Seus dentes da frente são afastados e incomodam você? Há tratamento

Diastema é um problema odontológico que costuma levar várias pessoas ao dentista em busca de tratamento para garantir um sorriso perfeito. A seguir, explicamos o que é o diastema e como é feita sua correção. Confira!

dentes da frente são afastados

O QUE É DIASTEMA

Diastema é um espaço entre os dentes ou uma ausência de contato interproximal que ocorre entre dois ou mais dentes. Trata-se de um problema que está associado a fatores genéticos ou anomalias nos dentes, geralmente de tamanho e forma.

Há quem não se importe com esse espaço entre os dentes, mas a reação da maioria das pessoas que têm diastema é procurar um dentista para realizar um tratamento estético para eliminar esse problema.

Dentes da frente são afastados? Tem tratamento

TRATAMENTO DOS DENTES AFASTADOS

O tratamento para fechamento de diastema pode ser feito de três formas: com preenchimento do espaço usando resina ou porcelana, com a movimentação ortodôntica dos dentes ou uma combinação das duas técnicas anteriores.

E qual será a melhor forma para seu caso? Somente um dentista saberá analisar o caso e indicar o tratamento a ser seguido, aquele que entregará o melhor resultado. Por isso, consulte um profissional se quiser fechar diastema.

De modo geral, é possível apontar que o fechamento feito com resina ou porcelana é recomendado quando a abertura entre os dentes foi provocada por uma diferença de forma e tamanho entre eles.

Dentes da frente são afastados? Tem tratamento

Em casos assim, as restaurações estéticas são as mais indicadas, porque corrigem dimensões entre os dentes e fecham o diastema de forma rápida e simples, sem demandar longos tratamentos ortodônticos.

Agora, se o diastema foi provocado pela movimentação dos dentes, a indicação de tratamento é o uso de aparelho fixo ou móvel, que permite corrigir, também, outros problemas ortodônticos que o paciente tenha.

Se após a finalização do tratamento ortodôntico ainda houver espaços entre os dentes (geralmente ocorre nos incisivos laterais), o dentista pode indicar o uso de resina ou porcelana para correção.

Lente de contato dental: quem pode fazer?

Pacientes que têm o formato inadequado dos dentes, cor indesejada, tamanho irregular ou que simplesmente querem corrigir a posição dos seus dentes, podem tranquilamente recorrer ao procedimento de colocação da lente de contato.

Ele é indicado para praticamente todas as necessidades estéticas apresentadas. Principalmente porque o desgaste na arcada natural é mínimo – praticamente inexistente, na grande maioria dos casos.

Antigamente, era preciso desgastar muito os dentes para garantir a recuperação de um sorriso. Hoje a realidade é outra. A dentística alia o melhor da tecnologia, viabilizando um trabalho estético que garante satisfação ao paciente, a partir de uma intervenção mínima.

Como é feito o procedimento de lente de contato dental?

O procedimento para colocação de lentes de contato dentais se inicia com uma primeira consulta de avaliação, na qual o dentista faz uma verificação geral da boca do paciente e compreende suas expectativas em relação ao tratamento.

Após a avaliação, é feita uma moldagem por meio do scanner bucal, para que o paciente consiga visualizar como ficará o seu sorriso com o novo formato e a cor desejada. As alterações são mostradas por meio de um programa de computador, em tempo real.

As lentes, confeccionadas com cerâmicas de alta tecnologia, são aplicadas no paciente em consultório. Por serem resistentes e extremamente finas, não ocasionam nenhum tipo de desgaste na arcada dentária natural – e também não provocam dor ou desconforto.

Perda óssea dentária. Afinal como evitar e tratar

Você sabia que a falta de cuidados com a higienização bucal pode ocasionar a perda óssea dentária? Isso mesmo, apesar de escondido pelo tecido gengival, o osso alveolar — que protege a raiz dos dentes — pode ser afetado por bactérias.

É um problema que acomete mais os idosos, por conta do desgaste ósseo característico da idade avançada. Porém, pessoas mais jovens precisam ficar atentas à limpeza bucal regular e adequada para evitar essa situação.

Reunimos nossos especialistas em Implantes dentários para falar sobre a perda óssea dentária, quais os sinais que ela dá, os tratamentos que a Vasconcelos Odontologia oferece e como se prevenir do problema.

