Dúvidas sobre implante dentário? Nossos especialistas respondem

O sorriso é nosso melhor cartão de visitas em todos os lugares. Por isso, quando sorrir se torna incomodo ao paciente,  é preciso utilizar recursos do implante dentário para recuperar a autoestima. Hoje nossos especialistas irão tirar algumas dúvidas sobre implante dentário

Entenda melhor como um implante dentário ajuda a recuperar o sorriso e a autoestima

Quero fazer um Implante dentário mas tenho medo, o que fazer?

A instalação de um implante dentário é um procedimento muito simples. Em caso de um implante unitário, não deve levar mais do que 30 minutos. Em geral há apenas um desconforto leve após a colocação de um implante e você poderá trabalhar no dia seguinte. A colocação do implante no osso impressiona os pacientes, porém é importante dizer que no osso há pouca inervação para dor, sendo apenas a gengiva que traz a sensibilidade, que é facilmente controlada por meio de medicamentos. A sedação consciente pode ser usada para diminuir a ansiedade.

clinica especializada em implantes dentários

O que são implantes osseointegrados?

São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade universal. São normalmente parafusos de titânio colocados em áreas desdentadas e que apresentam capacidade de exercer as funções mastigatórias e funcionais de maneira semelhante aos dentes naturais. Normalmente é colocado em duas etapas: uma para a inserção do implante de titânio propriamente dito – cirurgia mais extensa – e outra, alguns meses após, para a colocação de dispositivos que suportarão as próteses. Estas podem ser confeccionadas em curto período após a esta segunda etapa.

São superiores às próteses convencionais?

Certamente são melhores que dentaduras e próteses removíveis (“pontes móveis”). Têm capacidade funcional semelhante às próteses fixas em casos de espaços desdentados relativamente pequenos, mas a opção por um ou outro tratamento deve ser cuidadosamente analisada pelo profissional e em acordo com a solicitação do paciente, pois as situações são muito diversas e impedem a discussão com regras fixas. Nos casos de desdentados totais ou de áreas posteriores a solução com implantes é normalmente melhor do ponto de vista funcional.

QUER TIRAR DÚVIDAS SOBRE IMPLANTE DENTÁRIO. AGENDE UMA CONSULTA COM UM DOS NOSSOS DENTISTAS ESPECIALISTAS EM IMPLANTODONTIA. ATENDEMOS EM SANTOS E SÃO PAULO

 

Qual a chance de um implante dentário dar certo?

Estudos de longa duração demonstraram que certos tipos de implantes apresentam taxas de sucesso acima de 90% nos implantes colocados e taxas superiores a 97% de sucesso das próteses (porque a perda de um implante não significa necessariamente a perda da prótese, pois está apoiada em outros implantes). Este índice de sucesso porém, é médio, e não vale igualmente para todas as regiões da boca. Os índices de falha em desdentados totais inferiores é próximo a 0% (zero por cento) e na região posterior da maxila, com osso pouco denso e após a colocação de implantes curtos (devido aos seios maxilares), a taxa pode chegar a 33%.

O que existe de mágico no implante dentário titânio?

Nada. É um material utilizado em ortopedia há muitas décadas. Simplesmente o titânio não sofre corrosão quando inserido no corpo humano e não apresenta fenômenos de rejeição imunológica, assim como outros metais da mesma família, como o nióbio por exemplo. O sucesso da técnica é devido a um bom conjunto de fatores e estas características do titânio sem dúvida são positivas, mas por si não garantiriam o sucesso do procedimento. O sucesso depende, em suma, do planejamento da técnica cirúrgica (que evita o super-aquecimento do osso), um período de cicatrização sem a colocação das próteses, e uma prótese adequada. Este protocolo para realização dos implantes possui minúcias que não podem ser desprezadas, e um profissional competente e bem treinado na técnica pode alcançar excelentes resultados.

Existe garantia de sucesso?

A princípio a alta taxa de sucesso é uma boa garantia, mas sempre existe, nos processos biológicos uma certa dose de imponderabilidade. Não há a possibilidade de certeza de absoluto sucesso, mas devido às taxas anteriormente citadas, o desconforto da cirurgia é muito inferior ao benefício de possuir uma prótese fixa, e mesmo nos casos onde ocorre a falha, o procedimento poderá ser refeito.

boca seca

Quanto tempo dura um implante? Qual sua vida útil?

Pode-se afirmar que em 95% dos casos, se os implantes não foram perdidos nos dois primeiros anos de uso, durarão por grande parte da vida do paciente.

Esteticamente é bom?

