Facetas laminadas deixa seu sorriso mais bonito

Facetas laminadas deixa seu sorriso mais bonito

Ter um sorriso digno de atriz de novela é o sonho de muitas pessoas. Para alcançar dentes brancos e alinhados, vários procedimentos podem ser realizados, dentre eles, o clareamento é um dos mais famosos. Porém, nem todos podem realizar o clareamento dental. Esse tipo de procedimento não é recomendado se você tem restaurações da própria cor dos dentes, coroas ou facetas, pois o clareador não alterará a cor desses materiais, que ficarão aparentes no seu novo sorriso clareado. Nestes casos, o indicado é buscar outras opções.

As facetas têm sido febre entre os que buscam um sorriso cada vez mais perfeito. Facetas laminadas são camadas finas de porcelana ou de plástico coladas na face frontal dos dentes. Para dentes com problemas de coloração, lascados ou disformes, proporcionam um sorriso durável e agradável. Facetas laminadas são difíceis de serem manchadas, tornando-se cada vez mais populares.

Facetas laminadas deixa seu sorriso mais bonito em São Paulo

Facetas laminadas deixa seu sorriso mais bonito

Existem dois tipos de facetas laminadas:

•As facetas laminadas de porcelana (indireta), devem ser primeiramente produzidas em um laboratório, para depois serem ajustadas aos dentes, sendo necessárias no mínimo duas visitas ao dentista. Facetas laminadas têm duração de dez a quinze anos ou mais.

•As facetas laminadas compostas (diretas), são feitas em resina diretamente nos dentes, o que pode ser feito em apenas uma visita. Facetas laminadas de resina duram entre cinco a sete anos.

Facetas laminadas deixa seu sorriso mais bonito

Resinas: utiliza-se resinas compostas para a restauração de dentes lascados ou quebrados, para o preenchimento de espaços e remodelar ou colorir o sorriso. Após aplicar uma solução levemente corrosiva que desgasta ligeiramente a superfície dos dentes, o dentista aplica a resina e a esculpe, dando-lhe cor e forma para produzir o resultado satisfatório.

•Muitas pessoas escolhem restaurações de resinas ao invés de amálgama, porque a resina tem uma aparência mais natural, podendo ser alterada para igualar-se à cor do dente.

•Em comparação às restaurações em amálgama a desvantagem das restaurações em resina é o custo mais elevado.

Seu dentista pode lhe dizer se você é um bom candidato para facetas laminadas ou uso de resinas. Agende sua consulta aqui

Gengivas vermelhas e inchadas: os problemas podem estar relacionados à gengivite

Sintomas de gengivite

Estar atento à saúde bucal e visitar periodicamente o dentista vai muito além de garantir o benefício de ter um sorriso mais bonito. É a melhor maneira de prevenir complicações, entre elas a gengivite ou doença periodontal, que atinge severamente os tecidos de suporte e sustentação dos dentes.

Segundo o Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, a doença periodontal é uma das complicações orais mais prevalentes no mundo, e estima-se que em torno de 25% da população adulta seja afetada. Ficou curioso para saber quais são as causas? Acompanhe as informações que separamos!

Causas

Tudo começa com o acúmulo de placa bacteriana nos dentes. Quanto mais tempo a placa permanecer na boca, mais prejudicial é para a saúde dos dentes. As bactérias geram inflamação nas gengivas, deixando-as vermelhas, inchadas, podendo sangrar facilmente. Essa complicação é chamada de gengivite. 

A gengivite não gera perda de osso e tecido e pode ser revertida com escovação adequada, uso de fio dental diário e limpeza feita por um dentista. No entanto, quando a gengivite não é tratada, ela pode evoluir para a periodontite, caracterizada pela retração da gengiva, deixando a raiz dos dentes mais aparente. Sem o tratamento adequado, os ossos, as gengivas e o tecido que suporta os dentes ficam comprometidos.

gengivite ou doença periodontal,

Sintomas

Qualquer um dos sintomas abaixo pode sinalizar uma complicação séria, por isso é essencial conversar com o seu dentista para identificar se o problema está relacionado à gengivite ou outro fator:

  • mau hálito frequente;
  • gengivas vermelhas e inchadas;
  • sangramento das gengivas;
  • mastigação dolorosa;
  • dentes soltos;
  • dentes sensíveis;
  • retração gengival.

Tratamento de gengivite em Santos

Tratamento

O objetivo principal do tratamento é controlar a infecção e tratar as causas subjacentes, e pode variar de acordo com a extensão da doença periodontal.

Limpeza profunda

Neste procedimento a placa bacteriana é removida por meio de um método chamado de aplainamento de raiz e dimensionamento de profundidade, o qual permite eliminar focos difíceis de tártaro na raiz dos dentes.

Medicamentos

Eles podem ser recomendados para reduzir a inflamação das gengivas e do tecido circundante.

