Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas para repaginar o seu visual

Sabe aquele sorriso com os dentes espaçados, irregulares e que te incomodam? Pois é, você acha que vai ter que conviver com eles assim por toda a sua vida. Engano seu. Graças aos tratamentos estéticos queridinhos do momento isso vai mudar, eles corrigem de uma forma bem simples as (manchinhas e as imperfeições dos dentes). Já ouvi falar nas Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas? A técnica já é a mais procurada pelos famosos para repaginar o visual. Quer saber quais os benefícios dessas técnicas? Abaixo listamos o porque de a técnica ser tão querida.

Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas para repaginar o seu visual

 LENTES DE CONTATO DENTAL

  •  Melhora a Estética do Sorriso
 Um sorriso bonito conta muito na hora da conquista ou no momento de passar naquela entrevista de emprego que tanto você quer. Elas melhoram o visual dos dentes, além de deixar o sorriso branco outra vez.
  •  Preserva a Estrutura Natural do Dente
 O desgaste é mínimo que o profissional realiza nos dentes, graças à fina estrutura do material. Dependendo do caso, nenhum reparo precisa ser feito, preservando, assim, toda a estrutura natural do dente
Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas para repaginar o seu visual Restabelece a Função e Resistência dos Dentes
 Assim como os dentes naturais, a Lente de Contato é uma solução simples que recupera a funcionalidade dos dentes em pouco tempo, porém quem adota essa técnica precisa prestar atenção na hora de praticar alguns hábitos, principalmente durante as refeições. A Lente é resistente, mas se não tiver os cuidados necessários, como não morder alimentos duros, pois esses alimentos podem fraturar a lente.
  •  As Lentes de Contato são mais Resistentes às manchas
 As lentes não mancham com a ingestão de alimentos como vinho, açaí e café, pois não são muito porosas. Mas lembramos que abaixo delas estão os seus dentes naturais e para mantê-los sempre em bom estado, é essencial evitar alguns alimentos ácidos e permanecer com a higiene oral na sua rotina.
Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas para repaginar o seu visual

FACETAS ESTÉTICAS

  •  Maior durabilidade e resistência às manchas, forças mecânicas e mastigação
 As Facetas Estéticas não se desgastam facilmente e são mais fáceis de serem higienizadas, além de serem mais resistentes. Porém, isso vai depender dos cuidados que a pessoa vai ter, por exemplo: fumar, ingerir bebidas e alimentos com alto grau de pigmentação ou acidez com frequência são hábitos que irão diminuir a vida útil das facetas.
  •  Maior estabilidade de cor, brilho
 Justamente por não sofrerem com tanto desgaste e por resistirem às manchas, as Facetas conseguem manter a sua cor e sua aparência natural por mais tempo, pois são uma versão similar ao dente natural. O brilho superficial de uma Facetas também não é perdido facilmente.
Lentes de Contato Dental e Facetas Estéticas para repaginar o seu visual
  •  É o tratamento mais procurado pelas celebridades
As Facetas Estéticas ficaram bastante famosas e se tornaram o método mais preciso e o mais usado pelas celebridades no Brasil e de Hollywood.
  •  Resultado Garantido
 Com o planejamento prévio do sorriso, os resultados são garantidos, com a transformação da aparência da forma como se desejou, incluindo a cor, brilho e outros detalhes que são importantes para cada paciente.
  •  Sem dor
 Se você tem medo de sentir dor e foge dos dentistas, as Facetas é o tratamento ideal, pois é indolor.

Manutenção preventiva preserva a saúde bucal

Como todos nós sabemos a profilaxia e manutenção preventiva (limpeza dos dentes), devem ser feitas corretamente, pois a limpeza que fazemos em nossas casas, não são suficientes para que os dentes estejam realmente limpos, por isso, para se evitar problemas, a ida ao dentista deve ser feita regularmente.

Conheça os benefícios de fazer a profilaxia e manutenção preventiva com o dentista.

BAIXE O E-BOOK AGORA

Como a manutenção preventiva preserva a saúde bucal:

O dentista limpa dente por dente, retirando o acúmulo de placa para nenhuma bactéria se instalar, evitando assim doenças e infecções. Deve-se fazer a limpeza regularmente, para manter a saúde bucal e conservar a integridade dos dentes.