Depende muito do sistema utilizado e das condições locais. A estética melhorou muito nos últimos anos. Lembre-se: por melhor que seja o implante e o profissional, o primeiro continua sendo uma prótese, ou seja, a substituição de dentes naturais por artificiais. Expectativa demasiada em relação à implantes é comum mas normalmente é sucedida de uma certa parcela de frustração. Em muitos casos a solução estética é apenas aceitável. O melhor raciocínio é funcional: o implante é muito superior a outros procedimentos de prótese e na ausência dos dentes é o que pode ser realizado de melhor.

Devo voltar ao dentista depois de colocar os dentes?

É necessário no mínimo um controle clínico radiográfico a cada ano. É também uma obrigação do paciente comparecer a estes controles.

Não é um exagero o dentista pedir tomografia computadorizada para análise do osso?

Não, especialmente no arco superior. Um estudo detalhado com o uso de tomografia computadorizada evita surpresas, especialmente aquelas da pergunta anterior.

Em relação à capacidade de mastigação, vai melhorar após a colocação de implantes?

Os implantes apresentam resultados funcionais muito superiores aos obtidos por dentaduras e próteses removíveis. Os pacientes que usam dentadura há muito tempo e colocam implante sentem a diferença muito significativa.

Se não existir osso suficiente, existem maneiras de aumentar a quantidade de osso disponível?

Sim, Na área da maxila podem ser feitas cirurgias para aumento de rebordo e/ou levantamento do seio maxilar, retirando-se osso do mento (queixo), do ramo da mandíbula ou da crista ilíaca. Na mandíbula o desvio do nervo alveolar inferior também pode ser realizados, mas as seqüelas pós-operatórias deste último diminui sua grandemente sua indicação.

Pelo fato de ser um material estranho existem riscos de rejeição ou de contaminação com vírus por exemplo? Como um implante é esterilizado?

Não ocorre rejeição, pois o titânio é um material imunologicamente inerte. Quanto à contaminação, quando ocorre normalmente ‘por via cirúrgica e não por falhas do processo de fabricação. Qualquer dos métodos normalmente utilizados para esterilização do implante – radiação gama ou gás – oferecem total segurança.

Gostaria de saber se quem tem pré-disposição para placa bacteriana pode fazer implante.

Sim, quem tem predisposição para placa bacteriana e doença periodontal pode sim fazer implantes, desde que o processo esteja controlado.

Check-up odontológico: A importância de realiza-lo antes de viajar

As férias de final de anos estão chegando, então antes mesmo de começar a arrumar as malas não se esqueça de realizar um check-up odontológico antes de viajar.

A prevenção é o melhor remédio. Essa conduta pode evitar um monte de doenças e complicações relacionadas ao nosso corpo, incluindo o universo bucal. Uma simples forma de praticá-la é realizando o check-up odontológico preventivo. E nada melhor que usar o início do ano para isso dentro dos planejamentos que você já costuma fazer nessa época. Essa consulta ajuda a manter sua boca sempre saudável. Venha saber mais sobre a importância desse planejamento.

LEIA TAMBÉM: Vai casar? Adicione a lista um check up no dentista e garanta um lindo sorriso

COMEÇAR O ANO COM A SAÚDE BUCAL EM DIA

Quem não gostaria de iniciar o ano novo com um sorriso bonito e saudável? Ainda mais após todas aquelas guloseimas festivas. Com o check-up odontológico é possível. Esta consulta precisa ser feita regularmente, cerca de 6 em 6 meses. Esta indicação é feita a fim de detectar doenças em fase inicial como cárie ou infecções gengivais, possibilitando um tratamento menos agressivo

CHECK-UP ODONTOLÓGICO: ALGUNS CASOS ESPECÍFICOS, A CONSULTA PODE SER ANUAL

Há casos em que a consulta pode ser anual, isso vai depender da situação de cada pessoa. Pacientes que possuem inúmeras restaurações, histórico lesões de cáries ou doenças da gengiva são considerados de riscos. Para esses está indicado a revisão semestral. Já para aqueles que praticamente não possuem restaurações e têm gengivas saudáveis, além de não fumarem, as revisões podem ser mais espaçadas, 1 vez por ano.

Tratamento de Canal - Vasconcelos Odontologia

É UM PROCEDIMENTO BEM SIMPLES

O check-up odontológico pode ser feito pelo seu dentista tanto com instrumentos convencionais como sonda e espelho, ou com o uso de câmera digital intraoral que aumenta em até 70x a imagem. O profissional conta que com esta tecnologia, o paciente pode acompanhar o que está sendo feito na sua boca durante a inspeção e possibilita uma maior visibilidade de cáries em fases bem iniciais ou falhas em restaurações antigas.