Tratamento de gengivite

Enxertos de ossos e tecidos

Estas cirurgias podem ser necessárias caso a inflamação e as bolsas profundas permanecerem mesmo após o tratamento com limpeza e medicamentos. No caso do enxerto de osso, o osso natural ou sintético é colocado na área da perda óssea para ajudar a promover o crescimento ósseo. Nas áreas em que o tecido gengival se perdeu, pode ser necessário um enxerto de tecido mole.

Os resultados de cada um dos tratamentos para doença periodontal podem variar, pois dependem de muitos fatores, entre eles o estágio em que a doença se encontra e o quão bem o paciente continuou o tratamento bucal em casa. Somente o periodontista é capaz de avaliar qual dos tratamentos pode apresentar um resultado mais eficaz, de acordo com cada caso.

Atitudes preventivas, como a correta higienização bucal, são fatores primordiais para minimizar os riscos de desenvolver a doença periodontal.

Protetor bucal ao praticar atividade física é importante?

Protetor bucal para praticar esporte

Antes de praticar qualquer esporte ou atividade física, é preciso pensar na segurança. E não estamos falando somente de joelheiras ou capacetes, mas da importância do protetor bucal.

Atletas profissionais, amadores, adultos e até crianças devem utilizar o protetor bucal. Mas por que é importante usar? Como ele funciona? Quais os tipos?

Protetor bucal para praticar esporte

Por que devo usar o protetor bucal para me exercitar?

Todo mundo sabe dos benefícios do esporte e das atividades físicas para a saúde. Porém, pouca gente se preocupa com os riscos para a saúde bucal associados a essas práticas.

Dependendo da modalidade, há riscos de acidentes como pancadas e fraturas no rosto, o que pode afetar os dentes, língua e maxilar. Dentes quebrados, por exemplo, precisam passar por restauração e, muitas vezes, por tratamento de canal.

Outro problema que esses impactos podem ocasionar é a reabsorção da raiz do dente, situação que demora para ser descoberta. Um trauma na boca pode fazer com que essa raiz se retraia, chegando a um ponto de não conseguir mais sustentar o dente.

Também pode ocorrer escurecimento do dente mesmo muito tempo depois da ocorrência de algum impacto.

Por isso, a necessidade de usar o protetor bucal, um dispositivo intraoral removível, que se encaixa nos dentes e oferece proteção contra impactos.

protetor bucal para ciclista

 

Para qualquer esporte

É comum pensar que a precaução só vale para esportes como boxe, MMA e outros de combate. Negativo! É importante usar o protetor bucal para qualquer esporte ou atividade, como ciclismo, ginástica, musculação, corrida, futebol, basquete, skate, entre outros.

Ao se exercitar, a nossa tendência é de forçar a mandíbula e travar os dentes, o que pode causar desgastes em sua superfície, nas restaurações e, até mesmo, nos implantes e próteses.

Isso pode levar ao bruxismo e à DTM (disfunção temporomandibular), situação que pode trazer vários problemas, como as fortes dores de cabeça. Com o uso do protetor, você evita todas essas complicações.

Protetor bucal para crianças

 

Crianças

Para as crianças, o protetor pode ser usado na prática de esportes e até nas brincadeiras em grupo. Vai evitar dentes quebrados que, mesmo de leite, podem prejudicar o desenvolvimento dos permanentes.

Como o protetor bucal funciona?

O protetor é desenvolvido para absorver o impacto de choques com objetos, pancadas e quedas, que podem acontecer facilmente nos esportes e atividades físicas.

Seu uso proporciona proteção da mandíbula e estruturas da boca, como dentes, lábios, língua, bochechas e ossos. Previne ainda fraturas no queixo, quedas e desgastes nos dentes, problemas na ATM (articulação temporomandibular) e até lesões cerebrais.

O mais interessante é que além de proporcionar a segurança para atletas, o protetor bucal garante ainda uma respiração adequada e estabilidade nos movimentos, visto que deixa mandíbula corretamente posicionada. Tudo isso traz aumento no rendimento!

Tipo de protetores bucais

  • Protetores de estoque ou universais: são feitos em tamanho padrão, por isso são mais desconfortáveis, porque não se encaixam perfeitamente na boca. Encontrados em lojas de material esportivo;
  • protetores pré-fabricados: são encontrados nos tamanhos pequeno, médio e grande. Sua durabilidade é baixa, não é muito confortável. Nessa linha, existem os termoplásticos, confeccionados em silicone. Sua aplicação é feita após o objeto ser fervido em água. Também são vendidos em lojas de material esportivo;
  • protetores customizados: feitos pelo dentista sob medida para cada pessoa, de acordo com sua arcada dentária. Apresenta um encaixe perfeito e espessura adequada, o que traz conforto e não prejudica a respiração e fala. É o mais indicado.

É importante destacar que o dentista especialista em disfunção temporomandibular é o profissional da Odontologia que possui o conhecimento e técnicas específicas para instalar e trabalhar com o protetor bucal.

Agora você já sabe da importância do protetor bucal para a sua segurança na prática de esportes e exercícios físicos. Traumas na boca podem causar, além de problemas estéticos, graves problemas em seus dentes e disfunções na ATM. Fique atento e exercite-se sem comprometer o seu sorriso!

