo – sete diferentes restaurantes, com os antigos balcões dos bancos adaptados para servirem como divisórias dos ambientes. A abundância de opções gastronômicas inclui uma filial do Cecconi’s, inspirado em Nova York; um restaurante de poke (prato havaiano à base de peixe); uma brasserie 24 horas; e o SolCal, inspirado no Malibu Kitchen, onde as entradas passam por ceviches e presunto curado com pólen de abelha. Os pratos principais incluem bowls de arroz com couve e vegetais. A faixa de preço está entre £ 8 e £ 15.

Hotel e club privado The Ned 2017

A filial do Cecconi’s faz parte dos sete restaurantes que o hotel oferece

E as porções serão generosas. “Nick Jones, dono do hotel Soho House, odeia porções pequenas” é frase corrente por lá. O Ned é uma aliança entre ele, o Sydell Group e Ron Burkle, empresário que apresentou os dois e investiu nas duas empresas. Jones talvez tenha uma comprovada habilidade de oferecer agitação, mas o maior Soho House, localizado em Berlim, tem apenas 100 quartos. Em contrapartida, o Sydell Group comanda o Nomad, em Nova York, e as marcas Line, assim como os Freehands em Miami, Chicago e Los Angeles.

A VO Experience é uma novidade da Clínica Vasconcelos. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos.SAIBA MAIS AQUI 

Em 1992, o HSBC assumiu o Midland Bank e transferiu seus funcionários para o Canary Wharf (complexo de edifícios comerciais). Mas, como os bancos saíram da cidade, outro negócio, voltado para tecnologia, acabou tomando conta do lugar. A Amazon está abrindo novas sedes nas proximidades da Liverpool Street. A Deliveroo, a rival do Reino Unido do UberEats, tem seu quartel general na Cannon Street.

Hotel e club privado The Ned

A nostalgia da era eduardiana invade os quartos

As ruas ao redor do Ned abrigam restaurantes e um spa com serviços de salão de beleza. Integrantes do clube de fidelidade do Soho House, de Jones, têm direito a taxas especiais na reserva, mas o Ned tem seu próprio clube independente. Junte-se a ele e outras oportunidades aparecerão. No térreo, por exemplo, está o Lutyens’ Grill, enquanto do sétimo andar, em um terraço no telhado, é possível ver de perto os arranha-céus Gherkin e Walkie Talkie de um lado e a catedral St. Paul, do século 17, de outro, além de todos os fornos a lenha para pizza e as piscinas, deixando claro que o Ned foi planejado para ser divertido e descolado, unindo a velha e a nova cidade.

O mais divertido é o cofre subterrâneo que já abrigou milhões de libras em ouro e objetos de valor. Hoje, é só atravessar a porta de 20 toneladas para ficar cercado de bebidas, com as seguras caixas de depósitos ainda fazendo parte das paredes. Outro cofre se tornou uma sala de ginástica com uma piscina para a prática de natação, além de salas de relaxamento e um spa.

Um dos quartos de categoria intermediária

O nome “The Ned” é uma homenagem ao arquiteto do edifício, Edward Lutyens, que o projetou em 1929. Ele é também o responsável por planejar e construir Nova Deli, a capital da Índia, particularmente o Viceroy’s House (casa oficial do presidente do país). A nostalgia reina nos quartos, onde existem lustres desenhados para dar a ideia de um conjunto de folhas de palmeiras, camas de ferro e tapetes orientais. As £ 3.500 que se paga por uma noite na suíte Chairman parecem uma pechincha. O quarto pode ser traduzido como um conjunto de salas com acesso direto pelo elevador. Quando o Ned foi construído, esse era o único elevador no prédio (apesar de seus 11 andares) e era reservado só para o presidente do conselho de administração (daí o nome da suíte).