CHECK-UP ODONTOLÓGICO – AGENDE SUA CONSULTA COM UM DOS DENTISTAS DA CLÍNICA VASCONCELOS ODONTOLOGIA

É POSSÍVEL PREVENIR ATÉ MESMO O CÂNCER DE BOCA

Através do check-up podemos detectar a presença de doenças bucais em seus primeiros estágios. Tártaros, inflamações gengivais, defeitos ou infiltrações em restaurações antigas e até mesmo lesões de tecidos moles em língua e bochecha, como o próprio câncer de boca.

APLICAÇÃO DE FLÚOR E INSTRUÇÕES DE HIGIENE BUCAL

Para que esse check-up tenha bons resultados é importante seguir as recomendações que seu dentista faz. Uma aplicação de flúor preventivo nos dentes e revê os métodos de higiene bucal. Se necessário, são dadas instruções de uso adequado da escova e fio dental. Pois, somente como uma higiene adequada o paciente terá plena saúde. Esta é a maior prevenção.

ENXAGUANTE BUCAL REFORÇA O FLÚOR

Diferente do que muitos pensam, o enxaguante bucal não serve para arder na boca. Muito pelo contrário, o verdadeiro enxaguante não arde e cuida do seu sorriso, proporcionando refrescância e limpeza total. Escolha produtos sem álcool e que contenham o flúor, assim, ele não só limpa como protege dos germes causadores de placa, mau hálito e gengivite.

5 dicas de como incorporar bem-estar a viagens de negócios

A maioria das pessoas chega em casa de uma viagem de negócios, férias ou até de um simples escape de final de semana se sentindo sugada. Viajantes de negócios têm seus dias preenchidos por reuniões e almoços e jantares com clientes, enquanto turistas tentam colocar colocar tanta diversão no roteiro que falta tempo.

LEIA TAMBÉM: O Brasil está entre os 10 locais do mundo com maior procura para a realização de tratamento odontológico.

O resultado é uma volta para casa cheia de cansaço, com a sensação de que precisa de umas férias da viagem. Embora difícil de imaginar como uma viagem de negócios pode ser transformada em um momento de relaxamento, essa não é uma tarefa impossível.

Reservar um hotel que promove bem-estar
Para aqueles que tiverem a liberdade de escolher sua acomodação, uma ideia é não restringir a busca a uma localização conveniente, perto do aeroporto ou na frente de um centro de convenções. Mesmo em cidades movimentadas, é possível encontrar retiros com belas vistas, serviços de spa e caminhadas ao ar livre para o tempo livre.

Aprender a aproveitar o processo mais do que o resultado
Ao entrar em uma sessão de brainstorming ou em uma longa reunião, o ideal é ter a mente aberta e estar pronto para abraçar o novo processo criativo. Essa é uma oportunidade para solicitar novas ideias e ser inspirado.

Separar tempo para aproveitar os arredores
É desafiador encontrar tempo para aproveitar as redondezas durante uma viagem de negócios, mas normalmente o esforço vale a pena. Algumas opções são fazer uma caminhada no início da manhã ou no final da tarde ou, ainda, visitar um monumento histórico antes do jantar. Se houver possibilidade, o ideal é separar um dia de férias no início ou no fim da viagem para aproveitar totalmente os arredores.

A VO Experience. Nesta modalidade você terá uma experiência em odontologia intensiva, podendo realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada. É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos. AGENDE SUA CONSULTA

Planejar tempo para relaxar
Como alguém se desliga está diretamente ligado a quão intensamente ele se ligará depois. É importante encontrar tempo para reconfigurar a mente e o corpo. Isso permite aliviar o estresse e recarregar a mente para ter a melhor performance possível no trabalho. Medite, leia um livro ou simplesmente aproveite o momento.

Procurar experiências únicas de refeição
Refeições são uma oportunidade de aproveitar a culinária local e conhecer os arredores. Em qualquer lugar é possível encontrar um ambiente lindo com opções de pratos saudáveis.

Meditação ajuda a evitar o adiamento das tarefas

Coisas que você pode evitar dizer em uma entrevista de emprego

A maioria das pessoas que buscam empregos sabe que não pode ir a uma entrevista para uma vaga e criticar seu antigo chefe ou qualquer outro empregador do passado. Também não pode xingar, fazer piadas grosseiras ou aparecer vestido com uma camiseta rasgada ou um jeans sujo. Todos sabem disso.

No entanto, muitas vezes, quem está desempregado não percebe que ir a uma entrevista, humilhar-se e implorar pela vaga é tão errado quanto. Quando você implora por um trabalho, sinaliza ao entrevistador que não está confiante em relação às suas próprias habilidades. Quem iria querer contratar alguém assim?