Implante de dente: uma ótima solução estética e funcional

implante dentário em santos

Além da questão estética, a ausência de dentes compromete funções vitais do ser humano, como a mastigação e a fala. Nesse sentido, o implante de dente surge como uma tecnologia revolucionária para a manutenção de um sorriso bonito, saudável e funcional.

Para saber mais sobre as principais características e benefícios do implante dentário, continue a leitura!

Afinal, o que é um implante de dente?

Os implantes de dentes são pinos de titânio semelhantes a um parafuso, presos no osso maxilar ou mandibular, que sofrem o processo de osseointegração. Isto é, se unem ao osso do paciente, oferecendo assim um suporte estável. O implante ficará no lugar da raiz do dente que foi extraído ou quebrado e é nele que será instalado o dente artificial.

Os implantes representam uma verdadeira revolução na odontologia. Eles podem suportar a colocação de dentes artificiais da mesma forma que as raízes naturais, além de representarem uma ótima alternativa para as dentaduras. Estamos falando aqui do protocolo dentário, que é uma prótese fixa de todos os dentes instalada sobre implantes dentários. Saiba mais clicando aqui.

5 motivos para investir em um implante de dente

Devido aos inúmeros benefícios que oferece ao usuário, o implante dentário não é um gasto, mas sim um investimento. Abaixo, você vai explorar 5 motivos para investir no implante de dente:

1) Estética dental: atualmente, o implante de dente representa uma das melhores opções em estética dental, pois oferece maior naturalidade.

2) Funcionalidade: o implante dentário oferece ao usuário maior funcionalidade em atividades básicas do dia a dia, como a mastigação, a fala e, até mesmo, movimentos de abertura e fechamento da boca.

3) Higiene: a Implantodontia permite que a higienização feita pelos usuários torne-se mais fácil e eficaz.

4) Segurança: com o grande avanço tecnológico na área de Implantodontia, os tratamentos passaram a ser mais seguros e confortáveis para os pacientes. Atualmente, cirurgias sem incisões e sem pontos de sutura podem ser realizadas, desde que possuam um planejamento prévio e que sejam guiadas com o auxílio de diferentes tecnologias.

5) Rapidez: as novas técnicas e materiais do ramo da Implantodontia proporcionam ainda mais rapidez no processo. A técnica denominada Carga Imediata, por exemplo, permite a colocação da prótese dentária logo após a instalação do implante dentário.

A importância de uma clínica especializada para colocação do implante de dente

Por ser um procedimento que exige habilidades técnicas, é essencial que uma clínica especializada seja a responsável pela colocação do implante dentário. Uma cirurgia de implante de dente envolve diferentes etapas e cada uma delas é relevante para a garantia de um resultado final excelente.

Recuperar o sorriso perdido: prótese sobre implante é a melhor opção

Recuperar o sorriso perdido

Atualmente, recuperar o sorriso perdido é mais simples do que muitas pessoas imaginam. A prótese  sobre implante é a melhor opção para quem perdeu todos os seus dentes e deseja ter uma prótese fixa na arcada dentária, garantindo um belo sorriso todos os dias – e, claro, uma autoestima muito mais elevada.

Se você tem dúvidas sobre como funciona o procedimento e quer entender melhor os benefícios que ele pode oferecer à sua saúde bucal, confira as dicas que reunimos.

 

Entenda o que é prótese protocolo e como o procedimento pode recuperar o sorriso perdido

A prótese protocolo sobre implante é uma das inúmeras soluções em implantes dentários que existem atualmente. Porém, a prótese protocolo ganha destaque por proporcionar aos pacientes uma mastigatória perfeita, tornando-se tão natural quanto uma arcada dentária original.

Para que assuma tal naturalidade em seus usuários, a prótese protocolo é parafusada e fixa, de modo camuflado, sobre um determinado número de implantes (mínimo de quatro na arcada inferior e seis na arcada superior).  A prótese protocolo sobre implante conta com uma estrutura interna em titânio ou zircônio e é coberta por dentes de cerâmica.

Além disso, a prótese ainda pode possuir detalhes em cerâmica rosa claro ou escuro, que simulam a gengiva ao redor dos dentes. Tudo para se assemelhar ao máximo com uma arcada dentária natural.

Recuperar o sorriso perdido

Principais benefícios da prótese protocolo

Quem utiliza próteses removíveis, como a famosa “dentadura”, compreende o quão complicada pode ser a realização de pequenas ações, como falar ou sorrir. As complicações e restrições são inúmeras, ultrapassando as físicas (como a mastigação) e atingindo o convívio social.

Por ser uma prótese totalmente fixa, a protocolo possibilita uma perfeita função mastigatória, ocupando apenas o espaço onde originalmente ficava a arcada dentária que foi perdida. Assim, ela permite que os pacientes se sintam como quando possuíam seus dentes naturais.

Outro benefício interessante que a prótese protocolo pode oferecer é sua fácil retirada, em caso de necessidade. Por isso, sem dúvidas, a prótese protocolo por implante é uma das melhores opções para o paciente em questões funcionais, bem como pela qualidade de materiais utilizados.