Evitar os Tratamentos de Canal:

Com a limpeza, fica mais difícil o aparecimento de novas cáries, ou seja, com a limpeza bucal em dia e uma higiene correta todos os dias, você corre um menor risco de precisar fazer um tratamento de canal.

Diminui as Doenças Dentárias:

Muitas doenças como cárie, gengivite e outras, podem ser evitadas, por isso, é importante fazer a limpeza dos dentes com uma frequência de 6 em 6 meses.

Evita Perda do Dentes:

Fazendo a limpeza dos dentes semestralmente pode reduzir as chances de perda dos dentes. Pois a perda dos dentes está associada a cáries, falta de higiene, entre outros fatores. Por isso, visite o seu dentista a cada seis meses pelo menos. Cuide do seu sorriso, com ele você ganha oportunidades e conquista novos momentos a cada dia.

Quais são os piores inimigos do dente ?

Manter os dentes saudáveis não é uma tarefa tão simples, requer cuidados que envolvem as escovações diárias de maneira adequada e eficiente e a utilização do fio dental como complemento regularmente. Porém, alguns hábitos alimentares podem prejudicar a higienização e se tornar verdadeiras ameaças a saúde bucal.

Os piores inimigos do dente e de um sorriso saudável são o açúcar e o tabaco.

Açúcar

O açúcar alimenta as muitas bactérias que vivem na nossa boca, e que produzem ácidos. Estes ácidos podem danificar os tecidos dos dentes e causar as cáries.

Essas bactérias podem causar a gengivite ou a periodontite, além de ocasionar muitas vezes processos inflamatórios que podem desencadear distúrbios cardiovasculares.

Os refrigerantes, bebidas açucaradas, doces ou balas de leite são grandes vilões para a saúde bucal e que podem contribuir para a desmineralização do esmalte do dente, além de se fixar à sua superfície dificultando a higienização.

Como proteger os dentes?

Para evitar os efeitos negativos nos seus dentes, diminua o consumo de açúcar. Escove os dentes após cada uma das refeições e evite os lanches com alimentos e bebidas que contenham açúcar durante os intervalos entre uma refeição e outra.

Tabaco (cigarros)

O fumo provoca a falta de saliva, contribui para o mau hálito, danifica as gengivas e os tecidos de suporte dos dentes, provoca manchas e dentes amarelados, entre inúmeros problemas bucais, pode ocasionar até a perda dos dentes em longo prazo ou aumentar os riscos de câncer oral.

O tabagismo ainda atrapalha e muito a cicatrização de feridas na boca e pode aumentar o risco de complicações após procedimentos mais delicados como implantes ou cirurgias na boca.

Como se proteger?

Não fume! Cuide da sua saúde bucal escovando os dentes após cada refeição e visite o seu dentista regularmente.

Alguns alimentos que também podem ser muito prejudiciais a saúde bucal:

Alimentos ácidos

Os alimentos ácidos são os responsáveis pelas erosões ácidas que resultam no desgaste dos dentes e de toda a área em volta da gengiva. Exemplo de frutos ácidos: limão, kiwi, laranja, ananás, entre outros. Você não precisa abolir esses alimentos da sua dieta, apenas consumi-los moderadamente e assim que terminar de ingeri-los procure escovar bem os dentes.

Alimentos ricos em amido

Alimentos como os pães, bolachas, biscoitos, batatas e massas se transformam rapidamente em açúcar, que é o alimento preferido das bactérias que provocam as cáries, além disso, eles costumam grudar nos dentes dificultando a higiene bucal.

Frutos secos

A consistência pegajosa, aliada ao açúcar que os frutos secos como, as nozes, amêndoas, amendoins ou avelãs possuem, tornam os resíduos desses

Dentes desalinhados, suas consequências e tratamento

Dentes desalinhados dificultam a higienização bucal, causam um aspecto estético desagradável e podem ocasionar uma série de consequências negativas para o corpo, tais como, dificuldades na função mastigatória, que acabam afetando a digestão, devido ao tamanho dos alimentos que passam pelo estômago. Podem resultar ainda, no aparecimento de bruxismo, os atritos indesejáveis aumentam o risco de fratura e abrasão da coroa do dente em pacientes que necessitam de tratamento ortodôntico.

A posição dos dentes também pode desempenhar um papel no aparecimento de apneia do sono, aumentando a probabilidade de fechar a obstrução das vias aéreas.