Outro erro comum é falar sobre as fraquezas, como prova de que tem autocrítica. Pessoas interessantes não focam em suas falhas, mas em seus pontos fortes.

saúde bucal ajuda na entrevista

1) Perguntar quantos candidatos estão sendo entrevistados para a vaga

Quem se importa com quantos candidatos concorrem ao mesmo emprego? Seu foco deve ser a necessidade da empresa.

2) Prometer que, se for contratado, vai trabalhar muito, até tarde e durante os finais de semana

Nunca diga a um entrevistador que eles devem contratá-lo porque você irá trabalhar mais do que os outros ou horas a mais. Você deve desejar ser contratado pela sua inteligência, e não porque vai trabalhar todas as horas em que estiver acordado.

3) Perguntar como se saiu na entrevista ou se existe algum motivo para não contratá-lo

Não pergunte como você se saiu na entrevista ou eles enxergam um motivo para não o escolher. Como eles poderiam responder a isso nesse momento? Mantenha a calma e aguarde o processo de seleção se desenrolar.

UMA BOA ENTREVISTA TAMBÉM DEPENDE DE UM BOM BOM SORRISO

Conheça nossos tratamentos com Facetas laminadas e lentes de contato
Dentes escurecidos, desalinhados ou com restaurações antigas podem ser corrigidos com facetas laminadas e lentes de contato dentais. O tratamento é eficaz e ágil, pois na maioria dos casos duas sessões são suficientes para transformar completamente o sorriso. As facetas e lentes são muito resistentes quando cimentadas e não são suscetíveis a manchas, o que torna seus resultados seguros e duradouros. Agende uma consulta

 

4) Dizer que aceita a vaga por um salário menor e pedir “apenas uma chance”

Morda a língua antes de sugerir que aceitaria um salário mais baixo do que merece apenas para ser contratado.

5) Perguntar se o entrevistador deseja que seja feito um projeto sem custos, como um teste de capacidade

 Alguns empregadores antiéticos irão pedir para você completar um projeto de graça como parte do processo de entrevista. Você pode doar uma hora de trabalho, mas não um projeto inteiro, muito menos um que a empresa possa usar em seu negócio. Você precisa ser pago para isso. Não diga que irá trabalhar de graça. É fácil não se valorizar e, dessa forma, enfraquecer os seus esforços na busca de um emprego. Esteja atento. Os empregadores para os quais você quer trabalhar estão em busca de pessoas que saibam seu próprio valor. Tenha certeza de que você é uma dessas pessoas.

Como voltar a trabalhar depois de ter filhos? Siga nossas dicas.

Voltar ao trabalho depois de ter filhos não é nada fácil. Mesmo que tenham se passado seis semanas, seis meses ou seis anos, o caminho é complicado.

Veja alguns conselhos de mães e pais em três diferentes estágios da vida para ajudar você a voltar para o mercado de trabalho.

Mães recentes

As famílias têm vários tamanhos e configurações, e algumas delas não podem ou não querem viver com apenas uma fonte de renda. Isso significa que muitas mães recentes terão que retornar ao trabalho logo depois do término da licença maternidade – que pode variar de seis semanas a um ano, dependendo do país. Independentemente do tempo de afastamento, a ansiedade do retorno é a mesma. Veja algumas dicas para ajudar as mães recentes a voltarem ao trabalho.

1. Prepara-se para o retorno

O primeiro dia em que deixar o seu bebê nas mãos de outras pessoas ou até da escola será difícil, mas essa transição pode ficar um pouco mais fácil se planejada com antecedência. Considere levar a criança para uma creche (ou qualquer instituição do tipo) antes do seu primeiro dia de trabalho. Pense nisso como um ensaio. Depois, almoce com um amigo, chore ou compre novas roupas já que, provavelmente, você ainda estará desconfortável com seu guarda-roupa pré-gravidez.

2. Volte ao trabalho gradativamente

Converse com seu empregador sobre a possibilidade de trabalhar meio-período na sua primeira semana ou considere começar seu primeiro dia no meio da semana, para torná-la mais curta. Talvez você possa começar lendo emails antes de voltar totalmente.

3. Fale com o seu chefe antes de voltar

Marque um almoço ou uma reunião com seu chefe antes de voltar definitivamente. Pergunte se algo relevante mudou e no que você deve focar nas primeiras semanas. Essa também é uma boa hora para perguntar quais as acomodações disponíveis para bombear leite materno durante o expediente. Você não vai querer descobrir em cima da hora que terá que se esconder atrás de um lenço em uma entrada minúscula ou em uma sala com porta de vidro.

