Gravidez: como cuidar da saúde bucal de gestantes e bebês

como cuidar da saúde bucal de gestantes e bebês

O melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao dentista e resolver todos os problemas bucais, antes de ficar grávida. Isso porque uma vez grávida, será necessário intensificar de vez os cuidados para que a futura mamãe não coloque em risco sua saúde e a do bebê.

Gravidez: como cuidar da saúde bucal de gestantes e bebês

Problemas e riscos durante a gravidez com a saúde bucal

Durante a gestação, o organismo da mulher sofre várias alterações, com os hormônios atuando de maneira fora do normal e alterando também algumas funções da boca.

Um exemplo disso é a diminuição da produção de saliva. A saliva ajuda a eliminar bactérias e evita que alimentos grudem mais facilmente à placa que fica em volta dos dentes.

Outro problema são os enjoos matinais que afetam muitas gestantes. O refluxo causado pelos enjoos pode levar ácido gástrico até a boca. Esse ácido é forte e pode causar a erosão do esmalte dentário, o que torna os dentes mais sensíveis e vulneráveis à cáries.

como cuidar da saúde bucal de gestantes e bebês

Durante a gravidez, as mulheres também costumam comer mais e em diferentes momentos do dia, aumentando as possibilidades de sofrer cáries. Por isso é importante que a grávida faça uma higienização ainda mais cuidadosa, limpando os dentes sempre que possível após cada refeição.

Mas entre todos os possíveis problemas bucais, o principal problema para as gestantes são as doenças periodontais ou de gengiva. Os níveis elevados de estrógeno e progesterona durante a gravidez deixa a gengiva mais sensível à placa. As inflamações na gengiva são muito perigosas principalmente para o feto. Pesquisas indicaram que mulheres com doenças periodontais tem mais chances de provocar um parto prematuro ou um bebê com um peso baixo no momento do nascimento.

como cuidar da saúde bucal de gestantes e bebês

Cuidados especiais com a saúde bucal da gestante

O recomendado pelos dentistas é que a gestante resolva todos os possíveis problemas bucais antes do terceiro trimestre da gestação e, principalmente antes do nascimento do bebê.

No entanto, não existe nenhum tratamento odontológico destinado especificamente para gestantes, mas sim alguns cuidados especiais. Radiografias, anestésicos dentais, medicamentos contra a dor e antibióticos (especialmente a tetraciclina) não são receitados durante o primeiro trimestre a não ser que sejam absolutamente necessários.