Prótese protocolo passo a passo: entenda o processo

Conforme falamos anteriormente, a prótese protocolo sobre implante é parafusada em implantes previamente instalados, naqueles pacientes que perderam toda sua arcada dentária. Alguns destes podem apresentar reabsorção óssea – algo comum entre pessoas que perderam os dentes – e, se for o caso, se faz necessária a utilização de diferentes métodos, como o enxerto ósseo ou implantes zigomáticos, antes da implantação.

Então, após o processo de colocação dos implantes na boca do paciente, a instalação da prótese é iniciada. Assim como, se for necessária, a aplicação da gengiva artificial.

Recuperar o sorriso perdido

Três fases para implantação da prótese protocolo

Para colocação da prótese protocolo por implante costumam ser necessárias três etapas: a cirúrgica, a reabertura e confecção da prótese.

Na fase cirúrgica, ocorre a colocação dos implantes. A anestesia costuma ser local e o uso de outras medicações prévias fica a critério do profissional dentista responsável pelo procedimento. O pós-operatório, praticamente em todos os casos, é excelente e não resulta em complicações.

A fase de reabertura costuma ocorrer de três a cinco meses após a fase cirúrgica. Isso porque é necessária uma boa cicatrização óssea ao redor dos implantes. Após a cicatrização, elementos protéticos são confeccionados. As próteses costumam levar de quatro a seis sessões para a execução e, geralmente, não envolvem complicações.

Peças de design colecionáveis da 6ª edição MADE

A 6ª edição da MADE (Mercado.Arte.Design), a primeira e maior feira de design colecionável da América Latina trouxe muitas novidades. A edição deste ano reuniu mais de 100 expositores, nacionais e internacionais, até o dia 1o de julho no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Os sócios Waldick Jatobá, Elcio Gozzo e Bruno Simões são os idealizadores do evento.

Todos os anos, a iniciativa tem como base um tema relacionado ao universo criativo do design. Em 2018, o mote é Machine Art after Philip Johnson, inspirado na exposição de 1934 do Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA, que, na época, trouxe pela primeira vez o design industrial para dentro de um museu, elevando os utensílios ao status de escultura.

Simultaneamente à feira, a programação também contou com talks, exposições, espaço gastronômico (com curadoria de pequenos produtores) e premiação.

Designers como os brasileiros Carol Gay e Zanini de Zanine exporam suas peças ao longo dos cinco dias do evento.

Carrinho Nelson Pequi, de Zanini de Zanine

Feito em madeira pequi, ipê e peroba de demolição, a peça faz parte da série Brinquedos Brasileiros do designer Zanini de Zanine para a Herança Cultural. A série resgata, por meio das memórias de infância do designer, o universo lúdico dos brinquedos artesanais em madeira. Com referências na cultura brasileira, uma seleção de jogos e objetos são apresentados e produzidos graças à carpintaria, utilizando madeira de reaproveitamento.

Mesa de Jantar Registro, de Leo Capote

Na mesa de Jantar Registro, o designer Leo Capote aposta na junção de aço, vidro e madeira, transitando entre momentos em que a utilização dos materiais rústicos apresentam uma elegância em formatos geométricos e novos dentro do nosso universo.

Coleção Tangível, de Fabiana Queiroga

Natural de Goiânia, Fabiana Queiroga é formada em Artes Visuais, com habilitação em design gráfico e pós-graduada em Arte Contemporânea pela Faculdade de Artes Visuais (FAV-UFG). Professora e pesquisadora, Fabiana atua ainda como artista plástica, designer de comunicação e moda, emprestando aos vários espaços que ocupa à multiplicidade de conhecimentos que acumula.

S.O.M., de Carol Gay

Elaborada em mármore, vidro e LED. A ideia de criar um amplificador de som surgiu por meio de experimentações e percepção do som no encontro do vidro. Uma peça de aço foi usada para criar a deformação na superfície do vidro que serve de apoio para o emissor de som. Através dessa deformação também é difundida a luz pela peça. A base em mármore é uma composição de formas geométricas usada em contraste com a forma orgânica do vidro.

Porva, de Inês Schertel

A peça Porva, desenvolvida manualmente pela designer Inês Schertel, leva várias camadas de lã crua feltradas manualmente pelo processo de slow design. Com tiragem limitada, foi desenvolvida especialmente para o evento.

Quais os sintomas do bruxismo?

Tratamento bruxismo em São paulo

O bruxismo é um distúrbio funcional relacionado ao movimento de ranger os dentes, seja durante o dia ou durante o sono.

Comum em crianças e adultos, o problema de ranger os dentes pode até melhorar com o crescimento e avançar da idade mas isso nem sempre ocorre e muita gente acaba sofrendo com as dores e o desconforto provocados pelo bruxismo durante toda a vida.

Quer aprender mais sobre o que é o bruxismo e como tratá-lo? Confira!

Quais os sintomas do bruxismo?