Conheça nossos tratamentos com Facetas laminadas e lentes de contato
Dentes escurecidos, desalinhados ou com restaurações antigas podem ser corrigidos com facetas laminadas e lentes de contato dentais. O tratamento é eficaz e ágil, pois na maioria dos casos duas sessões são suficientes para transformar completamente o sorriso. Agende uma consulta 

4. Não coloque muita pressão em você

Você vai precisar de tempo para se adaptar às primeiras semanas. Provavelmente você terá a sensação de que está sendo privada de sono e uma certa confusão mental. Não espere começar com o pé direito como se nunca tivesse partido. Se permita ter um tempo para se recuperar e tire um momento de folga se sentir falta do seu filho. Você não precisa, de repente, se tornar uma super mãe. Cuide de si mesma. Se alimente de maneira saudável e durma bem. Você vai se adaptar e voltar a ter boas conversas de adultos.

5,Atualize suas habilidades

Independentemente da profissão que você escolheu, com certeza ela foi afetada por mudanças enquanto você estava fora, como novas tecnologias ou novos desafios estratégicos. Tente entender o que aconteceu nesse período. Leia artigos, vá atrás de notícias sobre o assunto, converse com ex-colegas e se inscreva em qualquer treinamento adicional que você possa precisar.

6. Se planeje para o inesperado

Como você vai lidar quando tiver uma emergência na escola ou quando seu filho ficar doente? Essas coisas vão acontecer, então determine, com antecedência, como você vai cuidar dessas situações emergenciais. Você mora perto de familiares e amigos que possam cuidar de seus filhos ou você será capaz de trabalhar de casa?

Mudanças alimentares para viver com mais saúde e qualidade de vida

mudanças alimentares para sua saúde

Se a sua proposta de ano novo foi viver com mais saúde é bom notar os benefícios de uma alimentação mais natural, rica em vitaminas e minerais. É importante variar ao máximo nos ingredientes da sua alimentação e checar os itens que entram na composição dos produtos.

1. Ingira bactérias do bem

Quando o intestino está saudável, seu organismo absorve melhor os nutrientes e fica mais resistente a doenças. Manter o equilíbrio da microbiota – o conjunto de bactérias protetoras e outros seres microscópicos – ainda evita a formação de gases, o que é estratégico não só para seu bem-estar como favorável para a redução das medidas no abdomen. Mas, se as bactérias inimigas ultrapassam o número das probióticas, consideradas aliadas, até o nível de serotonina fica prejudicado, já que 90% da produção desse neurotransmissor acontece no intestino. Resultado: mau humor e até depressão. E você ainda tem mais dificuldade de controlar o peso. Para evitar esse risco, invista em iogurtes e outros alimentos probióticos (legumes e bebidas fermentadas como kefir e kombucha). Melhor: pergunte ao seu médico ou nutricionista qual é a medida e as cepas adequadas para seu organismo. Elas também podem ser manipuladas em cápsulas ou pó.

2. Não tenha medo de consumir gorduras boas

Apesar de ela ter a fama de ser o mais calórico dos nutrientes, não deve ser dispensada nem mesmo numa dieta de emagrecimento – é só moderar na porção. A gordura favorece a absorção das vitaminas e a produção de hormônios. Além disso, reduz a carga glicêmica das refeições (diminui o risco de engordar) e sacia com facilidade. O óleo de coco é uma das opções. Por ser um triglicerídeo de cadeia média (gordura fonte rápida de energia, 10% menos calórica que o de cadeia longa), não é totalmente absorvido pelo organismo e ainda ajuda a mobilizar (e eliminar!) a gordura acumulada no organismo. O ideal é consumir o óleo in natura, batido no suco, na vitamina e até no café. O óleo também pode ser usado em receitas de bolo, muffin, panqueca ou em refogados rápidos. A dose ideal: até 2 colheres de sopa por dia. Abacate, castanhas, sementes e azeite extravirgem são outras fontes de gordura boa e, por isso, merecem entrar no seu cardápio.

 

VASCONCELOS ODONTOLOGIA É O LUGAR PRA CUIDAR DA ESTÉTICA DO SEU SORRISO, COM TRATAMENTOS ODONTOLÓGICOS DE ÚLTIMA TECNOLOGIA.
www.vasconcelosodontologia.com.br

 

3. Aposte nas especiarias termogênicas

O gengibre e a canela sugeridos na primeira etapa para ajudar na queima das gordurinhas, não só aceleram o metabolismo como aumentam a energia. As pimentas vermelhas entram nessa lista – inclua no seu cardápio diário ou quando precisar de um up para os exercícios. Pode ser a dedo-de-moça (1 pedacinho pequeno com as sementes, a parte que concentra a capsaicina) ou a caiena (1 ponta da colher de café) batida no suco, polvilhada nas frutas, misturada na água aromatizada e até no bulletproof coffee.