Perda óssea dentária. Afinal como evitar e tratar

O que é perda óssea dentária?

Para entender esse quadro, é importante conhecer as estruturas da cavidade oral: o dente é dividido em coroa (a parte branca que você vê) e raiz (menor, de coloração amarelada e que fica protegida pelo tecido ósseo alveolar e pela gengiva).

O tecido ósseo alveolar, portanto, garante a sustentação do dente e sua resistência na hora da mastigação. A perda óssea dentária ocorre quando esse suporte ósseo diminui, situação grave que pode trazer sérios prejuízos, como a perda do dente.

O que é perda óssea dentária?

Quais as principais causas da perda óssea?

Algumas doenças, como osteoporose e diabetes, podem ser fatores de risco para o problema, bem como a idade avançada.

Entretanto, a perda óssea dentária é decorrente da higienização oral incompleta. Quando os restos de alimentos não são eliminados, há a proliferação de bactérias que vão provocar a cárie e inflamação das gengivas (gengivite).

Quando a gengivite avança, atinge a estrutura de sustentação do dente (periodonto) — o que provoca a periodontite, um quadro mais sério que pode resultar na perda óssea dentária.

O problema é que, muitas vezes, o paciente não sente dor e não procura o dentista rapidamente, somente quando a doença está mais avançada, comprometendo o suporte ósseo.

Dentes desalinhados

Outra causa para a perda óssea dentária é o desalinhamento dos dentes: na arcada com dentes tortos fica mais fácil o acúmulo de alimentos, o que dificulta a limpeza, situação que pode provocar cáries e inflamações.

Quais as consequências desse quadro?

Nessa situação, a gengiva se retrai, o que dá a sensação de dentes mais alongados. O paciente também tem sangramento gengival, hipersensibilidade — porque as raízes ficam expostas — e mau hálito. Além disso, o risco de cáries é maior.

Como essa perda compromete o equilíbrio de forças da estrutura dental, os dentes podem se movimentar, trazendo problemas para a estética, mastigação e até fala.

Por fim, quando a perda óssea não é tratada, o paciente pode perder o dente.

Quais são os tratamentos para o problema?

O tratamento odontológico varia de acordo com a severidade da perda óssea. Para casos mais brandos, o dentista realiza a descontaminação da região afetada e verifica se está tudo em ordem com o exame clínico e raio-X.

Em situações mais complexas, é necessário fazer a reconstrução óssea por meio de uma cirurgia — o dentista faz a limpeza da raiz do dente e coloca um material biocompatível que consegue formar um novo osso e os ligamentos da região periodontal.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Não tem segredo: é importante realizar a escovação completa sempre após as refeições e antes de dormir. É preciso ter certeza de que todos os resíduos de alimentos foram retirados. Por isso, o uso do fio dental é um grande aliado. E ir até o dentista para checar se está sendo feito corretamente é fundamental pois, muitas vezes o paciente “acha” que está fazendo o certo mas, está apenas limpando parcialmente os dentes e permitindo a evolução da doença.

Para evitar o desgaste dos dentes e danos à gengiva, utilize uma escova com cerdas macias e faça movimentos suaves.

Como prevenir a perda óssea dentária?

Além disso, é essencial visitar o dentista regularmente para fazer a prevenção e manter o sorriso sempre saudável. E, se você tiver dentes desalinhados, não perca tempo e faça o tratamento ortodôntico.

É preciso ficar atento à cavidade bucal em geral porque um problema sério como a perda óssea dentária pode ficar escondido e provocar consequências sérias para sua saúde. A dica é ser extremamente disciplinado com a higienização bucal e visitar o dentista regularmente!

Quem pode colocar o aparelho ortodôntico invisível?

A procura pelo aparelho ortodôntico invisível por quem deseja alinhar os dentes e deixar de lado aquela imperfeição no sorriso que tanto incomoda é cada vez mais comum.

Ele é perfeito  para aqueles que se incomodam com a aparência que o clássico aparelho ortodôntico proporciona É uma excelente opção para quem deseja aliar um tratamento de qualidade com conforto, discrição e praticidade. Na maioria dos casos, seu uso passa despercebido e suas vantagens vão muito além da estética.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

MAS QUEM PODE COLOCAR O APARELHO ORTODÔNTICO INVISÍVEL?