  • Ranger dos dentes com a emissão de sons;
  • dor e fratura nos dentes;
  • desgaste do esmalte dentário;
  • dor na face, no pescoço e na musculatura da mastigação;
  • dor de cabeça;
  • alterações no sono.

Bruxismo tratamento em santos

O que causa essa condição?

Tanto fatores genéticos quanto ambientais influenciam o surgimento do bruxismo, com alguns fatores de risco já sendo reconhecidos:

  • personalidade ansiosa ou depressiva;
  • distúrbios de movimento, como a doença de Parkinson;
  • ambientes de trabalho competitivos e estressantes;
  • uso frequente de substâncias estimulantes, como café, energéticos e drogas;
  • consumo de medicações que afetam a transmissão dopaminérgica, como alguns antidepressivos.

O bruxismo traz alguma complicação para a saúde?

Além da dor e desgaste dos dentes, o bruxismo pode evoluir com:

  • destruição do osso que circunda o dente;
  • irritação do tecido gengival;
  • disfunção têmporo-mandibular (DTM);
  • aumento da sensibilidade dentária.

Bruxismo é igual a apertamento dos dentes?

Não exatamente. No apertamento dos dentes há um aumento da tensão na mordida, pressionando-se a arcada superior com força sobre a inferior, mas não há a movimentação ou o desgaste intenso da superfície dentária típicos do bruxismo.

Bruxismo é igual a apertamento dos dentes?

Eu acho que posso ter bruxismo. E agora?

Se você tem sintomas compatíveis com os de bruxismo, a melhor coisa a fazer é agendar uma consulta com um dentista especializado em DTM para que ele possa avaliar seus dentes e diagnosticar essa doença.

No exame, o dentista observará principalmente a existência de estalos na ATM, a frouxidão dos ligamentos que sustentam os dentes, uma hipertrofia da musculatura da face, desgastes de esmalte e fraturas na coroa dentária.

Se necessário, o profissional pode ainda pedir algum exame de imagem que permita a visualização de perda óssea ou mesmo uma polissonografia, um exame feito em laboratório durante a noite que avalia o sono do indivíduo.

Como tratar o bruxismo?

Esse problema é causado por diversos fatores, seu tratamento também deve abordar diversos aspectos da doença. Na maioria das vezes, o dentista recomendará o uso de um dispositivo sobre os dentes superiores durante a noite para evitar que os dentes sofram mais danos.

Para resolver o problema completamente, no entanto, é preciso buscar métodos que vão reduzir o estresse do dia a dia e relaxar a musculatura, como meditação, musicoterapia, massagens, banhos e outras atividades prazerosas.

Além disso, o acompanhamento psicológico, o controle de distúrbios de base como ansiedade e depressão e a redução do consumo de substâncias associadas à piora do bruxismo são essenciais para o tratamento a longo prazo.

Como aumentar o desempenho e manter a qualidade

Muito tem se falado sobre a importância da agilidade organizacional. A McKinsey and Company publicou recentemente um artigo no qual foi constatado que apenas 22% das unidades de desempenho alcançaram o nível de agilidade desejado. A maioria das organizações tem visto aumentos significativos na concorrência, nas expectativas dos clientes e em novas tecnologias que exigem uma rápida mudança de postura.

A peça fundamental para aumentar a agilidade de uma organização é a liderança. Logo, ajudar líderes a desenvolver habilidades organizacionais que melhorem a velocidade de desempenho é a chave para o crescimento da produtividade.

Líderes com a capacidade de tomar ações rápidas não apenas ajudam na agilidade da empresa, mas também são muito mais eficientes (dos 25% mais ágeis, 83% são considerados eficazes em geral) e mais propensos a obter um excelente ranking de desempenho (74% são classificados como acima ou muito acima das expectativas), e seus subordinados diretos são mais engajados. Zenger Folkman observa que os bons líderes também têm maior probabilidade de obter sucesso na vida pessoal.

Recentemente, após apresentar essas informações a um grupo, um líder declarou corajosamente: “Não posso ir mais rápido. Já trabalho 60 horas por semana, raramente faço uma pausa, tenho reuniões o dia todo e leio e-mails a noite toda. Estou exausto”. É importante entender que atividade frenética não significa velocidade. A primeira raramente ajuda a organização a se mover mais rápido. Na verdade, um líder que produz freneticamente encoraja o mesmo comportamento em seus subordinados diretos, o que simplesmente deixa todos nervosos, aborrecidos e infelizes.

O que os líderes podem fazer para aumentar a velocidade

Após a análise de 728 mil avaliações de 52 mil líderes, com foco naqueles classificados como de alta velocidade de desempenho versus os de baixa velocidade, foi constatado que os líderes mais rápidos utilizaram um conjunto de oito habilidades que influenciaram sua eficiência de maneira comparável à ação do óxido nitroso em um carro de corrida. Injetar óxido nitroso em um motor aumenta o oxigênio disponível durante a combustão, o que resulta em maior potência. O diferencial é que o movimento do carro de corrida ainda pode ser controlado, mas agora se move a uma velocidade maior. De forma semelhante, essas oito habilidades permitem que um líder aumente a rapidez das atividades sem se tornar frenético.