 

4. Fuja do açúcar

Se for impossível viver sem, pelo menos diminua a quantidade, especialmente do branco, que não acrescenta nada além de calorias. Sem falar que vicia: O açúcar aciona a mesma área do cérebro que a cocaína e, assim como uma droga, você precisa aguentar um tempo sem ele para se livrar da dependência. Aprenda a apreciar o sabor natural das frutas e evite adoçar os sucos, os chás e até mesmo o café. Já a vontade de doce pode ser driblada com frutas secas ou uma sobremesa feita sem tanto açúcar. Experimente bater 1 banana congelada com 1 col. (sobremesa) de cacau e 2 tâmaras. É só uma questão de reeducar o paladar, o que não demora muito tempo: Depois de duas ou três semanas tomando o cafezinho puro, você se acostuma.

Fonte: Boa Forma

Amor compra mais felicidade que o dinheiro, segundo universidade britânica

amor mais felicidade que dinheiro

Ter uma boa saúde mental e estar em um relacionamento deixam as pessoas mais felizes que dobrar sua renda, aponta um novo estudo.

A pesquisa feita pela London School of Economics, no Reino Unido, analisou as respostas de 200 mil pessoas de Austrália, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos sobre os fatores que mais influenciam sua sensação de bem-estar.

Sofrer de depressão ou ansiedade é o que mais impacta negativamente os participantes, enquanto ter um parceiro ou parceira foi o que mais aumentou sua felicidade.

O coautor do estudo, Richard Layard, diz que os resultados apontam que o “Estado deve assumir um novo papel” e reformular políticas públicas.

Comparação

Em uma escala de um a dez, dobrar o salário de alguém eleva sua felicidade em menos de 0,2, segundo o estudo.

Os pesquisadores dizem que isso se deve ao fato das pessoas se importarem mais com sua renda em comparação com as dos outros do que com como isso as afeta.

No entanto, estar em um relacionamento elevou a felicidade em 0,6 – perder um parceiro, seja por causa de uma separação ou de morte, teve o mesmo impacto no sentido contrário.

O maior impacto foi gerado por sofrer de depressão e ansiedade. Na pesquisa, o nível de felicidade caiu 0,7. Estar desempregado teve o mesmo efeito na escala proposta.

Prevenção

A pesquisa aponta ainda que o principal fator para prever se a satisfação de uma pessoa com sua vida adulta é sua saúde emocional durante a infância.

“A maioria das pesquisas sobre o bem-estar infantil se concentra no desempenho acadêmico, que é muito afetado pela renda familiar”, diz o estudo.

“Mas a saúde emocional de uma criança é mais determinante no seu bem-estar no futuro. Isso pode ser impactado em alguma medida pela renda familiar, mas, acima de tudo, depende da saúde mental da mãe.”

Os resultados serão apresentados em uma conferência realizada em parceria entre a London School of Economics e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) neste mês.

‘Geração de bem-estar’

Layard defende ser necessário que governos desempenhem um papel diferente para contribuir para a felicidade dos cidadãos. Em vez de se preocuparem com a “geração de riqueza”, eles deveriam se concentrar na “geração de bem-estar”.

Não só como um objetivo em si de seus mandatos, mas também porque pesquisas da universidade com base em eleições europeias desde 1970 mostram que a satisfação de cidadãos com suas próprias vidas é o melhor quesito para prever se um governo será reeleito ou não.

“As evidências mostram que as coisas que mais importam para nossa felicidade e infelicidade são nossas relações sociais e nossa saúde física e mental”, afirma o pesquisador.

“No passado, o Estado combateu incansavelmente a pobreza e o desemprego e problemas na educação e de saúde física. Mas é igualmente importante hoje fazer o mesmo com a violência doméstica, o alcoolismo, a depressão e a ansiedade, o isolamento de jovens, entre outros. É isso que deveria estar no centro das atenções.”

Fonte: BBC

Segundo novo estudo, tirar selfies pode ajudar a melhorar o seu humor

selfies melhoram o seu humor

Está se sentindo para baixo e quer melhorar seu humor? Experimente tirar uma selfie ou uma foto de algo que te deixe feliz. A sugestão é de um estudo publicado recentemente no periódico científico Psychology of Well-Being. De acordo com um relatório do Google, em 2014 foram postadas, em média, 93 milhões de fotos por dia em celulares com sistema operacional Android. Outro levantamento, do Centro de Pesquisa Pew, nos Estados Unidos, mostrou que mais de 91% dos adolescentes já publicaram uma foto online.