Dentes desalinhados e suas consequências

Como solucionar o problema dos dentes desalinhados?

A ortodontia é a especialidade responsável pela correção da posição e alinhamento dos dentes. O paciente deverá visitar um profissional ortodontista e ele fará a avaliação do quadro clínico e indicará o tratamento mais adequado para o caso.

Dentes desalinhados e suas consequências

 

Quais as principais opções de tratamento?

Após a avaliação da arcada dentária do paciente realizada pelo profissional especializado em ortodontia, ele apresentará todas as possíveis formas de tratamento para corrigir o problema, indicará a mais adequada para o caso e levará em consideração as expectativas do paciente quanto ao resultado e a duração do tratamento.

Existem vários tipos de tratamentos, porém em muitos casos a opção mais viável é a colocação de um aparelho ortodôntico. Alguns dos principais modelos são: os móveis, os fixos (metálicos), os estéticos feitos de resina composta, cerâmica, safira, e ainda os alinhadores invisíveis que tornam o tratamento mais discreto, entre outros.

Dentes desalinhados e suas consequências

Como funcionam os alinhadores chamados de invisíveis? E porque eles vêm sendo a opção mais procurada por adultos?

Os alinhadores são praticamente invisíveis e vão reposicionando gradativamente os dentes. Eles são removíveis e podem ser retirados para comer, escovar os dentes, para passar o fio dental e ainda, em ocasiões especiais. Costumam ser mais confortáveis e agradáveis, pois não possuem fios ou metais que irritam a boca.

A opção conquista cada vez mais adultos, por conta do conforto, praticidade e pela discrição. A maioria das pessoas nem nota que o paciente está em tratamento, pelo fato dos alinhadores serem quase imperceptíveis, o que não prejudica e nem influencia a rotina ou estilo de vida do paciente. A troca dos alinhadores é realizada a cada duas semanas.

Qual a duração do tratamento?

A duração do tratamento varia de paciente para paciente dependendo de seu quadro clínico. Porém, a previsão mais aproximada para o tratamento de alinhamento dos dentes é de 12 a 36 meses dependendo da complexidade do caso.

Os aparelhos contribuem para o alinhamento dos dentes, pois aplicam uma pressão contínua sobre eles por períodos de tempo pré-determinado. Então, os dentes se movem lentamente, o osso modifica o seu formato reabsorvendo a raiz do dente na sua nova posição.

O alinhamento dos dentes ajuda a dar um aspecto estético mais bonito que é a cada dia mais almejado pelas pessoas, além de melhorar a função mastigatória, a prevenção de cáries, problemas periodontais e proporcionar um sorriso mais bonito e harmônico.

De onde vem o tártaro nos dentes?

Após cada uma das refeições diárias, restos de alimentos se misturam a outros componentes da saliva e se depositam sobre a superfície dos dentes, o que atrai as bactérias já presentes na boca. Este conjunto se multiplica formando a placa bacteriana que é coberta por uma espécie de película branca, o chamado tártaro.

Quando a escovação não é realizada de maneira adequada e não consegue remover a placa, ela endurece por conta da mineralização. Esta transformação ocorre devido aos cristais de cálcio e magnésio que são produzidos pelas glândulas salivares.

O tártaro é, portanto, a placa calcificada ou endurecida que se liga ao esmalte do dente e abaixo da margem gengival. Por vezes, é facilmente visível e seu sinal mais comum é apresentar uma cor marrom ou amarela nos dentes na região da margem gengival. Como o tártaro é poroso, ele absorve bactérias e manchas provenientes, por exemplo, do consumo de café, chá ou tabaco.

Como evitar a formação do tártaro nos dentes?

Sua formação pode ser evitada com uma correta higienização bucal que pode contar com a ajuda de um creme dental anti-tártaro e o uso do fio dental diariamente.

O que fazer para removê-lo?

Uma vez formado, o tártaro não pode ser removido com uma escovação simples e o seu acúmulo excessivo pode acabar pressionando e irritando a gengiva que fica mais vulnerável a inflamações, sangramentos, gengivites, o surgimento de cáries e outras doenças. É necessária uma limpeza mais profunda com instrumentos específicos, conhecida como raspagem e que deve ser realizada somente pelo seu dentista.

O controle do tártaro é essencial para manter os seus dentes e gengivas sempre saudáveis. Portanto, realize uma higienização bucal adequada após cada uma das refeições diárias, evite alimentos muito ácidos ou doces e visite o dentista regularmente.