O tratamento  pode ser feito em pacientes de todas as idades, desde crianças até pessoas mais idosas. O aparelho ortodôntico invisível é indicado tanto para quem deseja fazer correções mais simples no sorriso, como corrigir dentes separados (diastema), dentes encavalados ou que saíram do lugar quanto nos casos extremamente complexos. Isto é, ele também pode ser indicado para problemas mais complexos. No entanto, isso só é possível se o dentista possuir a experiência e domínio sobre a técnica pois, a biomecânica é muito diferente e exige estudo, muito estudo do profissional.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

Conheça 6 principais benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

O que é o aparelho ortodôntico invisível?

Em linhas gerais, o aparelho ortodôntico invisível é uma estrutura removível, confeccionada de acordo com a arcada dentária do paciente. Ele é constituído por um conjunto de alinhadores transparentes e feitos sob medida em modernas impressoras 3D.

Assim sendo, é uma excelente alternativa para quem deseja ter um sorriso bonito com o máximo de conforto, na medida em que, além de ser removível, ele não possui fios, bráquetes e bandas como nos modelos de aparelho fixo.

Quais são os principais benefícios do ortodôntico invisível?

1. É discreto e imperceptível

Muitas pacientes rejeitam o aparelho metálico por causa da estética que ele apresenta durante o tratamento. Já com o aparelho invisível é possível evitar essa condição, pois, ele é confeccionado praticamente invisível e vem já no formado da sua arcada dentária do paciente. Por isso, se encaixa perfeitamente nos dentes, o que torna seu uso praticamente imperceptível.

2. É confortável

Esqueça as bandas, fios e demais peças de metal ou porcelana dos aparelhos tradicionais. Isso torna o aparelho ortodôntico invisível bastante confortável, uma vez que não existe a necessidade do uso das peças dos modelos convencionais que contribuem para que apareçam irritações e aftas na boca.

3. Traz mais praticidade

O alinhador ortodôntico é móvel e, assim, pode ser retirado, sem desconfortos, quando você precisar comer ou beber. Durante o tratamento, você pode removê-lo quando for conveniente, como em jantares, festas e eventos corporativos. Por não necessitar de nenhum acessório para essa ação, o aparelho é facilmente retirado pelo próprio paciente.

benefícios do uso do aparelho ortodôntico invisível.

4. Mantém a saúde da gengiva

O fato de o aparelho ser removível também interfere na praticidade para realizar a limpeza diária. Passar fio dental entre os fios e bráquetes do aparelho convencional pode ser trabalhoso. Muitas vezes a escovação não é feita 100%, e isso contribui para o surgimento de tártaro e de problemas gengivais.

Na técnica das placas ortodônticas removíveis, para passar o fio dental e realizar a escovação, basta remover o alinhador e pronto. Dessa forma, a higiene bucal pode ser feita de forma bem mais completa.

5. Melhora a autoestima

Os dentes desalinhados podem causar problemas de má oclusão, mas também podem atingir a autoestima. Em contrapartida, o aparelho convencional também pode atrapalhar a estética do rosto e causar desconforto. O uso do aparelho ortodôntico invisível contribui para trazer mais confiança, sem interferir em sua vida pessoal ou profissional, afinal, na maioria dos casos, as pessoas nem percebem que você o está usando.

 

6. Tratamento em menor tempo

A duração do tratamento feito com o aparelho invisível é bem menor do que com o tratamento convencional ortodôntico e traz os mesmos resultados. No entanto, esse modelo de aparelho ortodôntico prioriza a estética, o conforto, a higiene e a praticidade durante o processo de alinhamento dos dentes.

Mas vale lembrar que, para que o tratamento tenha sucesso, o paciente precisa cooperar com o processo. Além disso, o cirurgião-dentista precisa ter o conhecimento necessário para proceder com esse tipo de intervenção em seu consultório.

 

Aparelho ortodôntico invisível: quais são os benefícios

A procura pelo aparelho ortodôntico por quem deseja alinhar os dentes e deixar de lado aquela imperfeição no sorriso que tanto incomoda é cada vez mais comum. Porém, muitas vezes, esse tipo de tratamento é adiado pelo fato de que o tradicional visual metálico ou mesmo das peças coladas não agrada a todos, principalmente pessoas mais criteriosas.