O Impacto das oito habilidades

Para entender o impacto dessas oito habilidades na velocidade de um líder, foram analisados 710 resultados de avaliações. Cada liderança recebeu um feedback inicial, com classificações de seus gerentes, colegas e subordinados diretos, entre outros. Foram, em média, 14 respostas de avaliadores diferentes. De 18 a 24 meses depois, cada líder recebeu uma devolutiva de acompanhamento da avaliação inicial.

Os 710 líderes tiveram uma melhoria significativa na classificação quanto à velocidade. Foi constatada uma melhora substancial de 40% desde o teste inicial até o pós-teste.

Quais são as oito habilidade e quais delas causaram maior impacto

As oito práticas constatadas nas avaliações de líderes ágeis e eficazes são: capacidade de desenvolver perspectiva estratégica; comunicação efetiva; estabelecimento de metas flexíveis; inovação; expertise técnica/profissional; coragem; conexão com o mundo exterior; e proatividade.

Todas as aptidões contribuíram de forma significativa para a eficiência e a produtividade da liderança. No entanto, a com maior destaque e influência é a capacidade em desenvolver perspectiva estratégica, já que 70,8% dos líderes analisados que conseguiram aprimorar este ponto, entre a primeira e segunda avaliação, impulsionaram a velocidade efetiva das atividades.

Na sequência, com 69,4%, está a habilidade de se comunicar efetivamente. Em terceiro e em quarto lugar, estão metas flexíveis e inovação, com 70,3% e 69,2% respectivamente.

Perspectiva Estratégica

Quando os funcionários estão confusos sobre a estratégia e a direção da organização, ficam mais lentos. Algumas equipes podem agir com mais rapidez, mas provavelmente na direção errada. Logo, precisarão refazer seus passos. A falta de uma orientação clara é a razão número um para a baixa velocidade. À medida que os líderes estabelecem um caminho bem desenhado e estruturado, a velocidade pode aumentar.

Comunicação

Uma vez que a estratégia é apresentada, ela precisa ser comunicada. Frequentemente, as lideranças assumem uma postura de que os membros da equipe entenderam a estratégia porque foram comunicados uma vez sobre ela. Porém, quando a direção estratégica não é comunicada constantemente, os membros da equipe, e às vezes até seus líderes, podem esquecer qual é a direção correta.

Decisões difíceis tornam a comunicação ainda mais importante. Às vezes, o caminho correto não está claro. Líderes que se comunicam tiram um tempo para entender com efetividade o problema e chegam a um consenso mais assertivo sobre qual caminho seguir.

Clareamento dental: saiba quais são os principais benefícios

Os benefícios do clareamento dental já são percebidos por muitas pessoas, contudo, é preciso a avaliação de um profissional. É ele quem vai indicar o tratamento mais adequado para os diferentes problemas do sistema estomatognático, que inclui a boca e estruturas associadas.

Os dentes são de grande importância para a aparência, autoestima e saúde. Quando eles não estão bonitos e saudáveis, isso se reflete no humor e na vida social. Por essa razão, o seu clareamento é tão indispensável. Acompanhe seus benefícios e entenda como ele é feito.

Por que os dentes perdem a cor branca?

Os dentes são formados por várias camadas, uma sobreposta a outra, e a mais superficial é chamada de esmalte. Essa camada é, naturalmente, porosa. No decorrer do tempo, restos de comida podem acumular nas microfissuras, alojando-se na camada abaixo do esmalte, a dentina. Esse material também é uma das causas do escurecimento do dente.

Além disso, o esmalte sofre um desgaste natural, fazendo com que a dentina fique mais espessa pela formação de camadas reparadoras. O resultado são dentes mais escuros. O consumo em excesso de alguns alimentos, como café, refrigerante, vinho, catchup, bebidas fermentadas e beterraba, também pode causar o escurecimento precoce.

Quais os benefícios do clareamento dental?

Entre os principais benefícios do clareamento dental podemos listar:

Ajuda na autoestima

Muita gente tem vergonha dos dentes amarelados, escuros ou acinzentados. Como mencionado, é um processo natural, mas, mesmo assim, não é bem visto por algumas pessoas.

Isso pode interferir nas relações sociais, tendo em vista que a baixa autoestima é uma barreira para se relacionar com os outros. Essas pessoas se sentem desanimadas para sair, conversar e fazer novas amizades. O clareamento dentário devolve essa autoestima e dá a segurança para que elas possam sorrir novamente.

Clareamento dental proporciona mais confiança

Dentes brancos e saudáveis são o desejo de muitas pessoas e os procedimentos odontológicos são capazes de proporcionar isso. O clareamento realizado nos consultórios proporciona mais confiança ao paciente. Ele passa a sorrir sem medo do que os outros possam dizer.