Ao contrário dos estudos anteriores, que associaram as amadas e ao mesmo tempo odiadas selfies a problemas de auto-estima, narcisismo e até a distúrbios psiquiátricos, a nova pesquisa sugere que elas podem ser aliadas do bem-estar.

CUIDE DO SEU SORRISO COM QUEM É EXCELÊNCIA EM TRATAMENTO HÁ MAIS DE 25 ANOS. CONHEÇA A VASCONCELOS ODONTOLOGIA.
www.vasconcelosodontologia.com.br

No novo estudo, pesquisadores da Universidade da Califórnia em Irvine, nos Estados Unidos, analisaram durante uma semana a rotina e o humor de 41 estudantes – 28 mulheres e 13 homens – que estavam em seu primeiro ano de graduação. Nesse período os participantes documentaram em um aplicativo seu humor e possíveis eventos que poderiam ter influenciado a forma como eles estavam se sentindo, três vezes por dia. Antes dessa fase os estudantes também responderam um questionário com diversas informações sobre sua vida e sua rotina.

Com o objetivo de compreender os efeitos do ato de tirar fotos sobre o bem-estar em três áreas: auto-percepção, auto-eficácia e pró-social, nas três semanas seguintes, os estudantes foram divididos em três grupos e, junto com o relato de como estavam se sentindo, os participantes deveriam tirar uma foto. A diferença entre os grupos era o ‘tipo’ de foto que deveria ser tirada: um deveria tirar selfies sempre sorrindo, o outro deveria tirar foto de algo que o deixa feliz e o terceiro deveria tirar foto de algo que faria alguém feliz e mandar essa imagem para a pessoa.

No final desse período, os pesquisadores tinham reunido quase 3.000 ‘status’ de humor dos participantes. Embora os resultados tenham mostrado uma melhora no humor de todos os grupos houve uma pequena diferença na forma como esse bem-estar se manifestou. Os participantes que foram designados a tirar selfies diárias se tornaram mais confiantes e confortáveis consigo mesmos. Já aqueles que deveriam tirar fotos de objetos que os deixavam felizes estavam mais reflexivos e apreciativos. Por fim, os estudantes que tiraram fotos de coisas que deixaram outras pessoas felizes ficaram mais calmos e disseram que a conexão com os amigos e a família ajudou a aliviar o stress.

“Você vê um monte de relatos na mídia sobre os impactos negativos do uso da tecnologia … mas na última década houve um grande esforço para estudar o que se chama de ‘computação positiva’, e eu acho que esse estudo mostra que ás vezes os nossos aparelhos eletrônicos podem oferecer benefícios aos usuários”, disse Gloria Mark, uma das autoras do estudo.

Fonte: Veja

Onze benefícios que sorrir traz para a sua saúde

benefícios de sorrir

Na correria do dia a dia, é muito comum nos estressarmos com os empecilhos da rotina ou ficarmos extremamente cansados no fim do dia, sem vontade de fazer nada. Embora pareçam não ter remédio, esses males podem ter uma solução muito simples:sorrir! É de graça e você não precisa de mais nada além de você mesmo para isso.

Sorrir além de trazer aquela sensação de bem-estar que todo mundo conhece, pode ser um grande aliado da saúde, ajudando a prevenir doenças e auxiliando o organismo a cumprir as suas funções diárias.

Uma pesquisa na Universidade de Loma Linda, na Califórnia (EUA), afirma que o riso pode reduzir o risco de doenças cardíacas. A equipe separou dois grupos de pessoas que tinham sofrido um ataque cardíaco e estavam sob cuidados médicos. O primeiro grupo assistia a vídeos de humor durante 20 minutos, todos os dias.

Após um ano, esse grupo apresentou uma queda de 66% da proteína C-reativa, que é um marcador da inflamação e do risco de problemas cardiovasculares. A queda dessa substância no outro grupo foi de apenas 26%. Como conclusão, as pessoas que riram mais tiveram o risco de problemas cardíacos reduzido significativamente.

 

Colesterol e diabetes

Dar boas risadas pode aumentar os níveis de colesterol bom no sangue, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Loma Linda. Os pesquisadores acompanharam 20 pacientes diabéticos com altas taxas de colesterol ruim no sangue. Todos usavam remédios para controlar esses problemas.

Metade desses pacientes continuou com o tratamento padrão, enquanto a outra metade, além de tomar a medicação, assistia a filmes de comédia diariamente, durante 30 minutos. Após um ano, o grupo que foi estimulado a gargalhar elevou seus níveis de HDL, o bom colesterol, em até 26%. No grupo de controle o aumento foi de apenas 3%.