Nesse sentido, para aqueles que se incomodam com a aparência que o clássico aparelho ortodôntico proporciona, a solução é um aparelho ortodôntico invisível. O aparelho ortodôntico invisível nas mãos de quem tem a expertise, é uma excelente opção para quem deseja aliar um tratamento de qualidade com conforto, discrição e praticidade. Na maioria dos casos, seu uso passa despercebido e suas vantagens vão muito além da estética.

 

O que é o aparelho ortodôntico invisível?

Em linhas gerais, o aparelho ortodôntico invisível é uma estrutura removível, confeccionada de acordo com a arcada dentária do paciente. Ele é constituído por um conjunto de alinhadores transparentes e feitos sob medida em modernas impressoras 3D.

Assim sendo, é uma excelente alternativa para quem deseja ter um sorriso bonito com o máximo de conforto, na medida em que, além de ser removível, ele não possui fios, bráquetes e bandas como nos modelos de aparelho fixo.

Vamos conhecer os principais benefícios do uso Aparelho ortodôntico invisível

1. É discreto e imperceptível

Muitas pacientes rejeitam o aparelho metálico por causa da estética que ele apresenta durante o tratamento. Com ele é possível evitar essa condição, pois, ele é confeccionado praticamente invisível e vem já no formado da sua arcada dentária. Por isso, se encaixa perfeitamente nos dentes, o que torna seu uso praticamente imperceptível.

2. É confortável

As bandas, fios e demais peças de metal ou porcelana dos aparelhos tradicionais são dispensáveis, isto é, não são necessárias na técnica removível. Isso torna o aparelho invisível bastante mais confortável, uma vez que não existe a necessidade do uso das peças dos modelos convencionais que contribuem para que apareçam irritações e aftas na boca.

3. Traz mais praticidade

O alinhador ortodôntico é móvel e, assim, pode ser retirado, sem desconfortos, quando você precisar comer ou beber. Durante o tratamento, você pode removê-lo quando for conveniente, como em jantares, festas e eventos corporativos. Por não necessitar de nenhum acessório para essa ação, o aparelho é facilmente retirado pelo próprio paciente.

4. Mantém a saúde da gengiva

O fato de o aparelho ser removível também interfere na praticidade para realizar a limpeza diária. Passar fio dental entre os fios e bráquetes do aparelho convencional pode ser trabalhoso. Muitas vezes a escovação não é feita 100%, e isso contribui para o surgimento de tártaro e de problemas gengivais.

Na técnica das placas ortodônticas removíveis, para passar o fio dental e realizar a escovação, basta remover o alinhador e pronto. Dessa forma, a higiene bucal pode ser feita de forma bem mais completa.

5. Melhora a autoestima

Os dentes desalinhados podem causar problemas de má oclusão, mas também podem atingir a autoestima. Em contrapartida, o aparelho convencional também pode atrapalhar a estética do rosto e causar desconforto. O uso do aparelho ortodôntico invisível contribui para trazer mais confiança, sem interferir em sua vida pessoal ou profissional, afinal, na maioria dos casos, as pessoas nem percebem que você o está usando.

6. Apresenta resultados iguais a outros tratamentos

A duração do tratamento feito com um aparelho ortodôntico invisível é bem menor do que com o tratamento convencional ortodôntico e traz os mesmos resultados. No entanto, esse modelo de aparelho prioriza a estética, o conforto, a higiene e a praticidade durante o processo de alinhamento dos dentes.

Mas vale lembrar que, para que o tratamento tenha sucesso, o paciente precisa cooperar com o processo. Além disso, o cirurgião-dentista precisa ter o conhecimento necessário para proceder com esse tipo de intervenção em seu consultório.

VO Experience: facilidade no tratamento em odontologia intensiva para executivos

A prevenção é um trabalho em equipe que envolve paciente e dentista, visando preservar a dentição natural, evitando o surgimento e progresso de doenças bucais.

tratamento em odontologia intensiva para executivos

A VO Experience é uma modalidade em odontologia intensiva, onde executivos e executivas podem realizar o seu tratamento no menor tempo possível, a partir de um plano de tratamento otimizado e com uma equipe de profissionais trabalhando conjuntamente no seu caso de forma totalmente personalizada.