Gengivite e Periodontite são problemas recorrentes

A doença periodontal é um problema bucal presente na vida de muitos pacientes devido à falta de uma higienização bucal apropriada e acompanhamento com um profissional qualificado. Por ser um problema recorrente, trazemos o artigo dessa semana para explicar o que é a doença, quais são seus sintomas e os tratamentos adequados para o caso.

Gengivite e Periodontite são problemas recorrentes

O que é a doença periodontal?

A doença periodontal é uma infecção bacteriana que afeta desde a gengiva até o osso que dá suporte aos dentes e é causada pelo acúmulo de placa bacteriana entre os dentes e a gengiva, devido a uma limpeza bucal incorreta. Com o costume de procurar um profissional odontológico apenas em casos de dor e incômodo, muitos pacientes afetados por este problema não buscam atendimento já que, no início, ela não causa dor à pessoa.

Saiba quais são os três estágios da doença periodontal

Gengivite e Periodontite são problemas recorrentes

Gengivite

É o primeiro estágio da doença periodontal. Devido ao acúmulo de placa bacteriana, a gengiva apresenta vermelhidão e inchaço, e sangramentos durante a escovação e o uso do fio dental tornam-se frequentes. É de suma importância buscar ajuda de um dentista ainda nesse estágio para tratamento e evitar a evolução da doença para uma periodontite.

Periodontite

Nesse segundo estágio, a inflamação bacteriana afeta definitivamente o osso de sustentação e as fibras que dão apoio e suporte aos dentes. Apesar de não ter como reverter o efeito da periodontite, os dentistas podem indicar os melhores cuidados para o paciente realizar a higiene bucal para evitar outros danos ao quadro.

Periodontite avançada

Durante o estágio mais severo da doença periodontal, o dente pode ficar mole porque o osso de sustentação e as fibras necessárias para dar sustentação aos dentes estão seriamente afetados. O amolecimento dos dentes também leva a mordida do paciente a sofrer mudanças.

Se o tratamento nesse estágio não demonstrar resultados, é necessário extrair os dentes afetados.

Quais são os sintomas desse problema bucal?

Os sintomas da doença periodontal são:

  • Gengiva inchada, avermelhada, dolorida ou até retraída;
  • Sangramento da gengiva durante escovação e uso do fio dental;
  • Mau hálito persistente;
  • Gosto ruim na boca;
  • Dentes amolecidos ou com espaços entre eles;
  • Dores ao mastigar.

Mas afinal, há tratamento para a doença periodontal?

Como explicado acima, a doença periodontal é provocada pelo acúmulo de placa bacteriana na margem do dente (região entre dente e gengiva). O tratamento ideal para a doença periodontal é a prevenção, bastando realizar uma higienização bucal eficiente com uma boa escovação, uso correto do fio dental e acompanhamento com um dentista. Outros tratamentos viáveis para remover a placa bacteriana acumulada rente à gengiva são a raspagem e o alisamento radicular – vale ressaltar que, para saber qual o melhor tratamento periodontal para cada caso, deve-se visitar um dentista que esteja preparado para analisar, diagnosticar e orientar o paciente de acordo com sua situação.

Implantes dentários: tire suas dúvidas sobre o procedimento que restabelece o sorriso do paciente

Os implantes dentários são uma excelente opção para quem precisa repor um ou mais dentes na boca. Além de restabelecer a estética do sorriso, o tratamento ainda devolve a capacidade de mastigação e a autoestima do paciente.

O tratamento está cada vez mais acessível e por isso, o implante é um dos procedimentos mais procurados dentro dos consultórios. No entanto, há muitas dúvidas em relação ao tratamento, gerando informações equivocadas em relação ao procedimento. Neste post, citaremos os principais mitos em relação ao implante dentário. Confira!

Os implantes dentários são mais indicados apenas para idosos?

Qualquer adulto pode se submeter ao tratamento com implantes dentários, desde que estejam com a saúde bucal em dia. Na realidade, o procedimento é indicado para pessoas que já tenham o crescimento ósseo completo.

Os implantes podem ser rejeitados pelo organismo?

Os implantes são confeccionados em titânio, que é um material biocompatível com o corpo humano, por isso, integra-se facilmente ao osso. Casos de insucesso são bastante raros e acontecem devido a problemas na cirurgia, no pós-operatório, na qualidade do osso do paciente ou a falhas mecânicas relacionadas à prótese — dente artificial.