Ajuda a buscar hábitos saudáveis

O clareamento dental não só devolve a autoestima de quem tem dentes amarelados. Trata-se de um procedimento que oferece mais saúde e estimula a pessoa a buscar hábitos mais saudáveis, uma vez que ela apresenta uma nova aparência e quer mantê-la. E isso é algo que pode ser obtido com hábitos saudáveis como uma alimentação livre de substâncias que escurecem o esmalte dos dentes.

Auxilia na identificação de outros problemas

Como vimos, a aparência não é o único benefício da técnica. O procedimento é indicado pelos dentistas após a avaliação de diferentes condições. Muitas vezes, os casos estão associados a traumas ou tratamentos endodônticos (conhecidos popularmente como tratamento de canal). Eles podem causar a variação de cor nos dentes, como colorações amarela ou cinza.

Isso mostra que tais dentes sofreram trauma ou passaram por procedimento. Além disso, ao realizar o clareamento, o dentista pode identificar outros problemas como erosão do esmalte do dente.

Como ele é feito no consultório?

O clareamento dental no consultório é um procedimento simples, mas que requer atenção e cuidado. Ele é feito a partir da aplicação de gel concentrado na superfície dentária, que vai agir por alguns minutos.

O cirurgião-dentista começa o trabalho com uma pequena limpeza na superfície dos dentes. É utilizada um utensílio chamado de cureta para limpar o tártaro e retirar a placa bacteriana, aumentando a eficácia do tratamento.

Também é utilizada uma proteção na gengiva ao redor dos dentes. Isso porque o gel possui uma composição forte e pode queimá-la, por isso ela é coberta com um líquido protetor.

O gel, composto de peróxido de carbamina ou peróxido de hidrogênio (a popular água oxigenada), é aplicado nos dentes com uma seringa. Ambos agentes químicos oxidam e quebram moléculas orgânicas, a exemplo dos restos de alimentos.

LEIA TAMBÉM: OS RISCOS DO CLAREAMENTO DENTÁRIO CASEIRO

Então, penetra nas fissuras do esmalte e dentina e reage com as substâncias orgânicas. Essa reação permite que as moléculas das manchas sejam decompostas em pedaços menores, que se soltam e são expulsos do dente. É um processo lento que requer mais de uma sessão, contudo, os resultados são visíveis já nas primeiras delas.

Em alguns casos, o processo é acelerado por meio de uma fonte potente de luz que tem o intuito de estimular a reação do peróxido com as manchas. Assim, é produzido mais oxigênio, que é o agente que realiza a limpeza.

Cada sessão no consultório tem uma duração média de 30 minutos. Para a retirada do produto e limpeza dos dentes, o cirurgião-dentista esguicha água, eliminando as sobras da reação química.

Quais são os cuidados necessários após o procedimento?

Existem alguns cuidados que devem ser tomados após o clareamento. O principal deles é o retorno para realizar o acompanhamento com o profissional. Serão necessárias limpezas periódicas, além de cuidados com a escovação diária e o uso do fio dental após as refeições.

Nos primeiros dias, evite bebidas escuras e fermentadas listadas no início deste post ou as consuma com canudo para evitar o contato com os dentes.

Tire suas dúvidas sobre implante dentário. Perguntas e respostas sobre o tratamento

O medo de sentar na cadeira do dentista assombra muita gente! Quando se trata do procedimento de colocação de implante dentário, esse receio aumenta. Mas será que fazer implante dentário dói?

Para responder a essa e outras dúvidas, leia atentamente este artigo e descubra como é feito o implante dentário e por que é uma tecnologia tão indicada para substituir dentes que foram extraídos ou perdidos.

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

Tire suas dúvidas sobre implante dentário

1. O que é um implante dentário?

A evolução das técnicas da Odontologia é sempre pensada em termos de bem-estar e qualidade de vida do paciente. O implante dentário é um exemplo disso: por meio dele, é possível substituir os dentes extraídos ou perdidos, devolvendo, além de um sorriso bonito, as funções naturais de mastigação e fala.

O implante nada mais é que um parafuso, feito de titânio, que funciona como a raiz do dente e, por isso, é colocado no osso da mandíbula ou maxilar. Em cima dele, vai a coroa, que tem a aparência de um dente natural.

benefícios do implante dentário

2. Quais são seus benefícios do implante dentário?

Além dos benefícios estéticos, o implante pode proporcionar uma vida normal para o paciente, que não terá mais problemas com a fala e mastigação. Logo, ficará livre de doenças gastrointestinais, porque consegue processar os alimentos da forma correta.

Outra vantagem é que ele conseguirá sentir o sabor real dos alimentos e, dessa forma, pode se alimentar corretamente.

Ao contrário das dentaduras (próteses móveis), os implantes não causam desconfortos por problema de encaixe, nem insegurança na hora de comer, sorrir ou falar. Isso porque eles ficam fixos e integrados ao osso, trazendo um conforto enorme para o paciente.

Por último, sua colocação pode ter um preço acessível, conseguindo atender todos que precisam desse tratamento. Procure uma clínica especializada 

benefícios do implante dentário

O medo do dentista ainda persiste na cabeça de muitas pessoas. Seja por uma experiência desagradável no passado, seja pelas histórias de alguém próximo, tratar os dentes pode ser motivo de pânico.