É uma modalidade ideal para aqueles que fazem viagens constantes, são de outras cidades, Estados ou países – o que também é conhecido como turismo odontológico – ou, ainda, para aqueles pacientes que possuem quadros de grave ansiedade em relação aos tratamentos odontológicos.

VO Experience: facilidade no tratamento em odontologia intensiva para executivos

SERVIÇOS QUE IRÃO CUIDAR DO SEU MAIOR CARTÃO DE VISITAS

tratamento em odontologia intensiva para executivos

 

  • Remoção de placa bacteriana e tártaro (cálculo dentário)

 

Por meio da utilização do aparelho de ultrassom ou da remoção manual (raspagem), pode-se remover substâncias nocivas as dentes e à gengiva.

 

  • Profilaxia

 

Procedimento realizado por meio de jato de bicarbonato ou de escovas especiais para a remoção de placa bacteriana e manchas de fácil remoção.

 

  • Aplicação tópica de flúor

 

Quando aplicado periodicamente, o flúor é um agente que ajuda a proteger a saúde dos dentes contra a ação bacteriana.
tratamento em odontologia intensiva para executivos

 

  • Orientação sobre higiene bucal

 

Por meio de uma correta orientação sobre escovação e utilização de fio dental, buscamos conscientizar nossos pacientes sobre a importância da manutenção de uma boa higiene bucal em casa.

 

  • Polimento e acabamento de restaurações antigas

 

Restaurações antigas também precisam de manutenção para que não percam suas qualidades.

COMO A PREVENÇÃO PODE AJUDAR VOCÊ ECONOMIZAR?

Visitar regularmente o dentista é uma ação econômica, pois previne o surgimento de problemas com soluções mais custosas, além de ser essencial para verificar o estado de tratamentos anteriores e manter sua saúde bucal em dia. A prevenção é a chave para a manutenção da beleza e da saúde de seu sorriso.

Dentes desalinhados podem causar problemas graves

Muitas pessoas acabam adiando ou nem fazendo o tratamento ortodôntico porque não se incomodam esteticamente com os dentes desalinhados e acabam procurando um dentista quando a situação é emergencial ou quando estão sentindo muita dor.

O que muitas pessoas não sabem é que os dentes tortos é apenas a ponta do iceberg. Na realidade o tratamento ortodôntico além da estrutura dos dentes, trabalha também com a parte óssea, prevenindo e corrigindo as alterações no osso da face. As consequências de adiar o tratamento ortodôntico podem ser grandes e o problema que, no começo foi aparentemente estético, pode levar a doenças graves e trazer muita dor.

Conheça 5 problemas graves que os dentes desalinhados podem causar:

tratamento dentes desalinhados

1- Dores em toda região do rosto, cabeça e ouvidos:

 

Dentes mal posicionados, encaixados de forma incorreta – o que popularmente é chamado de mordida cruzada – com o tempo podem levar a uma séria disfunção na articulação têmporo-madibular (ATM). Ela é responsável por ligar o maxilar ao osso temporal do crânio, localizado em frente às orelhas.

Quando a ATM não está na sua posição correta, ela pode ser responsável por dores de cabeça, enxaquecas, estalos, dores e cansaço no rosto após as refeições ou depois de falar muito. Além disso, a disfunção causa dores nos olhos e nos ouvidos. Muitas vezes o fato dos dentes não estarem encaixados corretamente também é motivo para zumbidos constantes.

A ortodontia é a especialidade que poderá corrigir a posição dos dentes e dos ossos maxilares.

2- Mau hálito, doenças respiratórias e ronco

Dentes tortos, saltados ou desalinhados, além de uma estrutura óssea anormal (falta de queixo) podem estar causando uma respiração bucal. A respiração feita pela boca não é natural e pode trazer uma série de complicações e doenças respiratórias. Isso porque o nariz funciona como uma espécie de filtro que impede a passagem de microorganismos. A respiração bucal facilita a entrada de vírus e bactérias no organismo e, assim, a contração de doenças mas facilmente.