 

Pressão arterial

Um estudo realizado na escola de medicina da Universidade de Baltimore, nos Estados Unidos, descobriu que rir diminui a pressão arterial, enquanto o estressa a aumenta.

A equipe estudou 20 voluntários saudáveis, não fumantes, com idade média de 33 anos. Eles assistiam primeiro a um trecho de um filme que causasse estresse e, 48 horas depois, viam um filme de comédia.

Antes de assistir a cada filme, os voluntários ficavam em jejum e submetiam-se a testes para saber como vasos sanguíneos respondiam a súbitos aumentos no fluxo de sangue.

Ao final do estudo, foi revelado que o estresse reduz o fluxo de sangue em 35%. Já as risadas provocadas pela comédia fizeram com que o fluxo aumentasse 22%, reduzindo a pressão arterial. Paralelo a isso, ocorria uma limpeza dos vasos sanguíneos.

 

como sorrir ajuda na sua vida

Pulmões

Quando damos uma boa gargalhada, a absorção de oxigênio pelos pulmões aumenta. Inalamos mais ar e, com isso, a expiração também fica mais forte. Com isso, o excesso de dióxido de carbono e vapores residuais é rapidamente eliminado, promovendo uma limpeza ou desintoxicação. Ou seja, rir limpa os seus pulmões e ainda os deixa mais fortes.

 

Digestão

Os músculos que são mais estimulados quando rimos são os abdominais. Esses movimentos fazem uma espécie de massagem em nosso sistema gastrointestinal, melhorando a digestão. Essa massagem também revigora todo o trabalho hepático.

 

Circulação do sangue

O ritmo cardíaco acelera quando começamos a rir. Os batimentos podem atingir até 120 pulsações por minuto, em comparação com as 70 pulsações por minuto quando estamos em repouso. Quando a pulsação aumenta, o sangue circula mais intensamente no organismo, o que aumenta a oxigenação de todas as células, tecidos e órgãos, fazendo com que nosso organismo funcione a todo vapor.

SUA SAÚDE BUCAL MERECE O MELHOR TRATAMENTO. PROCURE A VASCONCELOS ODONTOLOGIA, COM UNIDADES EM SANTOS E SÃO PAULO.
www.vasconcelosodontologia.com.br

Estresse e sistema imunológico

Durante uma sessão de gargalhadas, os níveis de cortisol e adrenalina – hormônios do estresse – baixam. Além disso, nosso cérebro passa a produzir endorfina, hormônio que nos deixa relaxado.

Isso faz com que o corpo consiga produzir mais células de defesa, que ficam mais ativas, fortalecendo o sistema imunológico e blindando o organismo contra doenças.

As células que ganham vantagem na produção – quando os níveis de estresse abaixam – são os linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos; os linfócitos T, que são verdadeiros rastreadores de vírus e bactérias; a imunoglobina A, um anticorpo essencial no combate às infecções respiratórias; e as células NK, que são destruidoras de células cancerígenas.

 

Combate as rugas

Ao dar boas risadas, nós movimentamos 12 músculos faciais e, ao dar gargalhadas, movimentamos 24 desses músculos. Quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, então, são 84 músculos. Todo esse exercício facial estica a pele, retardando o aparecimento de rugas.

 

Exercício físico para os idosos

De acordo com uma pesquisa feita pela equipe da Universidade de Loma Linda, uma gargalhada é tão saudável quanto a prática de exercícios físicos. Isso porque ela estimula a circulação, produz endorfina e também movimenta nossos músculos, não só do abdômen, mas das pernas, braços e pés.

Os pesquisadores afirmaram que o riso pode ser a chave para a saúde de idosos que não conseguem praticar atividades físicas.

 

Autoestima

O sorriso melhora o bom humor, eleva a autoestima te deixa mais seguro. A terapia do riso nos hospitais é capaz levantar o alto astral do paciente e diminuir o sofrimento da internação, deixando-o mais confiante.

O sorriso traz uma série de sensações agradáveis e ajuda a eliminar sensações negativas, como tristeza e, até mesmo, depressão.

 

Sorrir é contagioso!

O sorriso, além de trazer todos esses benefícios a nossa saúde, ainda é capaz de nos aproximar das pessoas conhecidas e aumentar as chances de fazer novas amizades. Afinal, ele não deixa de ser uma forma de comunicação. Sorrir faz parte das relações sociais e compartilhá-lo faz bem a você a ao próximo.

 

Fonte: Portal Minha Vida