Quem tem implante dentária não precisa se preocupar muito com a higiene bucal?

Esse talvez seja um dos maiores mitos relacionados aos implantes dentários. Mesmo pacientes que tenham implantado todos os dentes precisam ter os mesmos cuidados com a higiene que tinham com os dentes naturais.

Isso porque o acúmulo de resíduos alimentares causa inflamações nas gengivas, que podem prejudicar o osso. Lembrando que o osso serve de suporte para o implante e, se houver desgaste dele, o implante fica comprometido.

Quem faz implante dentário pode fumar, normalmente?

 

Quem faz implante dentário pode fumar, normalmente?

Quando o paciente é um fumante assíduo, as chances de insucesso no implante são maiores, pois isso, o tabaco prejudica o processo de cicatrização. Nesse caso, o paciente é orientado a parar de fumar para que o sucesso do procedimento não seja afetado. Se o paciente insistir no hábito, ele pode perder os implantes.

Qualquer dentista pode colocar o implante

Apesar de ser um tratamento seguro, o implante dentário é um procedimento cirúrgico, que exige conhecimentos técnicos específicos. Por isso, ele só pode ser realizado por profissionais devidamente qualificados, com cursos de especialização na área.

Dentistas mal preparados ou não capacitados para realizar o implante, podem causar danos à saúde bucal do paciente.

É possível fazer implante sem nenhum corte na gengiva

Os implantes dentários sem corte, tão divulgados pelos dentistas, são uma técnica menos invasiva do que o procedimento tradicional. Na realidade, nesse tipo de tratamento, todo o planejamento é feito por computador. Então, não há necessidade de o profissional cortar toda a extensão da gengiva para examinar o osso.

Mas para colocar os implantes dentários é necessário fazer uma perfuração na gengiva. Essa incisão é pequena, pois deve ter apenas o tamanho suficiente para inserir o pino de titânio.

Minhas bochechas estão inchadas. O que fazer?

Ficar com a bochecha inchada é uma situação um pouco desagradável, pois, além da questão estética, esse problema ainda pode prejudicar sua vida. Embora pareça uma coisa sem importância, o inchaço nas bochechas, aliado a outros sintomas, pode ser um indicativo de disfunções graves.

Neste post, vamos citar algumas situações que causam o inchaço nas bochechas e o que fazer para resolver o problema. Confira!

Minhas bochechas estão inchadas. O que fazer?

Bochecha inchada é sinal de problemas de saúde bucal?

Nem sempre. Muitas vezes, você pode ficar com a bochecha inchada por causa de problemas alérgicos como picadas de inseto, uso de medicamentos, cosméticos, queimaduras ou doenças infecciosas como caxumba, terçol e sinusite.

Mas o inchaço nas bochechas também ocorre por problemas bucais, que podem ser causados por falta de uma higiene oral adequada. Veja quais são eles!

Abscesso no dente

A presença de abscessos crônicos ou agudos é uma das principais causas do inchaço no rosto. Esse problema ocorre devido a uma infecção bacteriana que se forma por causa da falta de tratamento adequado em um dente com cárie profunda. Restaurações antigas, com infiltrações também podem causar abscessos nos dentes.

O abscesso pode se formar na ponta da raiz dentária ou na gengiva, em uma região bem próxima à raiz do dente.

Os sintomas desse tipo de disfunção são: sensibilidade nos dentes, acúmulo de pus nas gengivas, dor latejante e persistente no dente ou ao redor da área afetada. Além disso, a gengiva pode ficar avermelhada e o dente infeccionado, escurecido.

Doença na gengiva

A periodontite é uma doença grave que afeta o tecido gengival e o osso alveolar — responsável pela sustentação dos dentes. Ela surge quando o paciente sofre de gengivite e não trata o problema. Os sintomas da periodontite são: vermelhidão no local, sangramento na hora da escovação e sensibilidade.

Quais são os riscos para a saúde quando um paciente sofre com as bochechas inchadas?

Quais são os riscos para a saúde quando um paciente sofre com as bochechas inchadas?

Abscessos na raiz dentária, quando não tratados corretamente, podem trazer sérios prejuízos à saúde do paciente. Além das frequentes dores e da perda do dente afetado, as bactérias presentes na infecção podem cair na corrente sanguínea, causando doenças como a endocardite bacteriana.