 

Além disso, a respiração bucal, especialmente durante a noite, faz com que a boca fique seca e sem a lubrificação da saliva. A saliva funciona como um “limpador” natural dos dentes e a falta dela facilita o acúmulo de placa bacteriana e cáries, além do mau hálito e de favorecer o ronco (apnéia).

É importante observar a respiração desde cedo, quando criança, para garantir mais qualidade de vida no futuro adolescente e adulto. Note se a sua respiração ou de seu filho está sendo feita de modo incorreto. Nestes casos, é indicado realizar uma consulta com um dentista para avaliar se é necessário um tratamento ortodôntico ou se o caso é deve ser tratado com um otorrino.

Dentes desalinhados tratamento

3- Dentes desalinhados podem causar dores na coluna

 

Assim como quando você carrega uma sacola pesada na mão esquerda, todo o seu corpo passa a compensar aquele peso do lado direito, os dentes tortos fazem com que o posicionamento da cabeça mude e isso acaba interferindo também na postura. Todas as musculaturas estão interligadas e as primeiras ligações são as que sofrem as consequências primeiro. Se o problema bucal não for tratado, as chances de dores afetarem outras partes do corpo, como joelhos e até nos pés, são grande.

Segundo a OMS, as dores nas costas atingem cerca da 80% da população, problema que pode estar ligado ao mau posicionamento dos dentes. Portanto, não adie sua avaliação com um dentista!

Tatamento destes desalinhados

4- Problemas de digestão

O processo de digestão começa pela boca e é fundamental que tudo esteja de acordo para que a comida seja processada da maneira certa. Além de levar a complicações para os outros órgãos do aparelho digestivo, a mordida cruzada – efeito do desalinhamento dos dentes – ou problemas ósseos fazem com que as forças da mastigação tenham um maior impacto sobre as raízes de certos dentes e podem causar gengivas sensíveis e inchadas.

5- Dificuldades de higienização

Dentes desalinhados costumam invadir o espaço de outros dentes e estreitam o espaço entre eles. A escova de dentes não dá conta de retirar o resto de comida preso entre os dentes e, muitas vezes, o fio dental não consegue fazer seu trabalho de forma correta. A consequência da higienização precária é o acúmulo de placa bacteriana que por sua vez leva às cáries, gengivite e periodontite.

Tratamento dentes desalinhados em Santos

Além disso, por estarem muito grudados, o dignóstico de que algo não vai bem pode não ocorrer no tempo certo. Se houver uma cárie por ali que não foi identificada, as chances de lesão na gengiva e raiz do dente é muito maior.

 

Não adie sua consulta ao dentista ou ortodontista

Além de proporcionar uma melhoria estética, a ortodontia pode corrigir problemas de mastigação, deglutição, respiração, fala e sono. Só um dentista poderá fazer a avaliação se você precisa ou não de aparelho ortodôntico. Muitas vezes a necessidade de uso já é prevista assim que nascem os dentes permanentes na criança. Medidas preventivas são essenciais para garantir melhor qualidade de vida na adolescência e na fase adulta. Não deixe as dores ocasionadas por disfunções serem maiores na maturidade!

Dente escurecido. Conheça algumas soluções para tornar o seu sorriso mais branco, bonito e sem manchas.

O surgimento de um dente escurecido sempre é motivo de grande preocupação. Esse problema pode ser resultante de fatores como: uso de antibióticos, placa bacteriana, tratamento de canal, tabagismo e, até mesmo, traumas causados por um acidente ou queda, por exemplo.

Além da questão estética, outro problema é a autoestima do paciente, que fica afetada com o escurecimento dos dentes. Afinal, um sorriso bonito é importante tanto para a vida pessoal como para a profissional.

Dente escurecido. Conheça algumas soluções para tornar o seu sorriso mais branco,

Mas o que fazer? Independentemente da causa do dente escurecido, a Odontologia tem diversos tipos de tratamentos possíveis para tornar o seu sorriso mais branco, bonito e sem manchas. Confira!

 

Restauração com facetas laminadas para dente escurecido

Em caso de tratamento de canal que escureceu o dente, traumas ou uso de antibióticos, o dentista pode fazer o clareamento seguido da aplicação de facetas laminadas

Entretanto, se eles estiverem tortos, o indicado é a correção ortodôntica prévia para prevenir grandes desgastes e ter um tratamento mais conservador, mas, se há alguma objeção ao uso do aparelho fixo, leia sobre a alternativa praticamente invisível, confortável e higiênica do alinhador ortodôntico.