Por isso, a preocupação com a colocação de implantes dentários é grande. Será que vai doer?

Para realizar o procedimento, é necessário fazer uma cirurgia. Assim, a preparação inclui uma série de exames, como radiografias e tomografia para que tudo seja feito sem contratempo.

Se houver outros problemas na boca, como cáries, inflamações ou necessidade de canal, tudo será realizado antes do implante.

benefícios do implante dentário

Anestesia

Mas calma! Não é porque o paciente vai se submeter a uma cirurgia que será dolorido. A colocação do implante é feita no próprio consultório. O paciente recebe uma anestesia local, a mesma aplicada para qualquer outro procedimento odontológico e, por isso, não sentirá dor.

A parte mais complexa é quando o cirurgião-dentista abre a gengiva. Porém, quando ele chega no osso, não tem como ser dolorido, visto que ele não possui nervos.

Todas as etapas são realizadas com anestesia e seu dentista acompanha seu estado para que tudo seja feito de forma tranquila.

Sedação consciente e cirurgia ambulatorial

Para evitar desconforto, medo ou ansiedade, a Vasconcelos Odontologia dispõe de sedação, monitorada e acompanhada por um médico anestesista. A cirurgia ambulatorial em implantodontia tornou-se uma prática comum em função do desenvolvimento de equipamentos sofisticados e adequadas técnicas cirúrgicas, além do surgimento de medicamentos de rápida eliminação e com efeitos colaterais mínimos.

A Vasconcelos Odontologia foi classificada como “unidade ambulatorial tipo II”, caracterizada como estabelecimento de saúde, independente do hospital, destinado à realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte, em nível ambulatorial, em salas cirúrgicas adequadas a essa finalidade, sob anestesia locorregional, com ou sem sedação.

A vantagem do implante é que não é necessário o desgaste de outros dentes para a sua colocação.

Para se ter uma ideia, a extração de um dente é mais complexa do que a colocação do implante tanto para o paciente quanto para o dentista.

Enxerto ósseo

Quando o paciente não possui uma estrutura óssea que consiga sustentar o implante, é necessário colocar o enxerto ósseo. Novamente, você deve estar pensando: “Mas dói para colocar o enxerto ósseo?”

Essa é uma etapa anterior à colocação do implante e também é realizada no consultório com cirurgia e anestesia.

Para formar a estrutura óssea que consiga ser forte e tenha espessura para receber o implante, o cirurgião-dentista pode utilizar um material sintético ou um osso do próprio paciente da área do queixo ou maxilar.

Depois de realizado o enxerto, é necessário esperar de 4 a 6 meses, dependendo do caso, para que haja a cicatrização e o implante consiga ser colocado sem nenhum problema.

Pós-operatório

Outra dúvida de muita gente é a dor no pós-operatório. Novamente, não há o que temer! Basta tomar os medicamentos prescritos pelo dentista (analgésicos e anti-inflamatórios) e utilizar bolsas de gelo para amenizar o inchaço e tudo transcorrerá sem dor.

A recomendação é que o paciente fique em repouso no dia do procedimento. Depois, pode voltar às atividades corriqueiras sem exagerar.

Outro cuidado importante é com a alimentação, que deve ser líquida ou pastosa e fria para que o paciente não force a região do implante com a mastigação.

 

4. Todo mundo pode por um?

Praticamente todas as pessoas podem colocar um implante dentário desde que já tenham a estrutura de dentição completamente desenvolvida.

Há contraindicações para alguns casos clínicos, como cardiopatias, diabetes e câncer, mas tudo isso pode ser conversado entre médico e dentista para saber se há possibilidade de fazer o procedimento.

Em fumantes, as taxas de sucesso do implante podem ser menores.

Quando devo colocar o implante dentário?

5. Quando devo colocar o implante dentário?

Em caso de perda de um ou de vários dentes, o ideal é que o cirurgiã-dentista especializado em Implantodontia seja procurado rapidamente. Quando mais rápido o implante for feito, mais fácil e tranquilo será todo o procedimento.

Isso porque, na ausência do dente, a estrutura óssea do maxilar ou mandíbula tende a atrofiar. Nesse caso, antes da colocação do implante, torna-se necessário o enxerto ósseo como explicamos acima.

6. Meu corpo pode rejeitá-lo?

O implante é revolucionário porque, além da estética e qualidade de vida que proporciona ao paciente, tem altas taxas de sucesso.

O organismo não vai considerá-lo um corpo estranho, visto que ele é feito de titânio, um material biocompatível. Dessa forma, ele acaba se incorporando ao osso como se fizesse parte do corpo, num processo que é chamado de osseointegração.

Se você não procura um dentista porque acha que o implante dentário dói, já viu que pode ficar sossegado, fazer o tratamento e voltar a sorrir sem ter vergonha! A Odontologia, em especial a Implantodontia, evolui a cada dia, pensando sempre no bem-estar do paciente