A endocardite é uma doença que provoca a inflamação do tecido que reveste a parede interna do coração e as válvulas cardíacas. Se o paciente não realizar a tempo o tratamento para a inflamação, ele pode ter problemas cardíacos a vida inteira ou até mesmo vir a óbito.

O que fazer se notar que minhas bochechas estão inchadas?

O que fazer se notar que minhas bochechas estão inchadas?

Se você notar sua bochecha inchada aliada a outros sintomas, como os já citados, deve procurar o dentista imediatamente. O profissional vai fazer uma avaliação criteriosa de sua boca para propor a melhor solução.

No caso de infecção por cárie profunda, o mais provável é que o dentista precise realizar o tratamento de canal, pois, assim, ele evita que você perca seu dente e que a infecção se espalhe, causando outros problemas.

Se o problema for a gengivite, as devidas providências também serão tomadas para controlar a infecção. Dependendo do caso, o dentista pode indicar o uso de medicamentos específicos. Mas vale ressaltar que o mais importante é consultar o dentista periodicamente e manter uma rotina de higiene bucal adequada. Dessa forma, você mantém seus dentes bonitos e saudáveis por toda a vida.

O acúmulo de placa bacteriana é causador de problemas bucais

Quando a higiene bucal não é feita adequadamente, há um acúmulo de placa bacteriana na superfície dos dentes. Essa placa, ao contrário que muitos pensam, não tem nada de inofensiva.

O acúmulo de placa bacteriana é a principal causa de diversos problemas bucais, como a cárie e outras patologias.

Mas o que exatamente é a placa bacteriana? Existem meios de evitar esse problema? São estas e outras questões que responderemos neste post. Confira!

O acúmulo de placa bacteriana é causador de problemas bucais

O que é a placa bacteriana?

Sabe aquela camada pegajosa que sentimos quando ficamos um bom tempo sem fazer a higiene bucal e passamos a língua em cima dos dentes? Pois é, isso é o que chamamos de placa bacteriana ou biofilme dental.

Na realidade, a placa trata-se de uma película transparente e pegajosa que se adere aos dentes, é constituída por resíduos alimentares e bactérias.

Quais são os problemas causados pela placa bacteriana?

Essa camada pegajosa é cheia de bactérias e por isso, ela libera um ácido que causa as cáries. Além disso, caso o biofilme não seja removido, ele se transforma em tártaro — aquela camada endurecida, de cor amarelada ou amarronzada — que fica entre os dentes e a gengiva.

O tártaro, por sua vez, causa o mau hálito, a gengivite e a periodontite. Lembrando que a periodontite causa perda dentária e se não tratada a tempo, pode cair na corrente sanguínea e levar o paciente ter sérios problemas de saúde.

O acúmulo de placa bacteriana é causador de problemas bucais

Como evitar o acúmulo de placa bacteriana nos dentes?

A melhor forma de evitar o acúmulo do biofilme dental é adotar bons hábitos de higiene bucal. Por isso, você deve escovar os dentes sempre após as refeições e passar o fio dental pelo menos uma vez ao dia.

Além disso, é importante nunca ir dormir sem fazer a higienização bucal, pois durante a noite, há uma redução na produção de saliva, o que deixa a boca mais suscetível à proliferação de bactérias. Mesmo que a escovação seja feita no dia seguinte pela manhã, as bactérias tiveram a noite inteira para agir em sua boca, então, o estrago já foi feito.

Evitar doces e alimentos muito ricos em açúcar também ajuda a manter sua boca livre do biofilme dental.

O acúmulo de placa bacteriana é causador de problemas bucais

Como a placa bacteriana é removida dos dentes?

O biofilme não fica preso nos dentes e por isso, uma boa escovação e o uso do fio dental são suficientes para eliminar o problema. As complicações surgem quando ela não é removida durante a higienização bucal e se transforma em tártaro. Quando isso acontece, a escova de dentes não é capaz de remover essa camada, pois ela é bem dura.

Nesse caso, é preciso ir ao dentista para que ele remova o tártaro, pois o profissional tem equipamentos específicos para este fim.

Como você viu, a placa bacteriana não é difícil de tratar, mas é melhor evitar o problema, já que a prevenção é bem simples e mais barata do que ter que fazer um tratamento de cáries ou doenças nas gengivas.