 

Lentes de contato dental

Trata-se se uma excelente opção para quem deseja corrigir as imperfeições na coloração dos dentes. Quando indicado e feito por um dentista competente, pode disfarçar manchas e descolorações, oferecendo um aspecto mais bonito e harmônico ao sorriso.

Os dentes escurecidos pelo tempo ou com excesso de restaurações podem ser muito beneficiados pelas lentes de contato. O tom de branco pode ser escolhido diretamente no consultório, após a avaliação do dentista que será responsável pelo tratamento.

 

Coroas dentárias

A coroa dentária de cerâmica também é indicada para o dente escurecido, desde que a parte “lingual” do dente tenha alguma restauração ou já esteja danificada.

Esse tipo de procedimento é bastante interessante. Contudo, deve ser criteriosamente avaliado pelo dentista, para que seja verificada a viabilidade do uso da coroa dentária para o seu caso.

Extração do dente siso: quando é necessária?

Os dentes sisos, popularmente conhecidos como “dentes do juízo”, são os últimos molares de cada lado dos maxilares, surgindo geralmente entre os 16 e 20 anos de idade. A extração do dente siso é uma questão que preocupa muitos jovens e adultos, principalmente por uma eventual expectativa da dor durante o procedimento. Porém, sabemos que, se feita por um especialista e com procedimento anestésico correto, é uma cirurgia simples e indolor.

Extração do dente siso: quando é necessária

No entanto, é muito importante ressaltar: a extração não é obrigatória em todos os casos. Cada quadro deve ser analisado individualmente pelo dentista.

No post de hoje, você vai compreender quando a extração do dente siso é necessária e como ocorre o procedimento!

Extração do dente siso: avaliação deve ser feita pelo dentista

A extração dos dentes sisos é um procedimento que quando realizado por um profissional capacitado, se torna um simples e indolor, com um pós operatório tranquilo. Mas será que todas as pessoas precisam extrair os famosos dentes do juízo? A resposta é: nem sempre.

 

É de responsabilidade do dentista avaliar o posicionamento dos dentes sisos: nos casos em que a erupção do dente é completa, não prejudica a arcada dentária e possui boas condições de higiene bucal, a extração dos sisos não é necessária e os dentes podem ser preservados.

Extração do dente siso: quando é necessária

Quando a extração do dente siso deve ocorrer?

Os dentes sisos apenas devem ser removidos quando podem apresentar problemas futuros para o paciente. Nesses caso, a extração deve ocorrer o mais cedo possível, pois os dentes não estão com a formação completa da raiz e são mais fáceis de remover.

A extração do dente siso deve ocorrer quando o espaço para seu nascimento não é suficiente. Se, nesses casos, os dentes não são extraídos, poderão ficar inclusos – presos embaixo do tecido gengival por outros dentes ou osso, podendo causar inchaço e dor no local.

A extração é indicada quando o paciente apresenta dores e infecções recorrentes, cistos, tumores, gengivites ou cáries profundas. Porém, é o dentista que deverá avaliar a situação e designar o tratamento adequado para o caso.

Como é feita a extração do dente siso?

Quando considerada necessária pelo dentista, a extração do siso é realizada mediante cirurgia. Geralmente, a anestesia utilizada é a local, ministrada por injeção. Em alguns casos, o uso de sedativos também pode ser autorizado pelo cirurgião-dentista.

Após a área estar devidamente anestesiada, uma incisão é realizada na pele da gengiva, que é deslocada para que o cirurgião-dentista consiga visualizar o siso a ser retirado. Se o dente ainda não erupcionou, o osso que recobre o siso é removido. Por fim, é feita a remoção do dente siso, seguidos de uma sutura.

tempo do procedimento pode variar em cada caso. Geralmente, ao menos 30 minutos são destinados para cada remoção. Extrações mais fáceis podem ser ainda mais breves, demorando cerca de 5 minutos.

É extremamente importante que o procedimento seja realizado em uma clínica Odontológica segura e confiável. Assim, a recuperação torna-se muito mais rápida e indolor ao paciente.