A sua qualidade de vida está diretamente relacionada a sua saúde bucal.

Muitos  dos nossos pacientes perguntam porque a qualidade de vida deles está diretamente relacionada a sua saúde bucal?

As pessoas se atentam  que a saúde bucal merece e necessita de muita atenção para evitar muitas doenças. Infelizmente, a maioria das pessoas deixam de se consultar com seu dentista periodicamente para manutenção ou revisão.

A sua qualidade de vida está diretamente relacionada a sua saúde bucal.

Saúde bucal está ligado diretamente com a qualidade de vida do paciente

Muitos pacientes acham que as consultas de manutenção não são necessárias e acabam passando anos sem retornar ao dentista. Nossos dentistas em Santos e São Paulo prepararam uma pequena lista de motivos para você visitar seu dentista regularmente, pelo menos a cada seis meses para uma consulta com seu dentista, mesmo após o término de seu tratamento clínico ou procedimento estético.

Prevenir outros problemas bucais

Por meio do exame clínico periódico e de todas as orientações profissionais que seu dentista te passa na consulta, fica muito mais fácil prevenir o desenvolvimento de cáries, gengivitedoenças periodontais. Isto evita problemas sérios no futuro e pode trazer gastos em longos tratamentos. Um check-up regular e periódico com seu dentista não deixa que os problemas evoluam sem que você saiba.

A sua qualidade de vida está diretamente relacionada a sua saúde bucal.

Mantenha o sorriso claro, limpo e saudável

Mesmo que você faça uma higienização bem feita, escovando dentes e língua da forma correta, mesmo que use regularmente o fio dental e tenha todos os cuidados para evitar a formação de placa bacteriana, tártaro e cáries, somente a visita ao dentista pode garantir que você não tenha dúvidas sobre como está se comportando na hora de higienizar sua boca. Com relação a manchas, já existem muitas técnicas para clareamento de manchas e seu dentista é o único que pode executar o tratamento mais indicado

Evitar a dor de dente

A maior inimiga da dor de dente é a prevenção. As visitas regulares ao seu dentista, mesmo quando você não apresenta nenhum sintoma de dor ou falha estética, são as responsáveis por detectar possíveis problemas e evitar que a dor se manifeste. Não espere doer, agende uma consulta ao dentista regularmente para deixar tudo saudável.

Evitar o mau hálito

Boa parte das causas do indesejado mal hálito, ou popularmente conhecido como bafo, está na boca. A escovação dos dentes e da língua é um procedimento fundamental para manter seu hálito fresco e saudável. Mas o mais importante de tudo é a visita regular ao dentista, pelo menos duas vezes ao ano, para garantir que seu hálito continue puro e fresco.

A sua qualidade de vida está diretamente relacionada a sua saúde bucal.

Prevenir o Câncer Bucal

Quando você visita seu dentista, ele examina sua boca por completo para garantir que não hajam lesões que possam evoluir para alguma forma de câncer. Todos sabem que o câncer tem muito mais chance de tratamento quando descoberto no início. Então não deixe de fazer visitas regulares a seu dentista e evite que alguma lesão evolua para problemas mais graves.

Manter a saúde do corpo em geral

Uma boca saudável reflete na saúde de todo o organismo. Existem diversos problemas que são causados pela deficiência de saúde bucal e podem ser evitados quando o tratamento é feito na origem. Uma má mastigação ou uma mordida desalinhada, por exemplo, podem causar dores de cabeça e até quadros de gastrite.

A sua qualidade de vida está diretamente relacionada a sua saúde bucal.

Evitar problemas cardíacos

Você sabia que algumas bactérias que convivem no meio bucal podem ser nocivas para seu coração? Foi isso mesmo que você leu. A endocardite bacteriana é um problema cardiológico que decorre de processos infecciosos e pode ter origem em sua boca, causando a proliferação de bactérias que fazem mal a todo o organismo.

Reconquistar ou manter a auto-estima

Para manter aquele sorriso saudável, branco e harmonioso é uma das melhores formas de te fazer ficar bem consigo mesmo. Quando os pacientes estão mais confortáveis em sorrir, a segurança para enfrentar a vida e o convívio social aumenta. Você não deve ter medo de sorrir. Visite seu dentista no mínimo de seis em seis meses e viva com mais alegria.