Cuidados após extração do dente siso

Após a extração do dente siso, alguns cuidados devem ser levados em consideração para uma recuperação mais rápida:

  • Dieta líquida nos primeiros três dias, evitando alimentos muito quentes;
  • Utilização correta das medicações indicadas pelo cirurgião-dentista;
  • A escovação dos dentes deve ser realizada suavemente, evitando os dentes vizinhos dos sisos extraídos nas primeiras 24 horas;
  • Não fume nos primeiros sete dias;
  • Visite o cirurgião-dentista após 7 dias para retirada dos pontos.

O que é estética bucal e restauradora?

estética bucal em São Paulo

Você sabe o que é estética bucal? Se você respondeu que é ter um sorriso bonito e bem alinhado, acertou, pois quando falamos em estética estamos nos referindo justamente à beleza. E um dos principais fatores ligados à beleza de uma pessoa é o sorriso.

Já a restauração estética consiste em reparar danos causados à estrutura dental de forma que deixe o resultado mais natural possível. Por isso, são usados novos materiais que substituem as restaurações antigas, de metal ou amálgama, que eram muito visíveis e atrapalhavam a beleza do sorriso dos pacientes.

Como funcionam os tratamentos de estética bucal e restauradora?

Hoje amos tratar dos benefícios da estética bucal e como funcionam os tratamentos. Confira!

Como funcionam os tratamentos de estética bucal e restauradora?

Para que você entenda melhor o que é estética bucal, listamos a seguir os tratamentos voltados para fins estéticos. Veja quais são:

  • clareamento dental;
  • troca de restaurações antigas por resina ou porcelana;
  • facetas de porcelana;
  • lentes de contato dental;
  • limpeza dentária profissional;
  • aparelho ortodôntico.

lentes de contato dental em são paulo

Todos esses tratamentos visam não somente manter a saúde bucal do paciente, mas proporcionar um sorriso bonito e harmônico.

Quem pode se submeter aos tratamentos de estética bucal?

Qualquer pessoa que esteja insatisfeita com seu sorriso pode procurar tratamentos odontológicos estéticos. E não é preciso que você esteja com um problema muito grande, pois é possível corrigir pequenas falhas, proporcionando um resultado bastante natural.

Se a sua insatisfação for em relação a um único dente, ele pode ser facilmente resolvido com um tratamento não invasivo e em poucas sessões. Mas, se você quer fazer uma transformação radical no sorriso, também é possível e de forma totalmente indolor.

Quais são os benefícios da estética bucal?

Quais são os benefícios da estética bucal?

Todos sabem como a estética bucal influencia a vida das pessoas, pois o sorriso é nosso cartão de visitas. Um sorriso bonito pode ajudar nas relações de trabalho, com a família, a ter acesso a muitas oportunidades na vida.

Falando assim, parece exagero, mas não é. Afinal de contas, pessoas insatisfeitas com seus dentes tendem a ser retraídas, por vergonha de sorrir, e isso prejudica suas relações.

Além disso, um defeito no corpo ou na pele pode ser facilmente escondido com roupas, acessórios e maquiagem, mas nos dentes não tem como, pois ainda não inventaram nada que disfarce suas imperfeições.

Além disso, dentes saudáveis e bem alinhados impedem problemas de saúde bucal, como cáries, tártaro e problemas na gengiva.

Existe idade para se submeter aos tratamentos de estética bucal?

Existe idade para se submeter aos tratamentos de estética bucal?

Claro que não. Pessoas de qualquer idade podem se submeter a tratamentos de estética bucal, pois nunca é cedo ou tarde demais para cuidar da saúde bucal e ter um sorriso bonito.

Entretanto, apenas o dentista poderá indicar a melhor solução para o seu caso, depois de uma avaliação completa da sua boca.

Agora que você já sabe o que é estética bucal e restauradora, e quer dar um up no sorriso, deve lembrar-se de procurar profissionais especializados.

Se você procura tratamentos odontológicos de qualidade, entre em contato com a Vasconcelos Odontologia e conheça a nossa equipe de profissionais. Temos uma infraestrutura completa e diferenciada para proporcionar conforto aos nossos pacientes durante os tratamentos.